Marcus Pestana questiona coincidência de aplicações dos fundos de pensão

comissao

Na reunião desta quinta (20/8), na CPI dos Fundos de Pensão, o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) questionou a coincidência de decisões de investimentos entre os diversos fundos e a qualidade do processo decisório dentro das gestões, que optaram por aplicações de alto risco e, talvez, atropelando ritos de decisão.

A CPI colheu depoimentos de representantes de associações ligadas aos pensionistas: Luiz Alberto Menezes Barreto, presidente da Associação dos Profissionais dos Correios, Cláudia Muinhos Ricaldoni, presidente da Associação Nacional dos Participantes de Fundos de Pensão, Jairo Pedro Ferreira, presidente da Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal, e Antônio Augusto de Miranda, presidente do Grupo Aliança.

“É impressionante a convergência de investimentos, salta aos olhos. E não são investimentos de qualidade, alguns estão 100% lançados como perdas nos balanços dos fundos,” disse o parlamentar. Continuar lendo