Cidadãos perguntam e Anastasia fala sobre emprego, educação e corrupção

Palavra do Governador 2

Geração de empregos, combate à corrupção, melhorias na educação. O que o Governo de Minas tem feito em relação a essas demandas da população? O Palavra do Governador desta semana abre, mais uma vez, os microfones para pessoas de diversas regiões do Estado que fazem suas perguntas ao governador Antonio Anastasia.

Washington Pereira, de Montes Claros, no Norte de Minas, por exemplo, quer saber mais sobre as perspectivas de empregos em sua região. Segundo o governador, empresas instaladas no Norte de Minas recentemente, como a Alpargatas, fabricante das sandálias Havaianas, e a Case New Holand, do Grupo Fiat, serão grandes oportunidades para a geração de empregos. “Não é o governo que constrói as fábricas e que gera riqueza, mas cabe ao poder público criar um ambiente adequado para as empresas se instalarem, em dois aspectos: infraestrutura e boas condições fiscais”, recorda Anastasia, destacando que o Governo de Minas tem trabalhado para atrair cada vez mais negócios, trabalho e renda para o Estado.

Do Sul de Minas, Sebastião Dionísio pergunta sobre as ações que o Governo de Minas tem realizado para o combate à corrupção. O governador responde que é lamentável que, até hoje, esta ainda seja uma preocupação social. Para prevenir crimes de desvio de recursos públicos, explica Anastasia, várias medidas têm sido realizadas pelo Governo do Estado, como uma aplicação rígida da chamada Lei da Ficha Limpa, mas a atuação fiscalizadora da sociedade também é essencial. “Precisamos do apoio da sociedade no reconhecimento daqueles indícios de enriquecimento ilícito dos gestores públicos, para termos, de fato, um combate permanente e sem tréguas à corrupção”, defende Anastasia.

De Raposos, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, vem uma pergunta sobre as ações do Governo para a educação. O governador explica o que tem sido realizado e o salto que Minas Gerais deu, nos últimos anos, nessa área, tendo se destacado como o melhor ensino público do Brasil. Apesar dos avanços, reconhece o governador, é preciso continuar o trabalho. Por isso, Minas tem investido em novas metodologias de ensino, como o Programa de Intervenção Pedagógica (PIP), na readequação física das escolas e na valorização dos profissionais da educação. “A educação é a grande política pública do futuro. Sem uma educação de qualidade, dificilmente teremos um futuro promissor. Felizmente, Minas Gerais já tem um patamar excepcional de educação. Isso é muito bom, mas não podemos nos acomodar”, reitera Anastasia.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Projetos pioneiros de Minas para acabar com lixões são o tema do Palavra do Governador

Palavra do Governador

Minas Gerais tem realizado uma grande força-tarefa para acabar com os lixões por meio de um projeto inovador desenvolvido pelo Governo do Estado, denominado Minas Sem Lixões. Implantado em 2003, o programa reduziu, até 2012, em mais de 67% o número de lixões do Estado. Ao mesmo tempo, o número de aterros sanitários aumentou 500% e as usinas de triagem e compostagem em 300%.

Agora, em mais uma ação inédita, o Governo de Minas lançou a primeira Parceria Público-Privada (PPP) para fazer da Região Metropolitana de Belo Horizonte a primeira a garantir a correta destinação de 100% dos resíduos sólidos urbanos. É o que explica o governador Antonio Anastasia no programa Palavra do Governador desta semana.

“Essa é uma iniciativa inédita, pioneira e muito importante. Nós sabemos da determinação da legislação federal de eliminar, até o final de 2014, todos os lixões. Por isso, concebemos, em parceria com os municípios e a Granbel, que reúne as prefeituras da região metropolitana, um trabalho inovador. Estamos licitando serviços que serão apresentados por fornecedores privados de destinação dos resíduos sólidos. O Estado vai assumir cerca de 70% do custo desse serviço, as prefeituras, 25%”, afirma o governador.

O que Minas Gerais vem tentando fazer é construir um projeto cada vez mais sustentável para garantir não só a proteção do meio ambiente, mas também a geração de empregos por meio da reciclagem. É por isso que o Governo do Estado tem realizado suas ações de forma conjunta, nas quais a sociedade civil, as prefeituras e as empresas também têm participação fundamental. Iniciativas individuais e coletivas poderão ser registradas, por exemplo, na Semana Mineira de Redução de Resíduos, que o Governo de Minas realiza de 16 a 24 de novembro. Será um momento em que a sociedade mineira poderá mostrar seu engajamento e liderança neste segmento.

“Esta é uma experiência inédita no Brasil. E a sociedade é convidada a participar. Porque nós sabemos que os mineiros têm muita criatividade e podem apresentar sugestões interessantes de combate à destinação irregular dos resíduos sólidos e de uma destinação correta e ambientalmente sustentável”, convida Anastasia.

IFrame

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Governo Anastasia investe na regionalização e no trabalho integrado das ações de saúde no Estado

Palavra do Governador

Quem vive um momento de aflição muito grande como um acidente grave ou um mal súbito sabe da importância da rapidez no atendimento médico. Depois de investir na melhoria dos equipamentos e na reforma de grandes hospitais no interior, o Governo de Minas tem realizado agora um trabalho fundamental de integração de redes em todo o Estado, para dar respostas rápidas nos casos de urgência e emergência.

A Rede de Urgência e Emergência mineira é composta por diversas unidades do Samu Regional, pela área de a Atenção Domiciliar, Sala de Estabilização, as Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) e os hospitais. E esta Rede está se expandindo paulatinamente, como explica o governador Antonio Anastasia no programa Palavra do Governador desta semana.

“O Estado de Minas Gerais é geograficamente muito grande. Então, desenvolvemos um atendimento localizado, descentralizado em todas as regiões mineiras. A primeira região a receber a rede foi a macrorregião Norte e, depois, o Jequitinhonha. No início de outubro, estive na Zona da Mata, em Juiz de Fora, liberando, só lá, mais de R$ 50 milhões para a macrorregião Sudeste. O objetivo é que todas as regiões mineiras tenham, de fato, essa rede”, afirma o governador.

O objetivo é que a população de uma região tenha acesso a um dos pontos de atenção da rede com o tempo máximo de uma hora, seja esse ponto de atenção fixo ou móvel. Baseada no Plano Diretor de Regionalização adotado pela Secretaria de Estado Saúde e na universalização do atendimento, a rede atua em todos os pontos de atenção do Sistema Único de Saúde (SUS): atenção primária, secundária e terciária, além das três condições agudas temáticas (trauma, infarto agudo do miocárdio e o acidente vascular cerebral).

Mas a Rede de Urgência e Emergência não funciona isoladamente. Além dela, explica o governador, uma série de outras ações continuam a ser implementadas para melhorar a saúde dos cidadãos em todo o Estado. “Nós temos, por exemplo, o ProHosp, um programa que investe no fortalecimento de hospitais do interior do Estado. Desde 2003, já investimos mais de R$ 1 bilhão nessa iniciativa”, lembra Anastasia.

O governador destaca ainda que Minas Gerais tem o maior número de equipes de saúde da família do Brasil e que o Estado desenvolve o Farmácia de Minas, que já atua em 500 unidades distribuindo remédios gratuitamente. “Há, portanto, um trabalho muito integrado em diversas áreas”, conclui Anastasia.

IFrame
O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Antonio Anastasia destaca iniciativas para fomentar o turismo em Minas

Palavra do Governador

A gastronomia mineira tem se destacado cada vez mais  nos cenários nacional e internacional. Depois de participar como homenageada do Festival Madri Fusión, na Espanha, no início do ano, o maior do setor no mundo, Minas representou a gastronomia brasileira recentemente na Feira do Livro de Frankfurt, na Alemanha. Ações como essas, fomentadas pelo Governo de Minas, têm atraído a atenção de turistas para o Estado e gerado mais emprego e renda no setor em diversas regiões mineiras. O esforço em promover o turismo e a culinária do Estado é o tema desta semana do programa Palavra do Governador.

“Estamos desenvolvendo uma política de governo para estimular a gastronomia, para demonstrar o grande valor dessa riqueza mineira. Já fizemos festivais na Argentina e no Uruguai. Temos realizado e apoiado eventos grandiosos, como o Comida di Buteco e o Festival Gastronômico de Tiradentes. Tudo isso tem o intuito de fomentar o segmento de turismo para atrair visitantes e gerar riquezas em todo o estado”, explica Antonio Anastasia.

Outra iniciativa neste sentido, desenvolvida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Turismo, é o projeto Gastronomia no Morro que coloca lado a lado chefs de restaurantes renomados e cozinheiros de comunidades. Além de reforçar a tradição dos ingredientes, pratos e técnicas da culinária mineira, a iniciativa mostra que a gastronomia não se resume a pratos requintados e caros.

A essas ações do Governo de Minas se unem, ainda, diversas outras iniciativas em prol da preservação e fomento dos bens culturais do estado que, além de atender aos mineiros, tornam-se um grande atrativo para turistas brasileiros e estrangeiros. É o caso da implantação do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, que reúne diversos museus e centros culturais em um dos principais cartões postais da capital mineira. O turismo de negócios é outro segmento em que Belo Horizonte se destaca, com grandes perspectivas de crescimento nos próximos anos.

No interior, a riqueza cultural de Minas também tem ganhado cada vez mais atenção, com a restauração de grandes locais históricos e turísticos em diversas regiões. “Minas Gerais tem mais da metade do patrimônio histórico e cultural do Brasil. Por isso mesmo, nós precisamos sempre melhorar a nossa infraestrutura, como estamos fazendo, para atrair visitantes brasileiros e estrangeiros que venham conhecer nossas igrejas e construções históricas, as belezas ecológicas, as festividades musicais, religiosas e culturais, bem como nossa rica gastronomia, que tem se destacado no cenário internacional”, conclui Anastasia.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

IFrame

Fonte: Agência Minas

Segurança pública exige investimentos e trabalho integrado, afirma Anastasia

Palavra do Governador

Que a segurança pública tem sido um dos grandes desafios de todo o Brasil nos últimos anos todo mundo já sabe. A questão é complexa e exige atitudes inteligentes e eficazes. E é nesse sentido que o Governo de Minas vem trabalhando. O Palavra do Governador desta semana destaca o trabalho articulado que o sistema de Defesa Social do Estado vem desenvolvendo para diminuir os crimes e os índices de homicídios em Minas Gerais.

Uma das iniciativas recentes é a implantação de sete novos Centros de Prevenção à Criminalidade, que estão sendo instalados pelo Governo de Minas pelo interior do Estado. Hoje, eles já somam 41 espalhados por diversas regiões. Nesses centros estão inseridos projetos como o Programa Fica Vivo!, que faz acompanhamento especializado e oferece oficinas voltadas para o esporte, a arte e a cultura para jovens de 12 a 24 anos em situação de risco social.

“Nós temos realizado, em Minas Gerais, um grande esforço no combate à criminalidade e já apresentamos bons indicadores, mas sabemos que é preciso melhorar a sensação subjetiva de insegurança da nossa população. Para isso, investimos muito na prevenção da criminalidade, com programas, como o Fica Vivo!. São oficinas realizadas especialmente com aquele segmento de jovens mais vulneráveis, que estão em uma faixa de risco maior da população e também através da central de mediação de conflitos, com o trabalho dos egressos do sistema prisional”, destaca Antonio Anastasia.

Esse trabalho precisa ser articulado com outras ações e é isso que o governo mineiro vem fazendo. Nesta semana, por exemplo, o Estado entregou mais de 300 viaturas e centenas de equipamentos para a Polícia Militar. E, de acordo com o governador, os investimentos vão continuar.

“Nós estamos alocando recursos expressivos, cerca de R$ 600 milhões, para a área da segurança pública. São mais de mil viaturas da Polícia Militar adquiridas ao longo desse ano e início do ano que vem. Há também um número expressivo de viaturas da Polícia Civil, equipamentos como computadores, armamento, coletes, ou seja, toda aquela estrutura necessária ao bom funcionamento das polícias. É um pacote de investimentos muito significativo para melhorar o funcionamento do Sistema de Defesa Social”, afirma Anastasia.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Anastasia destaca políticas do Estado para valorização dos professores

Palavra do Governador

Minas Gerais paga o piso nacional dos professores? O Governo do Estado dialoga com a categoria? Os professores vão ter aumento salarial neste ano? Na semana em que todo o Brasil comemorou o Dia do Professor, celebrado em 15 de outubro, o Palavra do Governador traz mais um diálogo direto e sincero com o governador e professor Antonio Anastasia, que esclarece sobre a situação da educação em Minas Gerais. No programa, Anastasia comenta os avanços alcançados e os desafios a serem enfrentados para valorizar a categoria e estreitar o diálogo com os servidores da área de educação de todo o Estado.

“O valor pago em Minas Gerais corresponde a mais de 50% do piso, já que a lei nacional estipula um valor para 40 horas semanais e a lei estadual refere-se a 24 horas. Então, proporcionalmente, a nova remuneração do Estado está mais de 50% acima do piso nacional estabelecido pelo Ministério da Educação”, explica o governador em relação ao salário inicial dos professores do Estado.

Segundo ele, o Governo de Minas tem se reunido periodicamente com entidades representativas da educação para discutir os avanços na carreira e o que pode ser feito em relação ao reconhecimento salarial da classe, de acordo com as limitações orçamentárias. “Foram realizadas diversas reuniões. Eu próprio, governador do Estado, participei de uma reunião com as lideranças das entidades da educação. Apresentamos as etapas e as nossas propostas, discutimos. É papel do sindicato fazer uma permanente cobrança e é papel do Governo mostrar os limites que temos no orçamento, a responsabilidade fiscal do Estado”, afirma.

Resultado desse processo foi anunciado, recentemente, mais um aumento para todos os servidores da educação, decisão que contempla também os professores. “A proposta é que, a partir de 1º de outubro deste ano, haja um reajuste de 5% para todas as categorias que compõem o quadro da educação em Minas Gerais. Além disso, a partir de 1º de janeiro, uma antecipação daquilo que está na lei atual para a chamada progressão. Serão 2,5% a mais para os servidores da ativa”, explica. Com mais esse esforço, afirma o governador, de 2010 a 2014, o aumento na folha salarial da educação ultrapassará os 70%, frente a uma inflação estimada de menos de 30% no mesmo período.

O governador reconhece os desafios que se impõem no setor, mas explica que eles só poderão ser enfrentados com ações sérias e concretas, como tem sido feito em Minas. É desta forma que tem sido conduzido também o processo para avançar, cada vez mais, no que diz respeito a perspectivas de carreira dos professores, formação continuada e melhorias na infraestrutura das escolas. “Continuamos trabalhando de modo muito firme para que a valorização da educação seja uma política permanente no Estado”, afirma Anastasia.

IFrame


O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

“Medidas de racionalidade irão favorecer setores estratégicos”, destaca Anastasia

Palavra do Governador

Nos últimos 10 anos, desde o início do Choque de Gestão, o estado de Minas Gerais retomou sua autoestima, atraiu investimentos e melhorou serviços em diversas áreas. Mas o dia a dia impõe à máquina pública a necessidade permanente de melhoria. E foi justamente com o intuito de entregar aos cidadãos serviços públicos de melhor qualidade que o governador Antonio Anastasia anunciou recentemente uma nova readequação administrativa. As medidas vão permitir que mais investimentos sejam destinados a áreas estratégicas como saúde, educação, segurança e transporte, conforme explica o próprio Anastasia no programa Palavra do Governador desta semana.

“Reduzimos de maneira drástica o tamanho do Estado, diminuindo de 23 para 17 secretarias, reduzindo os cargos da alta direção, os cargos em comissão e as despesas do chamado custeio, com automóveis, telefonia, viagens internacionais, enfim, despesas que podem ser cortadas sem afetar em nada o bom funcionamento do Governo de Minas. São medidas de racionalidade para melhorar a produtividade do Estado. E Minas Gerais, que já vem com essa característica desde 2003, dá um passo, mais uma vez, como exemplo para o Brasil”, afirma o governador.

Segundo Anastasia, os cortes nessas áreas vão ajudar na melhoria da prestação dos serviços públicos. Nos últimos meses, o Estado já entregou novas viaturas e equipamentos para as polícias Militar e Civil, além do Corpo de Bombeiros. Foram entregues ainda, nos últimos anos, mais de 500 unidades do Farmácias de Minas, onde medicamentos são distribuídos gratuitamente para os cidadãos que mais precisam. Há também um investindo consistente na reforma das escolas estaduais e entrega de novos ônibus escolares. No início desta semana, foi anunciado, ainda, um novo aumento na remuneração dos professores e profissionais da rede pública de ensino.

“Cortamos nas atividades meio, ou seja, nas atividades administrativas, para permitir mais investimentos nos setores estratégicos e finalísticos do poder público, aqueles onde existe uma atuação a favor do cidadão: saúde, educação, transporte, segurança pública. O objetivo é estimular cada vez mais os bons resultados a favor da nossa administração e do cidadão mineiro. Os investimentos estão garantidos, até porque, Minas Gerais, felizmente, recebeu pelo segundo ano consecutivo o grau de investimento internacional das agências de rating. Isso significa nossa boa sanidade, a boa condição das finanças públicas do Estado”, explica Anastasia.

IFrame
O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

“Estamos realizando o maior investimento em cultura da história de Minas Gerais”, diz Anastasia

palavra-do-governador1

Minas Gerais assiste o maior investimento em cultura da sua história. Recentemente, o governador Antonio Anastasia anunciou a destinação de mais de R$ 417 milhões para 64 intervenções divididas em 11 projetos no setor cultural. Estão previstas, entre outras ações, a construção de salas de concerto, arenas multiuso, reforma e restauração de museus, igrejas e esculturas religiosas, modernização do Palácio das Artes, capacitação profissional, requalificação de espaços públicos, implantação da Escola de Design da Uemg (no antigo prédio do Ipsemg na Praça da Liberdade), compra de instrumentos, equipamentos e mobiliário, implantação de museografia (Rota Lund) e do Prédio Verde Cena (Centro de Ensaios Abertos), que vai compor o Circuito Cultural Praça da Liberdade.

Circuito esse que ganhou mais um espaço cultural de excelência no último mês. No coração da capital mineira, o governador Antonio Anastasia inaugurou o Centro Cultural Banco do Brasil, resultado de uma parceria entre o Governo de Minas e o Banco do Brasil que integra agora o complexo de antigos prédios da administração pública que estão se tornando espaços de cultura, artes e lazer. Com a inauguração desse novo espaço, o complexo já conta com nove locais ao redor da Praça da Liberdade e se firma como o maior circuito cultural do Brasil, destaque do Palavra do Governador desta semana.

“O Circuito Cultural da Praça da Liberdade é uma realidade que a cada dia mais se consolida como um dos principais polos da cultura do Brasil e até mesmo com destaque internacional. Aos equipamentos já inaugurados em pleno funcionamento, se soma agora o Centro Cultural do Banco do Brasil. O Circuito Cultural passa a contar, a partir desse momento, com mais um equipamento a somar-se aqueles que já estão prontos e antevendo também aqueles novos que estão em processo de construção que farão desse circuito, certamente, um dado muito positivo para a cultura de nosso Estado”, afirma o governador.

Investimentos robustos na cultura se estendem por todo o Estado. No interior, a manutenção e a restauração do patrimônio artístico e cultural vêm ganhando destaque por meio do Programa Minas Patrimônio Vivo. Só neste programa, de 2011 a 2014, estão sendo alocados mais de R$ 12 milhões para projetos e obras de recuperação do patrimônio do Estado.

“Minas Gerais detém cerca de 60% do patrimônio histórico do Brasil. E é claro que esse patrimônio tem que ser mantido. Esse programa, Minas Patrimônio Vivo, tem por objetivo exatamente restaurar prédios tombados pelo patrimônio histórico estadual. Ele já se iniciou há dois anos e tem previsão até o próximo ano de dezenas de edificações. O objetivo, portanto, é permitir especialmente que as nossas cidades do interior mantenham a sua identidade histórica e possam sempre festejar e promover a trajetória cultural do seu passado”, destaca Anastasia.

IFrame

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

“Precisamos agregar cada vez mais valor ao nosso café”, diz Antonio Anastasia

palavra-do-governador1

Historicamente, Minas Gerais é o maior celeiro de produção de café no mundo. Mais do que um segmento essencial para a economia mineira, o setor cafeeiro representa o principal produto do agronegócio do Estado e o segundo item mais importante da pauta de exportações de Minas. Somente em 2012, as vendas externas do café produzido em Minas Gerais somaram US$ 3,8 bilhões, equivalente a 48% das vendas internacionais de todo o agronegócio mineiro. Tão tradicional na mesa da população mineira, o café é cultivado em 104 mil propriedades, espalhadas por aproximadamente 500 municípios de todas as regiões do Estado.

Diante de números tão expressivos e do conjunto de ações desenvolvidas pelo Governo de Minas nos últimos anos para impulsionar a qualidade e a produtividade do segmento cafeeiro, o Estado sedia a Semana Internacional do Café, que está sendo realizada em Belo Horizonte e reúne os principais produtores, especialistas e autoridades da cafeicultura brasileira e mundial. Este é o tema da edição desta semana do programa Palavra do Governador.

“É uma grande honra para Minas Gerais sediar a Semana Internacional do Café, especialmente por se tratar da edição que comemora o cinquentenário da Organização Internacional do Café, a OIC. Pela primeira vez, esse evento está sendo realizado fora de Londres, que é a sede internacional da OIC. Minas Gerais foi escolhida exatamente pelo papel tão importante no que se refere à produção do café. Da produção mundial de café, Minas Gerais tem cerca de um quarto. Ou seja, 25% do café mundial é produzido em nosso Estado”, relata o governador Antonio Anastasia, destacando, ainda, a importância do setor para Minas Gerais.

O evento, que busca fortalecer o setor cafeeiro em todo o mundo e promover sua expansão sustentável, reúne chefes de Estado e centenas de delegados de mais de 70 países, que estão em Belo Horizonte – desde a última segunda-feira (9) – para debater a produção e os rumos do mercado de café. Os países integrantes da OIC respondem por 97% da produção mundial e mais de 80% do consumo de café no mundo. O encontro internacional, realizado no Expominas, será encerrado nesta sexta-feira (13).

Para o governador de Minas, essa tem sido uma boa oportunidade para discutir os desafios do setor cafeeiro no Brasil. Ainda segundo Antonio Anastasia, a realização do evento representa uma grande chance para que Minas Gerais possa, principalmente, “agregar valor a esse importante produto da pauta exportadora do Estado”. Na visão do governador, o foco das ações do Estado, agora, é estabelecer todas as condições necessárias para que Minas Gerais deixe de apenas exportar o café em grãos e comece a beneficiar o produto.

“Esta é a grande oportunidade. Na verdade, no Brasil e em Minas Gerais, nós temos uma grande produção do café em grãos. Porém, não temos a produção do café processado, ou seja, aquele que é industrializado e que tem alto valor agregado. Nós certamente estamos, neste evento, criando as oportunidades para debatermos esse assunto”, destaca o governador.

O Palavra do Governador pode ser reproduzido por qualquer veículo de imprensa, sem ônus. O programa é disponibilizado todas as quintas-feiras nas modalidades texto, áudio e vídeo (em qualidade HD). O endereço é www.agenciaminas.mg.gov.br

Fonte: Agência Minas

Anastasia fala sobre empreendimentos atraídos para o Vetor Norte da Região Metropolitana de BH

palavra-do-governador1

Anos atrás, quando o Governo de Minas começou a investir fortemente no chamado Vetor Norte da Região Metropolitana de Belo Horizonte, pouca gente acreditava que o planejamento poderia dar certo. O Governo do Estado levou grandes vôos nacionais e internacionais para o Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, construiu a Cidade Administrativa e investiu na Linha Verde. Diversas outras obras de infraestrutura continuam a ser feitas e o Estado se esforça, ainda, para atrair investimentos privados para a região. Os resultados, pouco a pouco, começam a surgir.

Recentemente, o governador Antonio Anastasia anunciou mais um importante investimento privado para o Vetor Norte da capital: a construção do Fashion City. Os esforços para impulsionar o desenvolvimento econômico na região são o destaque do programa Palavra do Governador desta semana.

“Nós estamos diante de algo que é muito especial na economia brasileira. A ideia do Fashion City, por exemplo, é muito inovadora. A pessoa chega ao aeroporto, visita esse grande centro comercial, de atacado e varejo, faz as suas compras, volta ao aeroporto e vai embora, mas deixa aqui recursos expressivos dessas aquisições. São mais de R$ 140 milhões alocados. Serão 1.500 empregos diretos, mais de 5 mil empregos indiretos e a potencialidade de gerar, de fato, uma grande riqueza”, destaca o governador.

Anastasia explica que, além de um regime tributário diferente para as empresas que se instalarem no empreendimento, que fica em Pedro Leopoldo, o Governo do Estado está liberando crédito financeiro por meio do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais, o BDMG, e vai ajudar na qualificação da mão de obra. “O Governo de Minas tem um conjunto de medidas para estimular, sempre, a atração de investimentos e a criação de empregos, que estão entre as principais prioridades de nosso governo”, explica.

Continuar lendo