Minas mostra seus bons exemplos no Fórum Econômico Mundial, em Davos

Palavra do Governador 2

Reunião das principais lideranças políticas e econômicas do mundo, o Fórum Econômico Mundial está conhecendo as experiências de governança implementadas em Minas Gerais nos últimos anos. O governador Antonio Anastasia está em Davos, na Suíça, onde apresenta os resultados alcançados por Minas Gerais desde que foi implantado o chamado Choque de Gestão. No painel dessa quarta-feira (22), “o novo contexto da América Latina”, o governador abordou, em sua palestra, o tema da inovação como fator de desenvolvimento. Além disso, em conversas com lideranças mundiais e empresariais, Anastasia tem mostrado o esforço do Governo de Minas para melhorar a infraestrutura, com o objetivo de atrair mais empresas e negócios para o Estado e gerar empregos de qualidade. A participação de Minas no Fórum Econômico Mundial é o tema do Palavra do Governador desta semana.

“Estamos em um grande esforço, cada dia maior, para internacionalizar Minas Gerais. O Fórum Econômico Mundial de Davos, na Suíça, é considerado o principal acontecimento econômico do mundo. Estão presentes chefes de Estado, chefes de Governo, das principais nações de toda a Terra. É muito importante, portanto, a presença de Minas. Ficamos muito honrados com o convite que recebemos para comparecer, participar dos debates, interagir com as lideranças econômicas do mundo, especialmente com os grandes empresários, muitos dos quais já têm negócios em Minas e outros tantos que pretendemos trazer”, afirma o governador

Para Anastasia, a presença de Minas, pela primeira vez, no encontro é fundamental porque coloca o Estado como uma grande oportunidade de negócios para grandes empreendimentos internacionais. Além disso, Minas Gerais tem se destacado no Brasil em relação a dois grandes temas que estão sendo discutidos no fórum: saúde e meio ambiente.

“Na América Latina percebe-se que temos dois temas que são muito relevantes, a saúde e o meio ambiente, que, aliás, são temas muito vinculados entre si. Ao discutirmos saúde, nós teremos condições de mostrar bons exemplos que fizemos em nosso Estado, como, por exemplo, a rede de urgência e emergência já presente na maior parte de Minas. A área ambiental em um Estado como Minas, que é um Estado muito rico em biodiversidade, é fundamental, porque nós temos que estimular a produção, garantir o crescimento econômico, mas sempre tendo muita preocupação com a sustentabilidade dessas iniciativas, ou seja, preservar o nosso patrimônio ecológico e ambiental para garantirmos o futuro das gerações”, defende o governador.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov

Proteção das riquezas naturais de Minas é o tema do Palavra do Governador

Palavra do Governador 2

Uma das maiores riquezas de Minas Gerais, o meio ambiente e as ações de conservação e proteção dos variados biomas presentes no Estado são o tema do programa Palavra do Governador desta semana. De acordo com Antonio Anastasia, a sustentabilidade ambiental está diretamente ligada, no caso mineiro, ao êxito de atividades como o ecoturismo, o abastecimento de água e o agronegócio e, portanto, deve ser uma das prioridades das gestões estadual, municipal e federal.

“Criamos, desde 2011, 36 unidades de conservação. Recentemente, foram duas apenas no Vetor Norte, sempre alinhado com o setor ambientalista. Em Minas, no total, são mais de 300 unidades”, destaca o governador.

Segundo Anastasia, um dos biomas mais ameaçados e que, por isso, está recebendo grande atenção do Estado, é a Mata Atlântica. Apesar do constante desmatamento desde o início da colonização do Brasil, esse tipo de vegetação ainda apresenta vários trechos preservados em Minas Gerais.

Em função disto o Governo de Minas determinou a suspensão total de qualquer corte na Mata Atlântica e a criação de uma força tarefa para identificar os locais mais frágeis. “A Mata Atlântica é uma riqueza única. O Parque Estadual do Rio Doce, por exemplo, é uma mostra maravilhosa de como era a cobertura original de nosso Estado. Então, todo cuidado deve existir a favor da proteção deste bioma”, aponta o governador mineiro.

Entre as várias outras iniciativas do Estado voltadas para a proteção ao meio ambiente em Minas estão, ainda, a aquisição de 70 veículos para os parques estaduais, a criação da Força Tarefa Previncêndio, a fim de combater as ocorrências de incêndios florestais, e a constituição de 36 comitês de bacias hidrográficas para acompanhar a qualidade das águas em todo o estado. “Todo o Sistema Estadual de Meio Ambiente, em parceria com a sociedade, tem um trabalho muito grande pela frente para enfrentar esse desafio: continuar crescendo, mas sem esquecer a sustentabilidade e a proteção ao meio ambiente”, conclui Antonio Anastasia.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Programa do Governo de Minas que reduz burocracia é o tema do Palavra do Governador

Palavra do Governador 2

Os empresários sempre reclamaram do excesso de burocracia que dificulta a abertura de uma empresa no Brasil. Atento a estas e outras dificuldades encontradas no relacionamento entre a sociedade e o poder público, há exatamente dez anos, o Governo de Minas lançou um grande programa de desburocratização, o Descomplicar – Minas Inova. Coordenada pela Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag), uma década depois a iniciativa já mostra resultados expressivos. Este é o tema do programa Palavra do Governador desta semana.

Segundo o governador de Minas, Antonio Anastasia, o carro-chefe do Programa Descomplicar é o Minas Fácil, que simplificou processos e reuniu, em um só lugar, os órgãos responsáveis pela abertura de empresas. “O Minas Fácil teve exatamente esse propósito: reduzir o prazo da abertura de empresas. O prazo anterior, que era em média de 45 dias, já caiu para seis dias. Nós criamos mais de cem unidades para receber os documentos, facilitando a vida dos empresários que querem abrir as empresas. Cerca de 150 mil novas empresas foram abertas em nosso Estado, mas temos que aprimorar ainda mais este processo”, afirma o governador.

E não foi apenas o empresário que teve a sua vida facilitada pelo Programa Descomplicar. Com a implantação das UAIs, as Unidades de Atendimento Integrado, distribuídas em 28 centrais em todo o Estado, os cidadãos comuns também são beneficiados e têm acesso fácil a 48 tipos de serviços. “O objetivo da UAI é, exatamente, tornar a vida do cidadão mais simples. Ele vai a um só local e consegue sua carteira de identidade, seus documentos, reclama de algum serviço público que não funcionou bem, obtém sua carteira de trabalho. Isso significa mais agilidade e modernidade”, destaca Anastasia.

O governador fala também sobre o grande desafio do programa Descomplicar, que é a desburocratização do serviço público. Neste sentido, um projeto inovador que está sendo criado no Estado é a Central de Serviços Compartilhados (CSC). “O novo sistema vai operar na Cidade Administrativa, onde estão todas as secretarias e órgãos públicos e trabalham mais de 16 mil pessoas. Vamos unificar, em uma só central, todas as atividades meio das secretarias. Isso vai significar economia para os cofres públicos, mais dinheiro para a educação, saúde e segurança e, fundamentalmente, mais agilidade e inovação no âmbito do serviço público mineiro”, garante Anastasia.

Na próxima segunda-feira (9) um seminário no Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) vai marcar os dez anos do Programa Descomplicar-Minas Inova.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Cidadãos perguntam e Anastasia fala sobre emprego, educação e corrupção

Palavra do Governador 2

Geração de empregos, combate à corrupção, melhorias na educação. O que o Governo de Minas tem feito em relação a essas demandas da população? O Palavra do Governador desta semana abre, mais uma vez, os microfones para pessoas de diversas regiões do Estado que fazem suas perguntas ao governador Antonio Anastasia.

Washington Pereira, de Montes Claros, no Norte de Minas, por exemplo, quer saber mais sobre as perspectivas de empregos em sua região. Segundo o governador, empresas instaladas no Norte de Minas recentemente, como a Alpargatas, fabricante das sandálias Havaianas, e a Case New Holand, do Grupo Fiat, serão grandes oportunidades para a geração de empregos. “Não é o governo que constrói as fábricas e que gera riqueza, mas cabe ao poder público criar um ambiente adequado para as empresas se instalarem, em dois aspectos: infraestrutura e boas condições fiscais”, recorda Anastasia, destacando que o Governo de Minas tem trabalhado para atrair cada vez mais negócios, trabalho e renda para o Estado.

Do Sul de Minas, Sebastião Dionísio pergunta sobre as ações que o Governo de Minas tem realizado para o combate à corrupção. O governador responde que é lamentável que, até hoje, esta ainda seja uma preocupação social. Para prevenir crimes de desvio de recursos públicos, explica Anastasia, várias medidas têm sido realizadas pelo Governo do Estado, como uma aplicação rígida da chamada Lei da Ficha Limpa, mas a atuação fiscalizadora da sociedade também é essencial. “Precisamos do apoio da sociedade no reconhecimento daqueles indícios de enriquecimento ilícito dos gestores públicos, para termos, de fato, um combate permanente e sem tréguas à corrupção”, defende Anastasia.

De Raposos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, vem uma pergunta sobre as ações do Governo para a educação. O governador explica o que tem sido realizado e o salto que Minas Gerais deu, nos últimos anos, nessa área, tendo se destacado como o melhor ensino público do Brasil. Apesar dos avanços, reconhece o governador, é preciso continuar o trabalho. Por isso, Minas tem investido em novas metodologias de ensino, como o Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), na readequação física das escolas e na valorização dos profissionais da educação. “A educação é a grande política pública do futuro. Sem uma educação de qualidade, dificilmente teremos um futuro promissor. Felizmente, Minas Gerais já tem um patamar excepcional de educação. Isso é muito bom, mas não podemos nos acomodar”, reitera Anastasia.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Projetos pioneiros de Minas para acabar com lixões são o tema do Palavra do Governador

Palavra do Governador

Minas Gerais tem realizado uma grande força-tarefa para acabar com os lixões por meio de um projeto inovador desenvolvido pelo Governo do Estado, denominado Minas Sem Lixões. Implantado em 2003, o programa reduziu, até 2012, em mais de 67% o número de lixões do Estado. Ao mesmo tempo, o número de aterros sanitários aumentou 500% e as usinas de triagem e compostagem em 300%.

Agora, em mais uma ação inédita, o Governo de Minas lançou a primeira Parceria Público-Privada (PPP) para fazer da Região Metropolitana de Belo Horizonte a primeira a garantir a correta destinação de 100% dos resíduos sólidos urbanos. É o que explica o governador Antonio Anastasia no programa Palavra do Governador desta semana.

“Essa é uma iniciativa inédita, pioneira e muito importante. Nós sabemos da determinação da legislação federal de eliminar, até o final de 2014, todos os lixões. Por isso, concebemos, em parceria com os municípios e a Granbel, que reúne as prefeituras da região metropolitana, um trabalho inovador. Estamos licitando serviços que serão apresentados por fornecedores privados de destinação dos resíduos sólidos. O Estado vai assumir cerca de 70% do custo desse serviço, as prefeituras, 25%”, afirma o governador.

O que Minas Gerais vem tentando fazer é construir um projeto cada vez mais sustentável para garantir não só a proteção do meio ambiente, mas também a geração de empregos por meio da reciclagem. É por isso que o Governo do Estado tem realizado suas ações de forma conjunta, nas quais a sociedade civil, as prefeituras e as empresas também têm participação fundamental. Iniciativas individuais e coletivas poderão ser registradas, por exemplo, na Semana Mineira de Redução de Resíduos, que o Governo de Minas realiza de 16 a 24 de novembro. Será um momento em que a sociedade mineira poderá mostrar seu engajamento e liderança neste segmento.

“Esta é uma experiência inédita no Brasil. E a sociedade é convidada a participar. Porque nós sabemos que os mineiros têm muita criatividade e podem apresentar sugestões interessantes de combate à destinação irregular dos resíduos sólidos e de uma destinação correta e ambientalmente sustentável”, convida Anastasia.

IFrame

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Governo Anastasia investe na regionalização e no trabalho integrado das ações de saúde no Estado

Palavra do Governador

Quem vive um momento de aflição muito grande como um acidente grave ou um mal súbito sabe da importância da rapidez no atendimento médico. Depois de investir na melhoria dos equipamentos e na reforma de grandes hospitais no interior, o Governo de Minas tem realizado agora um trabalho fundamental de integração de redes em todo o Estado, para dar respostas rápidas nos casos de urgência e emergência.

A Rede de Urgência e Emergência mineira é composta por diversas unidades do Samu Regional, pela área de a Atenção Domiciliar, Sala de Estabilização, as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e os hospitais. E esta Rede está se expandindo paulatinamente, como explica o governador Antonio Anastasia no programa Palavra do Governador desta semana.

“O Estado de Minas Gerais é geograficamente muito grande. Então, desenvolvemos um atendimento localizado, descentralizado em todas as regiões mineiras. A primeira região a receber a rede foi a macrorregião Norte e, depois, o Jequitinhonha. No início de outubro, estive na Zona da Mata, em Juiz de Fora, liberando, só lá, mais de R$ 50 milhões para a macrorregião Sudeste. O objetivo é que todas as regiões mineiras tenham, de fato, essa rede”, afirma o governador.

O objetivo é que a população de uma região tenha acesso a um dos pontos de atenção da rede com o tempo máximo de uma hora, seja esse ponto de atenção fixo ou móvel. Baseada no Plano Diretor de Regionalização adotado pela Secretaria de Estado Saúde e na universalização do atendimento, a rede atua em todos os pontos de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS): atenção primária, secundária e terciária, além das três condições agudas temáticas (trauma, infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral).

Mas a Rede de Urgência e Emergência não funciona isoladamente. Além dela, explica o governador, uma série de outras ações continuam a ser implementadas para melhorar a saúde dos cidadãos em todo o Estado. “Nós temos, por exemplo, o ProHosp, um programa que investe no fortalecimento de hospitais do interior do Estado. Desde 2003, já investimos mais de R$ 1 bilhão nessa iniciativa”, lembra Anastasia.

O governador destaca ainda que Minas Gerais tem o maior número de equipes de saúde da família do Brasil e que o Estado desenvolve o Farmácia de Minas, que já atua em 500 unidades distribuindo remédios gratuitamente. “Há, portanto, um trabalho muito integrado em diversas áreas”, conclui Anastasia.

IFrame
O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Antonio Anastasia destaca iniciativas para fomentar o turismo em Minas

Palavra do Governador

A gastronomia mineira tem se destacado cada vez mais  nos cenários nacional e internacional. Depois de participar como homenageada do Festival Madri Fusión, na Espanha, no início do ano, o maior do setor no mundo, Minas representou a gastronomia brasileira recentemente na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha. Ações como essas, fomentadas pelo Governo de Minas, têm atraído a atenção de turistas para o Estado e gerado mais emprego e renda no setor em diversas regiões mineiras. O esforço em promover o turismo e a culinária do Estado é o tema desta semana do programa Palavra do Governador.

“Estamos desenvolvendo uma política de governo para estimular a gastronomia, para demonstrar o grande valor dessa riqueza mineira. Já fizemos festivais na Argentina e no Uruguai. Temos realizado e apoiado eventos grandiosos, como o Comida di Buteco e o Festival Gastronômico de Tiradentes. Tudo isso tem o intuito de fomentar o segmento de turismo para atrair visitantes e gerar riquezas em todo o estado”, explica Antonio Anastasia.

Outra iniciativa neste sentido, desenvolvida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, é o projeto Gastronomia no Morro que coloca lado a lado chefs de restaurantes renomados e cozinheiros de comunidades. Além de reforçar a tradição dos ingredientes, pratos e técnicas da culinária mineira, a iniciativa mostra que a gastronomia não se resume a pratos requintados e caros.

A essas ações do Governo de Minas se unem, ainda, diversas outras iniciativas em prol da preservação e fomento dos bens culturais do estado que, além de atender aos mineiros, tornam-se um grande atrativo para turistas brasileiros e estrangeiros. É o caso da implantação do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, que reúne diversos museus e centros culturais em um dos principais cartões postais da capital mineira. O turismo de negócios é outro segmento em que Belo Horizonte se destaca, com grandes perspectivas de crescimento nos próximos anos.

No interior, a riqueza cultural de Minas também tem ganhado cada vez mais atenção, com a restauração de grandes locais históricos e turísticos em diversas regiões. “Minas Gerais tem mais da metade do patrimônio histórico e cultural do Brasil. Por isso mesmo, nós precisamos sempre melhorar a nossa infraestrutura, como estamos fazendo, para atrair visitantes brasileiros e estrangeiros que venham conhecer nossas igrejas e construções históricas, as belezas ecológicas, as festividades musicais, religiosas e culturais, bem como nossa rica gastronomia, que tem se destacado no cenário internacional”, conclui Anastasia.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

IFrame

Fonte: Agência Minas