Governador Anastasia lança programa que entrega medicamentos gratuitamente em domicílios

O prefeito de Betim, Carlaile Pedrosa, também participou do lançamento do Farmácia de Minas em Casa feito pelo governador Anastasia. Foto Carlos Alberto/Imprensa MG
O prefeito de Betim, Carlaile Pedrosa, também participou do lançamento do Farmácia de Minas em Casa feito pelo governador Anastasia. Foto Carlos Alberto/Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia lançou nesta terça-feira (29), em Belo Horizonte, o Farmácia de Minas em Casa, programa que disponibiliza a entrega em domicílio de remédios de alto custo e um call center para tirar dúvidas dos cidadãos sobre o melhor uso dos medicamentos.

Serão beneficiados pacientes portadores de asma grave, doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), dislipidemia (alterações graves de colesterol) e esclerose lateral amiotrófica. Com a iniciativa, o Governo de Minas oferece orientação, conforto e segurança à população beneficiada por medicamentos nas farmácias das regionais de saúde do Estado.

“É uma medida aparentemente simples e singela, mas que modifica muito o cotidiano da população. Vai evitar que as pessoas doentes, seus familiares ou procuradores se locomovam até a central de distribuição de remédios, percam tempo no trânsito, tempo na fila. Isso vai descentralizar e melhorar a qualidade de vida e dar mais dignidade a essas pessoas que enfrentam, já com muita valentia, as suas enfermidades”, afirmou Anastasia.

Continuar lendo

Base aliada se mobiliza na Câmara para impedir vinda de diretor da Anac, mas Senado fura bloqueio

Aliados ao Planalto se mobilizaram nesta quarta-feira (28) na Comissão de Turismo da Câmara dos Deputados para impedir aprovação do requerimento do deputado Otavio Leite (PSDB-RJ) que pede a vinda do diretor de Infraestrutura Aeroportuária da Anac, Rubens Carlos Vieira, para dar explicações sobre os fatos apurados na Operação Porto Seguro. Um dos presos na última sexta-feira, ele é irmão de Paulo Rodrigues Vieira, diretor de hidrologia afastado da Agência Nacional de Águas (ANA), e de Marcelo Rodrigues Vieira, da Anac, também detidos pela PF. No entanto, a blindagem governista foi furada no Senado.

Em votação simbólica, o pedido de Leite foi rejeitado por pequena maioria na Câmara. Diante do pedido de verificação de quórum e da respectiva votação nominal, legendas governistas entraram em obstrução e derrubaram a reunião. Diante disso, a apreciação do pedido acabou adiada para a próxima semana. Na terça-feira deputados do PSDB apresentaram uma série de requerimentos em diversas comissões da Câmara pedindo a presença de envolvidos no escândalo. A única proposição colocada em votação foi a de Otavio Leite.

Também integrante da comissão, o deputado Carlaile Pedrosa (PSDB-MG) disse que o Brasil inteiro quer saber o que aconteceu. “Estão escondendo alguma coisa. Ficamos pensando por que blindar essas pessoas que estão buscando a corrupção dentro do governo”, apontou.

Leia matéria completa no Diário Tucano

Carlaile Pedrosa retorna à prefeitura de Betim com votação histórica

O deputado federal Carlaile Pedrosa (PSDB-MG) obteve a maior votação da história de Betim, quinta cidade mineira em população. O tucano já havia governado o município por dois mandatos consecutivos (2001 a 2008) e foi eleito prefeito nesse domingo (7) com 68,09% dos votos válidos. Carlaile obteve 135.797 votos e bateu o recorde de 2004, quando recebeu 95 mil. A atual prefeita Maria do Carmo Lara (PT) teve sua administração rejeitada e levou 72 mil votos a menos que Carlaile, conseguindo a confiança de apenas 31% do eleitorado.

O tucano entra para a história como o candidato a prefeito mais bem votado da cidade. Para ele, a grande vantagem em relação à segunda colocada é a prova de que o povo betinense queria mudança, como afirmou ao jornal mineiro “O Tempo”. “Hoje, a gente vê que a população cobra uma administração mais eficiente, quer respeito. E é isso que essa enorme vantagem mostra”, afirmou ontem, logo após o final das apurações.

Levar mudanças importantes à cidade é o principal objetivo de Pedrosa, que destacou a saúde como prioridade de seu mandato. Para ele, a área necessita ser recuperada. “Nosso primeiro compromisso é recuperar a saúde e queremos começar já, não podemos esperar. Tem muita coisa a ser feita, como melhorar o Hospital Regional”, destacou. Segundo “O Tempo”, recentemente o hospital teve um surto da superbactéria KPC, que atingiu 31 pacientes.

O tucano também afirmou que dará atenção especial às áreas de segurança, assistência social e esportes. A limpeza do município será priorizada. “Não dá para entender como a prefeitura, que tem a segunda maior arrecadação do estado, deixou a cidade do jeito que está”, critica.

O resultado em Betim confirmou as pesquisas feitas pelos diversos institutos ao longo da campanha, que sempre mostraram o tucano com ampla vantagem. “Trabalhamos muito. Fizemos uma campanha limpa, propositiva. Durante toda a minha campanha, nas minhas caminhadas, eu sempre fui muito bem recebido. Vou fazer um mandato ainda melhor do que o que fizemos no passado”, afirmou Carlaile ao chegar ao colégio eleitoral onde votou.

Fonte: Diário Tucano

Destaque na imprensa: Maria do Carmo é a candidata mais rejeitada, e Carlaile lidera

Publicado no jornal O Tempo – 1º/08/12

Betim. Pesquisa DataTempo/CP2 mostra candidato tucano à frente na disputa pela prefeitura

Pesquisa realizada pelo Instituto DataTempo/CP2, de 11 a 14 de julho, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, mostra o deputado federal Carlaile Pedrosa (PSDB) na liderança da disputa pela prefeitura, com mais da metade das intenções de voto. Mas o que chama a atenção no levantamento é o índice de rejeição da candidata do PT, a atual prefeita Maria do Carmo Lara.

Na primeira opção dos entrevistados, 44,1% não votariam em Maria do Carmo. Outros 9,2% não votariam em Sargento Peixoto, e 8,0% não votariam em Sidenir Aparecido. Carlaile Pedrosa é quem tem menor rejeição: 7,0%. Para 15,6% dos pesquisados, é possível votar em todos.

Além de ser o menos rejeitado, Carlaile Pedrosa conta com 62,6% das intenções de voto no cenário em que o nome de todos os candidatos são citados. Nessa situação, Maria do Carmo, a adversária mais próxima, tem 19,3%. De acordo com o levantamento, não haveria segundo turno. Ainda neste quadro, Sargento Peixoto e Sidenir Aparecido não alcançam 1,0% das intenções de voto. O número de indecisos é de 11,0%.

Continuar lendo

Deputados federais do PSDB disputam prefeituras em cinco capitais

Encerrado o prazo para a realização das convenções partidárias, está definido o cenário eleitoral para as eleições municipais, com candidatos e coligações anunciados pelas legendas de Norte a Sul. Na bancada do PSDB na Câmara dos Deputados, cinco tucanos disputarão prefeituras de capitais: Otavio Leite (Rio de Janeiro), Reinaldo Azambuja (Campo Grande), Rogério Marinho (Natal), Rui Palmeira (Maceió) e Zenaldo Coutinho (Belém).

Outros tucanos que exercem ou exerceram o mandato nesta legislatura – sejam titulares ou suplentes das coligações formadas em 2010 – vão concorrer em cidades importantes dos seus estados: Alberto Mourão (Praia Grande), Carlos Roberto (Guarulhos), Duarte Nogueira (Ribeirão Preto), Carlaile Pedrosa (Betim), Romero Rodrigues (Campina Grande) e Marco Tebaldi (Joinville). A meta do partido é eleger mil prefeitos em outubro. Ao todo, são 17 candidaturas em capitais. Confira a lista abaixo:

Continuar lendo

Carlaile Pedrosa: Mobilidade urbana para a Copa do Mundo preocupa

Segundo balanço do governo federal, 41% das obras relacionadas com a Copa do Mundo de 2014 não tiveram início e apenas 5% estão concluídas. O deputado federal Carlaile Pedrosa (PSDB-MG) lembra que já em 2013 teremos a Copa das Confederações.Para ele, a maior preocupação é com relação à mobilidade urbana. Só 55%, pouco mais da metade de suas obras, foram iniciadas e outras nem sequer serão concluídas a tempo, como a expansão do metrô de Belo Horizonte.

Carlaile Pedrosa cobra votação de projeto que estabelece piso para agentes de saúde

Deputado Carlaile Pedrosa. Foto Agência Câmara

O deputado Carlaile Pedrosa (PSDB-MG) cobrou nesta quarta-feira (02) a votação em Plenário do projeto de lei (PL 7495/06) que trata da regulamentação do piso dos agentes comunitários de saúde e de combate a endemias. Nessa manhã, profissionais da área e deputados da Comissão de Seguridade Social e Família também pediram ao presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), para pautar a proposta. Segundo a presidente da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, Ruth Brilhante, o piso atual é o salário mínimo (R$ 622). Os agentes querem dois mínimos, ou seja, R$ 1.244. Ela lembrou que o piso foi determinado pela Emenda Constitucional 63, oriunda de PEC de autoria do deputado Raimundo Gomes de Matos (PSDB-CE).

“O exercício das atividades desses profissionais é considerado de grande interesse público. Eles atuam na prevenção de doenças e promoção da saúde, por meio de ações domiciliares, comunitárias, individuais ou coletivas, desenvolvidas de acordo com as diretrizes do Programa Saúde da Família”, apontou o tucano em plenário.

A apreciação do PL depende apenas de decisão do governo Dilma. Segundo o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), que participou da reunião, Marco Maia deixou claro que o Planalto precisa sinalizar positivamente pela votação. “Tudo depende do governo atender ou não os agentes, já que a matéria implica em decisões orçamentárias”, pontuou o tucano. Pestana e os demais integrantes da comissão insistiram por um acordo com a liderança do governo na Câmara para que o projeto seja votado. Os agentes querem que o texto seja apreciado o quanto antes pelo plenário da Casa, já que ainda terá de ser analisado pelo Senado.

“Estamos assistindo nas últimas semanas a presença de centenas de agentes comunitários aqui na Câmara pleiteando essa valorização. O agente de saúde é um elemento fundamental para o sucesso do Programa Saúde da Família”, destacou Pestana, ao afirmar que esses profissionais lidam diretamente com a população, especialmente a mais carente.

Fonte: Diário Tucano