Aécio fala sobre sucessão na Câmara dos Deputados

“Se o PSDB hoje é um dos principais, se não o principal, partido nacional, isso se deve à força do PSDB em SP e de suas lideranças, em especial o governador Geraldo Alckmin. É natural que um partido da dimensão do PSDB, com um conjunto de quadros extremamente qualificados, que tem o PSDB, tenha as suas disputas internas, mas estou absolutamente convencido de que chegando o momento da disputa, e ele está chegando, estaremos unidos porque nosso adversário está muito além das fronteiras do PSDB”, afirmou o senador Aécio Neves, em entrevista hoje (08/7), em São Paulo, na abertura do Seminário “Repensando as cidades – Economia criativa como estratégia de crescimento”, promovido pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV).

O presidente nacional do PSDB participou do encontro, que reuniu o governador Geraldo Alckmin, o presidente do ITV, senador José Aníbal, o líder do partido na Câmara, deputado Antônio Imbassahy, e outras lideranças tucanas.

Na esfera nacional, Aécio Neves reiterou as posições tomadas pela bancada tucana na Câmara dos Deputados no debate sobre a cassação do ex-presidente da Casa, deputado Eduardo Cunha.

“A posição do partido foi explicitada pelos votos dos nossos companheiros, nossos deputados no Conselho de Ética e será assim na Comissão de Constituição e Justiça e, acredito eu, sem antecipar os votos de deputados, na Câmara. O que queremos agora é uma construção que permita à Câmara voltar a funcionar. O que queremos é um presidente para cumprir esse mandato que consiga liderar uma agenda para a Câmara dos Deputados. É isso que o Brasil precisa”, afirmou.

Assista a trechos da entrevista

Sobre união do PSDB em São Paulo

Sobre cassação do mandato de Eduardo Cunha

Anúncios

“Temos hoje uma crise social de dimensões extremamente graves”, afirma Aécio Neves no Recife

IMG_8736

No Recife, capital pernambucana, para participar do Seminário “Caminhos para o Nordeste – Mobilidade Urbana”, promovido pelo PSDB em parceria com o Instituto Teotônio Vilela (ITV), nesta sexta-feira (27/11), o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, afirmou que o Brasil vive hoje uma crise social de dimensões graves, e que pode se aprofundar ainda mais no futuro.

“Não temos mais no Brasil uma crise econômica. Não temos apenas no Brasil, como se isso fosse pouco, e não é, a mais grave crise moral da nossa história democrática. Nós temos hoje uma crise social de dimensões extremamente graves e que, infelizmente, se aprofundará ainda mais nos próximos meses”, disse Aécio Neves.

O presidente tucano voltou a criticar também a distribuição de ministérios e cargos federais pelo governo em troca de votos da base aliada no Congresso Nacional.

“O projeto de governo do PT hoje é apenas um: manter-se no poder por mais algum tempo, custe o que custar. Distribua-se o que for necessário de cargos, de vantagens, de emendas, mas nem isso vai ser suficiente, na minha avaliação, para que a presidente Dilma conclua o seu mandato. Porque há algo mais forte, algo que se impõe com muito maior vigor, que é a realidade da vida das pessoas”, avaliou Aécio. Continuar lendo

Governo da irresponsabilidade fiscal

itv-logo534

Pela segunda vez consecutiva, faltando poucas semanas para acabar o ano, o governo prepara-se para mudar a meta orçamentária. Responsabilidade fiscal não é a praia do PT. A Lei de Responsabilidade Fiscal foi duramente combatida pelo partido, inclusive nos tribunais. O resultado é que o país não tem mais um parâmetro fiscal crível. Não tem nem mesmo alguma meta, já que os objetivos mudam ao sabor dos ventos. É passo decisivo para dinamitar a credibilidade de uma nação e implodir qualquer ponte para o futuro. Continuar lendo

PSDB e ITV discutem caminhos para o meio ambiente e a sustentabilidade em São Paulo

“O PSDB e o ITV têm o compromisso de debater todas as questões nacionais, não com o viés partidário. Queremos que o Instituto seja a porta de entrada, escancarada, para aqueles que pensam ao Brasil, que têm responsabilidade para construção do futuro deste país. Estaremos dispostos a apoiar, discutir propostas na área ambiental e avançar na legislação no Congresso Nacional”, afirmou o senador Aécio Neves durante seminário “Caminhos para o Brasil – Meio Ambiente e Sustentabilidade” realizado pelo Instituto Teotônio Vilela (ITV), órgão de estudos do PSDB, nesta segunda-feira (23/11), em São Paulo.

O senador e ex-governador de Minas abriu o encontro lembrando da tragédia de Mariana, provocada pelo rompimento de uma barragem de rejeito da mineradora Samarco, devastando os distritos de Bento Rodrigues e Paracatu de Baixo. Confira abaixo

Participaram do seminário, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; o presidente do ITV, José Aníbal; além de importantes lideranças da área ambiental como o Carlos Klink, secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério de Meio Ambiente; José Goldemberg, um dos negociadores da Rio-92 e atualmente presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo; o ex-ministro e ex-secretário de Meio Ambiente de Minas Gerais, José Carlos Carvalho; Israel Klabin, presidente da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável; e o ambientalista Fábio Feldmann.

Leia também: PSDB e ITV discutem caminhos para o meio ambiente e a sustentabilidade