Para tucanos, reprovação recorde do governo Dilma reflete crise e estelionato eleitoral

10418895_889402157805661_1564296717599493326_n

Deputados do PSDB atribuíram o recorde de rejeição da sociedade à presidente Dilma à crise política, econômica e social instalada no governo do PT e no país. De acordo com pesquisa CNI/Ibope divulgada nesta quarta-feira (1º), apenas 9% da população consideram o governo ótimo ou bom. É o pior índice de aprovação de um governo desde a redemocratização. Ou seja, a popularidade de Dilma é mais baixa até do que a dos ex-presidentes José Sarney e Fernando Collor. Confira a íntegra do relatório com os números do levantamento

O percentual dos brasileiros que avaliam o governo ruim ou péssimo subiu de 64%, em março, para 68% em junho. A aprovação da maneira de governar de Dilma recuou de 19% para 15% e o percentual da população que confia na presidente caiu de 24% para 20%. As maiores reduções da popularidade ocorrem nos estratos em que a presidente tende a ser melhor avaliada, ou seja, entre as pessoas com renda familiar baixa, no Nordeste, e entre os que possuem menor escolaridade.

Ações reprovadas

As políticas de juros e impostos permanecem como as áreas com piores avaliações, ambas com 90% de desaprovação. Em seguida, saúde e combate à inflação com 86% de rejeição.

A desaprovação da maneira de governar da presidente alcançou 83%, e nem mesmos os que votaram em Dilma acreditam nela: a confiança na presidente entre seus eleitores caiu de 42% para 34%. “Isso é fruto de uma crise econômica aguda que infelizmente só está começando, do maior escândalo da história brasileira e do esgarçamento da base de apoio”, avaliou o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG). Para ele, o Congresso terá que, junto à sociedade, apontar uma alternativa para um governo que “nem o PT e nem seu criador, o ex-presidente Lula, apoia”.

Gráfico02

Leia matéria completa no Diário Tucano

Aécio afirma que sentimento da mudança segura se consolidou entre brasileiros

Aecio Neves em _Todas com Aecio_ - Marcos Fernandes5

O candidato à Presidência da República, Aécio Neves, afirmou nesta quarta-feira (17/09), em São Paulo, que está consolidado na população brasileira o “sentimento de mudança segura representado por sua candidatura”. Para Aécio, que subiu quatro pontos percentuais, de 15% para 19%, em um intervalo de apenas quatro dias entre as pesquisas de intenções de voto, é chegada da “Onda da Razão”.

“É um sentimento de uma mudança que está aí presente na cabeça das pessoas. Eu percebo, e percebo de forma muito clara nas minhas viagens, nas minhas conversas, nos encontros que eu faço”, afirmou o candidato.
Continuar lendo

Ibope confirma Onda da Razão e Aécio sobe em todos cenários

???????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (16/09) confirmou a chegada da “Onda da Razão” na campanha eleitoral para a Presidência da República, com o crescimento das intenções de voto no candidato da Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, em todos os cenários analisados de primeiro e segundo turnos.

Aécio subiu quatro pontos percentuais, de 15% para 19%, num intervalo de apenas quatro dias entre as pesquisas divulgadas pelo instituto. As candidatas do PT, Dilma Rousseff, e do PSB, Marina Silva, caíram nas intenções de voto. Continuar lendo

Para Aécio, resultado do Ibope é positivo e mostra que campanha está crescendo

Foto Marcos Fernandes / Coligação Muda Brasil
Foto Marcos Fernandes / Coligação Muda Brasil

O candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil, Aécio Neves, avaliou nesta sexta-feira (08/08) como positivo o resultado da pesquisa Ibope. A pesquisa mostrou o crescimento do nome de Aécio na intenção de votos do eleitorado. O candidato ressaltou que o levantamento indica que a campanha está aquecendo com possibilidade de segundo turno e chance de vitória.

“[A pesquisa é] extremamente positiva, até porque nós estamos ainda aquecendo os motores da campanha eleitoral, a campanha efetivamente ainda não começou e nosso nome vem crescendo de forma muito consistente”, afirmou Aécio durante visita a Botucatu (SP), acompanhado do governador de São Paulo e candidato à reeleição Geraldo Alckmin (PSDB) e de José Serra, que concorre ao Senado pelo partido. Continuar lendo

Aécio consolida trajetória de crescimento na corrida eleitoral

aecio-pesquisa-segundo-turno

Pela terceira vez consecutiva, pesquisa do Ibope indica crescimento das intenções de voto em Aécio Neves, candidato à Presidência da República pela Coligação Muda Brasil. Aécio cresceu tanto na pesquisa do primeiro turno quanto na projeção do segundo. Nesta última, o crescimento foi maior. Numa disputa com a presidente Dilma, candidata à reeleição, Aécio cresceu três pontos em relação ao último levantamento, enquanto a petista cresceu apenas um. Aécio está agora com 36% das intenções de voto – tinha 33% na última pesquisa –, e Dilma, com 42%. Considerando a margem de erro, a diferença entre eles pode ser de apenas dois pontos percentuais.

No primeiro turno, 23% dos eleitores declaram intenção de voto em Aécio Neves. A candidata do PT tem 38% dos votos. A margem de erro é de dois pontos. Em julho, Dilma Roussef tinha os mesmos 38% das intenções de voto, ante 22% de Aécio Neves.

A pesquisa mostrou ainda que a taxa de rejeição de Aécio está em queda: foi de 16% para 15%. A de Dilma se manteve em 36%.

A pesquisa foi encomendada ao Ibope pela TV Globo, que divulgou os dados nesta quinta-feira (7/08). Foram ouvidas 2.506 pessoas entre os dias 3 e 7 de agosto, em todo o Brasil.

CNI/Ibope confirma Aécio no segundo turno e desaprovação de Dilma chega a 50%

aecio-convencao-24

A nova pesquisa da CNI/Ibope, divulgada nesta quinta-feira (19/06), confirma a presença do candidato do PSDB à Presidência, senador Aécio Neves, no segundo turno da disputa eleitoral. Na simulação do primeiro turno, o tucano aparece na segunda colocação com 21% das intenções de votos.

No segundo turno, Aécio avançou seis pontos percentuais em relação a pesquisa do Ibope divulgada em maio. Na simulação divulgada nesta quinta, o tucano reduziu a vantagem da presidente Dilma de 19 para 13 pontos. Ele aparece com 30% das intenções de votos.

Já a reprovação dos brasileiros à maneira como a presidente Dilma Rousseff governa o país chegou a 50%. Isso reflete não só a queda no índice de aprovação à administração da petista, assim como na confiança do eleitor em relação à presidente da República.

Dilma foi reprovada pela maioria dos brasileiros em todas as nove áreas avaliadas, inclusive no combate a fome e a pobreza. Nada menos do que 63% dos ouvidos pela pesquisa, ou seja, dois terços do total, classificam seu governo como regular, ruim ou péssimo.

A pesquisa do Ibope foi custeada pela CNI e entrevistou 2.002 pessoas entre os dias 13 e 15 de junho de 2014. Está registrada na Justiça Eleitoral sob o protocolo BR-00171/2014.