“O governo do PT acabou”, diz Aécio Neves em Juiz de Fora

Dilma perdeu as condições para conduzir o país, diz o presidente nacional do PSDB, Aécio Neves. O senador participou nesta sexta-feira (04/12) do Encontro Regional PSDB-MG Zona da Mata, realizado em Juiz de Fora.

Confira: Dilma Rousseff perdeu as condições de tirar o Brasil da instabilidade política e econômica, diz Aécio Neves 

Leia também: Em concorrido ato, PSDB-MG inicia em Juiz de Fora processo de regionalização do partido no Estado

Confira ainda: Aécio Neves pede atenção do governo de Minas para os municípios da Zona da Mata

Pesquisa aponta Aécio e Anastasia como os principais puxadores de votos em BH

aecio-anastasia-

Nova pesquisa de opinião divulgada em novembro mostra que os senadores Aécio Neves e Antonio Anastasia (foto), ambos do PSDB-MG, são os principais puxadores de votos em Belo Horizonte. Segundo o levantamento, realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, para 44% dos pesquisados o apoio de Aécio aumentaria a vontade de votar em um candidato a prefeito de Belo Horizonte. Da mesma forma, para 43,6% o apoio de Anastasia aumentaria a chance de votação no candidato a prefeito. O PSDB ainda não definiu seu candidato e tem mantido conversas com partidos aliados para definição do melhor nome.

Outra pesquisa, de âmbito estadual, mostra que a grande parcela da população de Minas Gerais aplaude a administração do ex-governador Antonio Anastasia. Segundo o levantamento, 63,6% dos pesquisados aprovam a gestão de Anastasia, contra 29,6% que desaprovam e 6,8% que não opinaram.

O levantamento também mostrou que o PSDB é o partido favorito dos mineiros, enquanto o PT é o mais rejeitado. De forma espontânea, 14,8% citaram o PSDB como o partido com que tem mais simpatia. O PT, por sua vez, conta com a antipatia de 50,3% dos pesquisados.

A pesquisa em Minas Gerais ainda apontou, no cenário presidencial, que o senador Aécio Neves é hoje o candidato favorito. 43,5% dos pesquisados mineiros disseram que votariam no tucano para presidência da República, contra 17,2% que escolheriam Lula e 14,3% que apontam o nome de Marina Silva.

Em Belo Horizonte a pesquisa ouviu 815 eleitores, com grau de confiança de 95% e margem estimada de erro de 3,5%. A pesquisa em Minas Gerais, por sua vez, ouviu 1583 eleitores. Tem, da mesma forma, grau de confiança de 95% e margem estimada de erro de 2,5%.

Apoio (3)

Pedido de impeachment de Dilma é extremamente consistente e ancorado na Constituição, afirma Aécio

Aecio-impeachement 02.12

“Para nós, da oposição, qualquer saída para este impasse em que a irresponsabilidade do governo do PT mergulhou o país, se dará dentro daquilo que a Constituição determina. Recebemos esta decisão do presidente da Câmara com absoluta naturalidade”, diz presidente do PSDB

O senador Aécio Neves, presidente do PSDB, afirmou, nesta quarta-feira (02/12), que o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, acatado hoje pelo presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, é baseado em argumentos consistentes e ancorado na Constituição do Brasil.

O presidente do PSDB destacou que o pedido de abertura do processo de impeachment, entregue ao presidente da Câmara pelos partidos de oposição, em outubro passado, e elaborado pelos juristas Hélio Bicudo e pelo ex-ministro da Justiça Miguel Reale Júnior, deve ser analisado com prudência para que a presidente da República tenha amplo direito à defesa. E assegurou que qualquer saída para a atual crise política deverá ocorrer dentro da Constituição. Continuar lendo

Inclusão da CPMF nas receitas de 2016 é crime premeditado, diz deputado Domingos Sávio

Deputado Domingos Sávio na reunião extraordinária da Comissão Mista de Orçamento (CMO). Foto Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados
Deputado Domingos Sávio na reunião extraordinária da Comissão Mista de Orçamento (CMO). Foto Zeca Ribeiro / Câmara dos Deputados

Com o voto contrário do PSDB, a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovou a inclusão da Contribuição Provisória sobre Movimentações Financeiras (CPMF) na arrecadação de 2016. A votação aconteceu durante a apreciação do relatório do senador Acir Gurgacz (PDT-RO) à receita da Zeca Ribeiro Câmara dos Deputadossproposta orçamentária de 2016 (PLN 7/15). O governo contou com o apoio de PT, PMDB, PCdoB, PP, Pros, PTB, PRB, PSD e PDT. Votaram contra PSDB, PSC, DEM e PSB

Pelo texto aprovado, o projeto orçamentário contemplará recursos com a arrecadação do tributo a partir de setembro do próximo ano, o que dá cerca de R$ 10,1 bilhões de receita para os cofres da União, em termos líquidos. O problema é que essa previsão de receita é fictícia, já que a volta da CPMF ainda não foi aprovada. A proposta (PEC 140/15) tramita na Câmara e nem passou pela primeira etapa de votação, que é a análise de admissibilidade na Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ). Continuar lendo

Chefe da Casa Civil do governo Pimentel é investigado pela Polícia Federal por receber pagamentos suspeitos em ano eleitoral

845298_192927

A Consultoria e Assessoria Empresarial (MOP), investigada pela Operação Acrônimo, está novamente na mira da Polícia Federal. Desta vez, a suspeita é sobre os valores pagos pelo escritório de advocacia Botelho Spagnol ao chefe da Casa Civil do governador Fernando Pimentel, do PT, Marco Antônio de Rezende Teixeira (foto). O escritório de advocacia de Belo Horizonte repassou cerca de R$ 1,7 milhão a Marco Antônio. Mas, segundo reportagem publicada pelo jornal O GLOBO, os pagamentos foram realizados em ano de eleição e a suspeita é de que Marco Antônio não tenha prestado os serviços.

As investigações da PF levantaram indícios de que a MOP pode ser mais uma empresa criada para ser usada por Fernando Pimentel para receber recursos suspeitos. Teixeira abriu a empresa depois de deixar a prefeitura de Belo Horizonte, onde era procurador-geral do município. Em 2014, ele atuou como coordenador da campanha de Pimentel em Minas e da equipe de transição do governo, depois da eleição. Continuar lendo