Rodrigo de Castro e Anastasia apresentam emenda para beneficiar setor moveleiro com desoneração fiscal

rodrigo-anastasiaO deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG) apresentou nesta quinta-feira (09/07) ao senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), em Brasília, a sugestão de uma emenda que visa a continuidade do setor moveleiro entre os beneficiados com a desoneração da folha de pagamentos. Pela proposta do deputado, as empresas fabricantes de móveis continuarão pagando 1% do seu faturamento bruto anual, como já vinha ocorrendo. O governo federal tem uma proposta de aumentar esse percentual para 2,5%. O objetivo de Rodrigo de Castro é incentivar as atividades da indústria moveleira e a geração de empregos, ao evitar um aumento de impostos. Continuar lendo

Rodrigo de Castro garante empenho na análise do relatório final do novo código da mineração

rodrigo-de-castroO deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG) presidiu, nesta terça-feira (07/7), audiência pública na Comissão de Minas e Energia que discutiu os impactos ambientais, financeiros e sociais do novo Código de Mineração. O tucano garantiu que haverá uma análise detalhada do relatório do projeto que institui o novo código e uma articulação na tentativa de colocar a proposta em votação.

“Temos uma comissão especial que analisa o código, mas o tema é de total interesse da Comissão de Minas e Energia e das bancadas de estados mineradores como Minas Gerais. Vamos acompanhar o debate de perto, especialmente porque nos preocupa a postura intervencionista que alguns setores do governo defendem”, afirmou. Continuar lendo

Rodrigo de Castro vai atuar para agilizar normatização das licenças ambientais

rodrigo-de-castro

O deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG) presidiu na manhã desta quarta-feira (13/05) audiência pública na Comissão de Minas e Energia, na Câmara dos Deputados, que avaliou as dificuldades dos órgãos ambientais na emissão de licenças e seus impactos nos empreendimentos do setor elétrico e mineral do país. O parlamentar avaliou que a reunião foi muito importante porque foram debatidos os problemas, mas também soluções para a demora nas concessões das licenças.

“É preciso propor soluções para a remoção desses entraves no curto e médio prazos. A partir do que foi dito aqui, a Comissão de Minas e Energia, juntamente com a Comissão de Meio Ambiente, poderá trabalhar para votar normas importantes e, mais do que isso, melhorar o diálogo com os governos executivos”, destacou.
Rodrigo de Castro, presidente da Comissão de Minas e Energia, explicou que propôs a audiência pública porque a demora nas licenças ambientais tem representado enorme prejuízo para o Brasil. Continuar lendo

Manifestações mostram que sentimento de indignação contra Dilma continua forte

foradilma

A insatisfação da sociedade com o governo da presidente Dilma ficou clara novamente nos protestos que levaram novamente milhares de pessoas às ruas no domingo (12/04). Deputados do PSDB participaram das manifestações em suas cidades, como cidadãos e acompanhados de suas famílias, e viram de perto que o sentimento de revolta com tantos desmandos promovidos pela gestão comandada pelo PT. Os tucanos manifestaram solidariedade aos cidadãos de Norte a Sul que expressaram repúdio e indignação contra a corrupção sistêmica que envergonha o país.

Em meio ao protesto na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, o deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) gravou vídeo afirmando que a mudança no Brasil depende de cada um dos brasileiros e de suas manifestações. “É a partir da participação de todos que nós vamos conseguir mudar o brasil. Não dá mais para tolerar tanta mentira e ficarmos calados. O povo continua acreditando no país, mas não acredita nesse governo”, destacou.

Também em BH, o deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG) afirmou que a mobilização popular é em prol de um país justo, honesto e com mais oportunidade para todos. Em Porto Alegre, o deputado Nelson Marchezan Júnior (PSDB-RS) aparece em meio aos manifestantes e mostra centenas de pessoas gritando “ladrão” em referência ao PT. De Porto Velho, Mariana Carvalho (PSDB-RO) afirmou que estava junto ao povo por um Brasil melhor.

Leia matéria completa no Diário Tucano

Rodrigo de Castro atribui caos nas estradas à incompetência de Dilma

banner4-300x277O deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG) saiu em defesa dos caminhoneiros durante discurso proferido no plenário da Câmara, nesta quarta-feira (25/02). O bloqueio de estradas por parte dos motoristas já prejudica diversos setores da economia. O parlamentar do PSDB alerta, porém, que a situação foi provocada pela incompetência da presidente Dilma, que não soube dialogar com a categoria, vítima de reajustes e de condições adversas ao exercício de suas funções. Continuar lendo

Deputados vão cobrar transparência sobre setor elétrico em debate com ministro

Rodrigo-de-Castro-Foto-George-Gianni-PSDB-121

O titular da pasta de Minas e Energia, Eduardo Braga, encabeça a lista de 39 ministros que serão convidados pela Câmara dos Deputados para participar de comissões gerais e expor aos parlamentares as ações de seus ministérios. A primeira comissão geral está programada para o dia 4 de março, às 9h30, para tratar da crise hídrica e energética. Deputados do PSDB afirmam que não faltam questionamentos, já que a área enfrenta um momento delicado. Rodrigo de Castro, de Minas Gerais (foto), e Vitor Lippi (SP) esperam que haja, ao menos, o reconhecimento dos problemas e apresentação de soluções, como um convite ao consumo racional por parte da sociedade.

A situação é tão grave que uma pesquisa realizada pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan) apontou um rombo de R$ 65 bilhões nos cofres públicos por causa de atrasos ou paralisação de 272 obras na área de geração e transmissão de energia. Se estivessem funcionando, esses projetos gerariam energia suficiente para abastecer metade do consumo das indústrias de todo o país. Continuar lendo

Troca de comando, por Rodrigo de Castro

rodrigo-de-castro

Artigo do deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG) publicado no jornal Estado de Minas – 1º/4/14

O novo governador enfrentará a má vontade do governo federal com as questões de nosso estado

Minas Gerais vive uma semana especial, com a troca de comando na Cidade Administrativa. Na sexta feira, o governador Antônio Anastasia deixa o cargo e o vice- governador, Alberto Pinto Coelho, assume a responsabilidade de governar o estado. Ocasiões como essa estimulam a oportunidade de importantes reflexões. Geralmente faz-se um balanço sobre o governo e o mandatário que se despede, e especula-se sobre o novo governante e as perspectivas de sua gestão.

Anastasia deixa o posto com a missão cumprida. Nesse tempo, confirmou-se, Brasil afora, o que todos nós, mineiros, já sabíamos – que ele é o mais preparado gestor público de sua geração. Sua trajetória à frente do governo de Minas é uma prova incontestável da sua competência e vocação reformadora. Nunca avançamos tanto! Continuar lendo

“Dilma é a maior responsável pela crise no setor energético”, diz Rodrigo de Castro

Dep.Rodrigo de Castro (PSDB-MG)
Dep.Rodrigo de Castro (PSDB-MG)

A presidente Dilma Rousseff é a principal responsável pela crise no setor energético brasileiro, segundo o deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG). O Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), órgão do próprio governo, elevou de “baixíssimo” para “baixo” o risco de racionamento de energia e, na quarta-feira (12), a imprensa noticiou avaliação da consultoria Brasil Plural, para quem a possibilidade de racionamento é de 100%.

“Dilma é a principal responsável pela crise no setor, já que foi ministra de Minas e Energia, depois, chefe da Casa Civil e é a atual presidente da República. E as notícias ruins sobre energia não param de aparecer – aliás, só não são piores porque a economia brasileira não cresce”, disse o deputado.A elevação para “baixo” do risco de racionamento de energia é atribuída principalmente à falta de chuvas – segundo dados da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), o Brasil passa pelos índices pluviométricos mais baixos desde 1931. Continuar lendo

Câmara dos Deputados impõe derrota humilhante a Dilma ao criar comissão para investigar Petrobras

Foto Alexssando Loyola
Foto Alexssando Loyola

O plenário da Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira (11/03) por 267 votos a 28 e 15 abstenções, o requerimento assinados pelos líderes da oposição que cria a comissão externa de deputados para ir à Holanda acompanhar a investigação de denúncias de propina na Petrobras. O resultado é uma derrota humilhante para o governo , que tentou impedir a instalação do colegiado. Em meio à crise entre a base aliada e o Congresso, a maioria dos partidos votou contra a orientação do Palácio do Planalto: PMDB, Bloco do PR, PSB, PTB, PSC, PPMN. Na avaliação de deputados do PSDB, a criação da comissão é uma vitória do país.

O líder tucano na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), afirmou que a votação é histórica. Segundo ele, os partidos aliados ao Planalto se colocaram acima dos interesses da gestão petista. “Essa é uma noite histórica. A Casa mostra para todo o Brasil que cumpre com suas obrigações, principalmente a de fiscalizar e proteger a Petrobras. É uma vitória do Parlamento e a derrota da presidente Dilma”, afirmou.

De acordo com o deputado, a petista deve ter a humildade de reconhecer o fracasso. “A presidente Dilma fez de tudo para impedir a votação e, assim, barrar a investigação. Mas não conseguiu. Foi um placar humilhante e um recado claro da Câmara: no governo da presidente Dilma assistimos ao saque da Petrobras e é preciso dar um basta nisso. Que essa noite lhe sirva de lição”, declarou.

O líder da Minoria na Câmara, Domingos Sávio (PSDB-MG), destacou que o apoio dos partidos da base aliada foi fundamental para aprovar a proposta. “Houve uma vitória do país, uma vitória do Congresso e uma derrota fragorosa da presidente Dilma. Há uma denúncia de corrupção sobre a maior empresa pública do Brasil e o governo se recursou publicamente a investigar o assunto”, destacou.

O deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG) criticou a tentativa da petista de colocar o Congresso de joelhos diante do Executivo. “É uma derrota da presidente Dilma, uma vitória do Brasil e do Congresso. É uma reação à má gestão e a essa tentativa de colocar o Congresso de joelhos diante da força do Executivo. Mesmo participando da base do governo, os partidos se rebelaram contra esse estado de arrogância do Executivo e votaram com a oposição”, ressaltou. Continuar lendo

Rodrigo de Castro: As lições de Guerra

estado de minas

Artigo do deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG) publicado no jornal Estado de Minas – 11/03/14

Era feroz na defesa de seus espaços políticos, duro nas contendas, extremamente devotado e prestativo aos amigos

Eleito deputado federal, cheguei ao Congresso Nacional com a recomendação de meu pai para procurar duas pessoas: Tasso Jereissati e Sérgio Guerra. No primeiro, poderia confiar em qualquer circunstância, com o outro poderia aprender muito. Sábios conselhos. Em 2007, quando das eleições para a executiva nacional do PSDB, Sérgio foi eleito presidente e eu secretário-geral. Dali para frente nunca mais nos separamos e construímos uma sólida amizade, forjada na mistura de momentos felizes e circunstâncias duras, como são as verdadeiras. No primeiro mandato como parlamentar, por meio de convivência diária e nas viagens por todo o país, me vi como privilegiado aprendiz no jogo do xadrez político. Nenhum outro presidente estabeleceu diálogo tão intenso com as bases partidárias. Coordenamos a eleição para prefeitos e o auxiliei na decisão de quem seria candidato a governador em estados importantes. Ele esforçou-se ao máximo pela unidade partidária e pela construção de um projeto viável para Presidência da República. Continuar lendo