Destaque na Imprensa: Brasileiros já pagaram R$ 1,5 trilhão em impostos neste ano

Ano deve fechar com um aumento de 11% em relação a 2010

Os brasileiros já tiveram de desembolsar R$ 1,5 trilhão só para pagar impostos neste ano. A cifra foi registrada às 17h desta quinta-feira pelo “impostômetro”, painel eletrônico mantido pela Associação Comercial de São Paulo e que registra em tempo real a arrecadação de tributos federais, estaduais e municipais.

A previsão da entidade é que o total em 2011 chegue a R$ 1,51 trilhão,o que representará um aumento nominal de 17,1% e real (descontada a inflação do período) de 11% na comparação com o R$ 1,29 trilhão registrado no ano passado.

Fonte: O Globo

Deputados afirmam que aumento de carga tributária mostra sanha arrecadatória do PT

Deputado federal Marcus Pestana

A insistência do governo em elevar a carga tributária – ou até mesmo criar novo imposto – coloca em risco as finanças brasileiras e revela a sanha arrecadatória do PT, na avaliação dos deputados Vaz de Lima (PSDB/SP) e Marcus Pestana (PSDB/MG). O discurso de que falta recurso para investir tem um motivo claro, porém escuso na opinião dos tucanos: acomodar os aliados na já inchada máquina pública.

“Não dá mais para o Brasil sustentar a companheirada”, alertou Vaz de Lima. “Dinheiro está entrando nos cofres da União como nunca entrou. Essa sanha está fragilizando a economia do país”, completou. A alta foi discutida em reunião fechada com integrantes da Receita Federal na Câmara.

Dados da instituição mostram que o rendimento de tributos federais somou R$ 74,608 bilhões em agosto, aumento real de 8,11% em comparação com igual período do ano passado – considerando a inflação do período. Até agosto, o governo federal já recolheu R$ 639 bilhões em impostos, valor 13,26% maior do que nos oito primeiros meses de 2010.

“Arrecadação cresceu 20,66% em termos nominais de janeiro a agosto: 13,26% acima do IPCA (indicador que mede a inflação) “e PT ainda quer novo imposto”, alertou Pestana pelo Twitter.

Leia matéria completa Economia Fragilizada

Confira artigo do Instituto Teotônio Vilela: Carga pesada

A carga tributária do país continua crescendo. Mesmo assim, autoridades petistas já avisaram que vão insistir na criação de mais tributos para custear os gastos com saúde

É insaciável a gula do governo petista pelo dinheiro do contribuinte. A carga tributária do país continua crescendo, mas as autoridades federais já avisaram que vão insistir na criação de mais impostos. Sobram argumentos para refutar esta nefasta intenção.

Na sexta-feira, a Receita Federal divulgou seus cálculos sobre o comportamento dos tributos brasileiros no ano passado. O resultado, todos já havíamos sentido no bolso: cresceu, mais uma vez, o percentual da riqueza nacional consumido com pagamento de impostos, taxas e contribuições aos fiscos.

Continuar lendo