Líder do PSDB destaca pleno cumprimento do calendário do impeachment

Em discurso nesta quarta-feira (23/03), o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), destacou o cumprimento do calendário do processo de impeachment de Dilma na Câmara. “Estamos cumprindo com nossas obrigações. O rito está correndo dentro do rito da normalidade, em respeito às decisões do STF e conforme a Constituição e o regimento da Casa”, disse o tucano. Confira trecho do discurso:

Oposição cobra explicações sobre falso golpe no país

Os partidos de oposição decidiram convocar ao Congresso Nacional o ministro das Relações Exteriores para explicar o envio de telegramas e mensagens oficiais às embaixadas brasileiras no exterior, contendo um alerta para um falso golpe de Estado no Brasil.

Em entrevista coletiva, nesta quarta-feira (23/03), o presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, considerou inaceitável o uso de embaixadores e diplomatas brasileiros com objetivos políticos e destacou que a oposição quer explicações sobre quem deu a ordem ao Itamaraty. O envio de mensagens às embaixadas do Brasil foi denunciado hoje pelo jornal O Globo.

Aécio Neves criticou também o discurso feito ontem pela presidente Dilma Rousseff, em solenidade oficial, no Palácio do Planalto, sobre um falso golpe em curso no país.

“É inaceitável a forma como a presidente da República tem usado os instrumentos de Estado para se manter no poder. Na verdade, ao não ter mais argumentos para se defender das acusações que lhe são imputadas, a presidente busca ela própria criar quase que um estado golpista no país”, afirmou Aécio.

Aécio lamenta prejuízo recorde da Petrobras

“Volto no tempo e me lembro de muitos parlamentares da base do governo, e do próprio partido que governa o Brasil, virem a esta tribuna nos acusar de vendilhões da Petrobras. Eles diziam que queríamos privatizar a Petrobras. Pois bem, apenas o que a Petrobras coloca hoje à venda (US$ 60 bi) supera todo o volume de privatização do setor de telecomunicações do governo Fernando Henrique”, afirmou o senador Aécio Neves (PSDB-MG), em pronunciamento, hoje (22/03), no plenário do Senado Federal, ao lamentar o pior resultado financeiro da Petrobras em toda a história da estatal.

Aécio Neves disse que a empresa sofre os prejuízos gerados pelo encontro da leniência com a corrupção com a ineficiência do governo do PT. O balanço da empresa divulgado ontem (21/03) mostrou um prejuízo de R$ 34,8 bilhões em 2015.

Assista