Educação pública de Minas é apontada como exemplo para o país em programa da GLOBO NEWS

foto3 - Copia

Em debate sobre os cortes de investimentos em educação feitos pelo governo federal do PT , especialista Mozart Ramos, do Instituto Ayrton Senna e da ONG Todos Pela Educação, destaca avanços ocorridos no ensino público mineiro durante as gestões do PSDB

A revolução ocorrida na educação pública de Minas durante as gestões do PSDB em Minas Gerais (2003 a 2014) foi destacada como exemplo para o Brasil pelo diretor Instituto Ayrton Senna, Mozart Neves Ramos, durante o programa do jornalista Alexandre Garcia, exibido recentemente no canal de TV a cabo GLOBO NEWS.

Na apresentação do programa, Alexandre Garcia apontou a inconsistência do slogan “Pátria Educadora”, mote do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, do PT. Para o jornalista, o discurso parece ter ficado longe da realidade. “A educação foi a área mais afetada pelos cortes de gastos. E os resultados têm sido medíocres. Em alfabetização, matemática, ciências, ensino básico”, ressaltou o apresentador, acrescentando que os brasileiros já perceberam que, na prática, a educação não é prioridade da administração petista.

O educador Mozart Ramos — que também é integrante da ONG Todos pela Educação e foi um dos convidados do programa para discutir o tema “Educação brasileira sofre com corte de gastos do governo” — concordou com a precariedade do setor no país, mas ressaltou algumas iniciativas de sucesso desenvolvidas nessa área por alguns governos estaduais, como o de Minas Gerais e o do Ceará, que fizeram o que ele chamou de “uma “revolução do bem” na educação.

“Quem está melhor no cenário da alfabetização no Brasil é o estado de Minas Gerais, apesar de ser um estado complexo, com centenas de municípios. Você tem o Vale do Jequitinhonha, que é semelhante aos problemas sociais e econômicos do Nordeste e o Estado de Minas começou também há algum tempo esse trabalho exatamente de foco na alfabetização, que é isso que o Brasil, pelo menos, tem que resolver”, ressaltou o diretor do Instituto Ayrton Senna.

Liderança na Avaliação Nacional da Alfabetização e na Olimpíada de Matemática comprovam avanços

Os avanços alcançados pela educação pública de Minas Gerais no período de 2003 a 2014 ficaram evidentes com os resultados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) de 2014, divulgados agora em setembro pelo Ministério da Educação. Mais uma vez, como vem acontecendo nos últimos anos, os alunos das escolas públicas estaduais e municipais de Minas se destacaram na avaliação. Os estudantes mineiros ficaram em 1º lugar nas provas que avaliaram o desempenho em “leitura” e em “matemática”. Na avaliação do nível de “escrita”, Minas ficou entre os quatro estados melhor colocados na avaliação.

O programa da GLOBO NEWS debateu triste realidade do ensino público no Brasil, onde os alunos são capazes de identificar letras, palavras e frases, mas não de compreender o sentido do que lêem.

Neste quesito, Minas Gerais também mostra que investimentos e um trabalho sério de governo trazem resultados positivos. Segundo foi apurado em 2013 pelo Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa), 93,1% dos alunos da rede estadual mineira com oito anos de idade sabiam ler, escrever e interpretar textos corretamente. Um exemplo para o país.

Outra demonstração da melhoria da qualidade do ensino público de Minas ocorrida nos últimos anos está no fato de que, em 2014, o Estado ficou, pelo oitavo ano consecutivo, em primeiro lugar no ranking nacional de medalhas da Olimpíada Brasileira de Matemática de Escolas Pública (Obmep).

O Programa de Intervenção Pedagógica (PIP) foi, dentre outros, um dos responsáveis pela melhoria da educação pública no estado. Por meio dele, equipes da Secretaria de Estado de Educação realizavam um trabalho permanente de visitas e acompanhamento nas escolas estaduais para orientar o plano pedagógico, propor estratégias de intervenção, apoiar pedagogicamente professores e alunos e, assim, assegurar a qualidade do ensino.

Antes voltado apenas para escolas estaduais, a partir de 2013 o PIP passou a ser oferecido gratuitamente a escolas municipais de todo o Estado.

“Em Minas está o melhor cenário da alfabetização no Brasil, apesar de ser um estado complexo e com centenas de municípios”

mozart - Copia

Mozart Neves Ramos

Educador, diretor do Instituto Ayrton Senna e integrante da ONG Todos Pela Educação, durante debate no programa do jornalista Alexandre Garcia, na GLOBO NEWS destacando os avanços ocorridos na educação pública mineira durante as administrações do PSDB

Se você é assinante, clique na imagem abaixo para assistir à íntegra do debate “Educação brasileira sofre com corte de gastos do governo”

image

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s