Pimentel punirá aliados que votaram contra aumento de impostos

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, do PT, vai punir os deputados da base aliada na Assembleia Legislativa que votaram contra o projeto que aumentou diversos impostos no Estado. A informação foi relevada na coluna do jornalista Orion Teixeira publicada na edição desta sexta-feira (23/10) do jornal Hoje em Dia, cuja íntegra está reproduzida abaixo.

De acordo com o colunista, o castigo virá no pagamento de emendas parlamentares.No estilo “toma lá, dá cá”, que já se tornou uma tônica dos governos do PT, quem votou a favor do projeto de aumento de impostos terá direito a indicar benefícios e obras até R$ 3 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão em emendas ordinárias e a outra parte em ações de saúde. “Quem não foi fiel fará uso só da primeira parte”, informa o jornalista.

Orion Teixeira lembra que o deputado governista Fábio Avelar, do PTdoB, que se absteve de votar o aumento de impostos, chegou a ser impedido de participar de um café da manhã que Pimentel ofereceu no Palácio da Liberdade no início de outubro para agradecer aos deputados que votaram a favor de seu pacote de maldades tributárias (veja foto).

banner-comemoracao (1)

O projeto do governador petista, que aumentou impostos sobre diversos produtos foi aprovado em setembro último na Assembleia Legislativa. O pacote incluiu aumento de 18% para 25% no ICMS de energia elétrica para os setores de comércio e serviços, na contramão do que Pimentel prometeu na campanha eleitoral de 2014, quando declarou na TV que iria reduzir este imposto.

Mesmo sendo minoria, os deputados do bloco de oposição Verdade e Coerência, com o apoio de com várias entidades da sociedade civil e de caravanas de todas regiões de Minas que lotaram as galerias da Assembleia Legislativa, conseguiram travar as votações, utilizando manobras regimentais. Ao final, o governo do PT conseguiu aprovar o projeto, mas por um placar bem apertado (35 a 28). Graças às pressões, alguns deputados governistas se abstiveram ou se ausentaram da votação.

Clique aqui e confira como se comportaram os 77 deputados estaduais na votação do projeto de aumento de impostos do governador Pimentel do PT

Leia coluna do jornalista Orion Teixeira

hojeem

Orion

Pimentel pune aliado que rejeitou aumento de imposto

Apesar dos sorrisos e afagos na comemoração, o governo mineiro decidiu punir os aliados que votaram contra, ou se omitiram, na votação do projeto de aumento de imposto (ICMS). O castigo virá no pagamento de emendas parlamentares. Quem votou a favor terá direito a indicar benefícios e obras até R$ 3 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão em emendas ordinárias e a outra parte em ações de saúde. Quem não foi fiel fará uso só da primeira parte. A oposição ficará, por enquanto, reclamando.

A medida surpreendeu alguns deputados que acreditaram que, pelo fato de a proposta ser antipática (aumento de imposto), o governo teria compreensão. O primeiro sinal negativo veio quando o deputado Fábio Avelar (PTdoB) foi barrado no Palácio da Liberdade, durante o café oferecido pelo governador Fernando Pimentel para festejar a aprovação do projeto, ainda que em votação apertada (35 a 28). Foi avisado que não estava na lista; voltou enfurecido para a Assembleia. Avelar se absteve de votar, mas ajudou no quórum em sala vizinha ao plenário.

O deputado Agostinho Patrus (PV) viajou para a Itália na semana da votação, mas chegou a tempo do café do governador e foi bem recebido. Outros aliados anteciparam que votariam contra sob o argumento de que o governador aumentava imposto sem fazer sua parte, ou seja, cortar gastos, reduzir cargos e evitar reajustes sem contrapartida na receita. Desde o início do governo, como acontecia com antecessores, a coordenação política faz um mapeamento permanente do voto e do posicionamento dos deputados. Quem é aliado 100% tem tratamento correspondente.

O projeto aumentou o ICMS de centenas de produtos em 2 pontos percentuais, de 25% para 27%, e de até sete pontos, de 18% para 25%, no caso da energia elétrica para o comércio.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s