Destaque na imprensa: Atraso ameaça plano de transporte na Copa

Publicado no jornal Folha de S.Paulo – 18.03.12

A 26 meses do evento, nenhuma obra dos 5 projetos ferroviários programados para sedes do Mundial começou

Não cumprimento de prazo ‘já é leite derramado’, afirma presidente do sindicato da arquitetura

Os cinco projetos ferroviários previstos para a Copa do Mundo de 2014 não deverão estar totalmente prontos para o evento.

A informação é dos próprios responsáveis pelos monotrilhos de Manaus (AM) e São Paulo (SP) e pelo VLT (veículo leve sobre trilhos) de Brasília (DF). Para o VLT de Cuiabá (MT), a previsão do governo estadual é que o projeto esteja operando plenamente na Copa. Na prática, isso dificilmente ocorrerá.

Fortaleza, que construirá um sistema pequeno e mais simples movido a diesel, é o único com mais chances de cumprir o prazo.

Até agora, nenhum dos cinco projetos está com obras iniciadas. Todos estão com cronograma atrasado, pela previsão de 2010, quando foram oficializados como projetos da Copa.

Continuar lendo

Anúncios

Anastasia convida seleção italiana a se instalar em Minas durante preparação para a Copa

O governador Antonio Anastasia se encontrou, nesta terça-feira (6), em Roma, com o presidente da Federação Italiana de Futebol Giuoco Calcio (FIGC), Giancarlo Abete. O governador convidou a seleção italiana de futebol a se instalar em Minas Gerais durante a preparação para a Copa do Mundo de 2014.

“Estou aqui para oferecer Minas Gerais para, se for possível, dar todo suporte à seleção italiana de futebol. Sei dos critérios de escolha dos campos e dos locais onde as seleções vão se hospedar, mas já estamos nos preparando para receber seleções. O mais belo estádio do Brasil será o nosso, chamado Mineirão. Temos um estado muito rico, com muita diversidade e com uma imensa colônia italiana. Minas está abertíssima a receber permanentemente a selação italiana, como também os times italianos que queiram. Haverá as definiões das chaves, os sorteios, mas em um momento de escolha, Minas Gerais se coloca de portas abertas para receber a tão querida seleção italiana antes e durante a Copa de 2014”, enfatizou Anastasia.

Continuar lendo

Certificação verde do Mineirão é tema de encontro no Ministério do Esporte

A bem-sucedida e pioneira experiência do Governo de Minas Gerais de transformar o Mineirão em um estádio ambientalmente sustentável foi apresentada durante a I Oficina sobre Certificação e Gestão Sustentável das Arenas da Copa de 2014, realizada pelo Ministério do Esporte, nesta quarta-feira (30), em Brasília. O encontro reuniu representantes das câmaras temáticas de meio ambiente e sustentabilidade das 12 cidades-sede para discutir certificação verde de infraestruturas esportivas.

Para o gerente do Projeto Copa Sustentável 2014 da Secopa, Vinícius Lott, o trabalho realizado no estádio é exemplar por vários motivos. “Um deles é sua localização sustentável, bem como o projeto de eficiência no uso de água e energia, e também a destinação sustentável de pelo menos 80% dos resíduos, que hoje é um dos grandes desafios da construção civil”, conta.

Leia matéria completa na Agência Minas

Comissões de Turismo e Esportes discutem a Lei Geral da Copa na Assembleia Legislativa de Minas

Acontece nesta terça-feira(22/11), na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, a reunião entre deputados, representantes dos governos federal e de Minas, da Fifa e da sociedade organizada para discutir as regras para a realização da Copa do Mundo de 2014. O requerimento apresentado pelo deputado Rômulo Viegas (PSDB) (foto) na Comissão de Turismo, Indústria, Comércio e Cooperativismo e estendida a Comissão de Esportes, pretende analisar as adequações da lei estadual para os estádios para a realização do torneio .

A Lei Geral da Copa, que foi enviada pelo Governo Federal ao Congresso em 19 de setembro, estabelece as competências da Fifa em termos de proteção das marcas e símbolos do evento, titularidade sobre direitos de transmissão, patrocínios e bilheteria. Mas os Estados têm leis e regulamentos próprios em vários temas, como no caso da venda de ingressos e de bebidas alcoólicas e terão que se adaptar as regras para a realização da Copa do Mundo

Para o deputado Rômulo Viegas “Minas Gerais tem que estar preparada para receber os torcedores de todas as partes do mundo, que estarão em Belo Horizonte, para assistir os jogos da Copa do Mundo de 2014”. A capital mineira será uma das “Cidades Sede” da Copa e o Estádio do Mineirão vai abrigar jogos importantes e está na disputa pela abertura oficial dos jogos.

Foram convidados para discutir o assunto o secretário Extraordinário para a Copa, Sérgio Barroso, o representante do Comitê Executivo da Copa, um representante do Ministério dos Esportes, da Federação Mineira de Futebol (FMF) e representantes da sociedade civil organizada.

Fonte: Assessoria de Imprensa do deputado Rômulo Viegas

Governador Anastasia acompanha anúncio do calendário das Copas em Zurique

O governador Antonio Anastasia (PSDB-MG) afirmou ter ficado satisfeito com a escolha de Minas para sediar nove partidas da Copa do Mundo de 2014 e da Copa das Confederações, em 2013. Anastasia acompanhou, em Zurique, na Suiça, o anúncio do calendário dos jogos das duas competições pela Fifa, que definiu o número de partidas a serem realizadas no Mineirão, estádio brasileiro que está com a obra de modernização mais avançada.

“Ficamos extremamente satisfeitos com o anúncio de que Belo Horizonte receberá, nas duas Copas, nove jogos. Seremos, depois do Rio de Janeiro, a cidade que terá o número maior de partidas. E mais importante, na Copa do Mundo, sendo o Brasil, como todos esperamos, o primeiro lugar no seu grupo de classificação na primeira fase, ele jogará duas vezes em Belo Horizonte, as oitavas de final e a semifinal. A cidade foi extremamente prestigiada com nove partidas internacionais e, possivelmente, dois jogos da Seleção Brasileira na Copa do Mundo e, certamente, também na Copa das Confederações, onde já teremos garantido pelo menos uma semifinal, além de outros dois jogos de relevância”, afirmou Anastasia.

Continuar lendo

Aécio Neves diz que Minas está preparada para receber os jogos da Copa

Senador Aécio Neves (PSDB/MG)

O senador Aécio Neves (PSDB/MG) comemorou, nesta quinta-feira, dia 20, os seis jogos da Copa do Mundo de 2014, além dos jogos da Copa das Confederações em 2013, que acontecerão em Belo Horizonte, anunciados hoje pela FIFA. O senador disse que Minas está preparada para receber as competições e mostrar ao mundo seu potencial econômico e turístico.

O ex-governador destacou que a relevância das partidas a serem disputadas no Mineirão mostra o reconhecimento obtido pelos esforços do Governo de Minas e pela Prefeitura de Belo Horizonte.

“Será Minas Gerais e Belo Horizonte, o Mineirão em especial, palco, espero, de alguns dos melhores momentos da Copa do Mundo. Estou convencido que Minas Gerais e o Mineirão terão papel de destaque. Fizemos o que precisava ser feito. O Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura, transformou o Mineirão, no mais adiantado estádio brasileiro. Caberá a Minas Gerais e a Belo Horizonte um número expressivo de jogos, seis jogos, inclusive com uma semifinal. Esperamos que possa ser a do Brasil”, afirmou Aécio Neves, em entrevista.

O senador lamentou que a abertura do Mundial não ocorrerá em Belo Horizonte,  mas considerou natural a opção da FIFA por São Paulo, em razão da infraestrutura que a maior capital do país oferece em aeroportos e rede de hotéis.

“Obviamente que nos colocamos como postulantes à abertura do Mundial, mas temos que compreender que a realidade de São Paulo, do ponto de vista econômico, do ponto de vista de logística, como aeroportos, acessibilidade, é hoje muito mais bem estruturada do que Belo Horizonte. Por isso, tento compreender como natural a escolha de São Paulo como sede da abertura”, disse.

Legado dos mineiros

O ex-governador Aécio Neves destacou que as maiores competições internacionais de futebol darão a Minas uma inédita visibilidade e que os mineiros já têm assegurado um importante legado de obras, como a Linha Verde e a duplicação da avenida Antônio Carlos, e de melhoria de serviços.

“Minas Gerais fez o que precisava ser feito, adiantou-se em relação a outras capitais, do ponto de vista do acesso, com a Linha Verde, com a duplicação da avenida Antônio Carlos e com as próprias obras do Mineirão. O mais relevante disso tudo, a meu ver, é o legado que ficará, com obras importantes de acesso, além daquelas que o Governo do Estado já fez, que o governador  (Antonio) Anastasia continua fazendo, ao lado do prefeito Marcio Lacerda, e teremos do ponto de vista de hotéis, da rede hoteleira, até mesmo da rede hospitalar, avanços muito importantes que permitirão aos mineiros terem maior conforto e maior possibilidade de ver a nossa capital se desenvolvendo”, afirmou.

Ausência de investimento federal              

O senador voltou a cobrar do governo federal os investimentos prometidos para Minas e que não ocorreram, como a ampliação do metrô de BH e a reforma do Aeroporto Internacional Tancredo Neves (Confins), ambas autorizadas este ano, faltando apenas três anos para o Mundial. As obras eram consideradas de grande importância para definição pela FIFA do local de abertura dos jogos da Copa.

“Vamos trabalhar para cobrar, inclusive, do governo federal que a sua responsabilidade, seja em relação ao aeroporto internacional, seja em relação ao metrô, possa se viabilizar o mais rapidamente possível”, disse.

Ouça entrevista

http://www.psdb-mg.org.br/midias/download/id/3745

Vice-governador faz balanço das ações em Minas para a Copa do Mundo de 2014

A reunião do Comitê Gestor das Copas foi realizada no Palácio Tiradentes. Foto Wellington Pedro/Imprensa MG

O governador em exercício Alberto Pinto Coelho presidiu, nesta quinta-feira, dia 13, no Palácio Tiradentes, a primeira reunião do Comitê Gestor das Copas, do qual é o presidente. Durante o encontro os integrantes do Comitê apresentaram um balanço das ações que estão sendo executadas de maneira integrada visando à realização da Copa das Confederações de 2013 e da Copa do Mundo de 2014.

Entre os principais projetos apresentados estão as obras de modernização do Mineirão, a ampliação do Aeroporto Internacional Tancredo Neves, em Confins, e a implantação do BRT (Bus Rapid Transit), sistema de transporte por ônibus em vias de trânsito rápido. Apenas nesses projetos os investimentos totalizam R$ 1,5 bilhão.

Todos os projetos já estão em fase de execução, como as obras de implantação do BRT na Avenida Antônio Carlos/Pedro I, a ampliação do terminal de passageiros de Confins e a modernização do Mineirão. A expectativa é que os trabalhos sejam concluídos até 2013, antes da realização do maior evento futebolístico do mundo.

Continuar lendo