Encontro de Lideranças mostra união e fortalecimento do PSDB em Minas Gerais

aeio-anastasia-encontro-liderancas0

Cerca de 1.500 tucanos de todas as regiões de Minas lotaram o auditório do Hotel Dayrell, em Belo Horizonte, para participar do Encontro de Lideranças do PSDB-MG nesta segunda-feira (31/08). Primeiro ato político organizado pela executiva estadual eleita em junho e presidida pelo deputado federal Domingos Sávio, o evento marcou a arrancada do PSDB para as eleições municipais do próximo ano.

O Encontro de Lideranças – que contou com as presenças do presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, e do ex-governador e senador Antonio Anastasia – reuniu prefeitos, vice-prefeitos e vereadores do PDSB, bem como deputados estaduais e federais do partido em Minas. Lideranças e integrantes de diversos segmentos do partido no estado – Juventude Tucana, PSDB Mulher, PSDB Sindical e Tucanafro – também tiveram participação ativa no encontro. Continuar lendo

Em encontro com a juventude tucana, Anastasia defende partidos fortes com participação da sociedade

Foto Pedro Paiva
Foto Pedro Paiva

Com um auditório lotado e falando sobre o tema “Desafios e perspectivas da democracia representativa no Brasil: os partidos políticos ainda importam?”, o senador Antonio Anastasia abriu na sexta-feira (28/8) a série de encontros “A Juventude aponta o caminho”, promovido pelo PSDB Jovem de Minas.

Ex-governador e considerado um dos mais preparados gestores públicos do país, Anastasia abriu a palestra falando sobre a história dos partidos políticos brasileiros e ressaltou a necessidade e importância do país ter agremiações políticas fortes. “Mas é preciso que a população tenha uma participação ativa nesses partidos”, afirmou Anastasia.

Depois da palestra, o senador respondeu às perguntas dos participantes sobre o ambiente político atual e a importância de se valorizar cada vez mais a boa gestão. Na última semana Anastasia apresentou duas emendas à Proposta de Emenda à Constituição 110/2015 para inserir constitucionalmente a meritocracia como princípio da Administração Pública. Hoje já são princípios a legalidade, a impessoalidade, a moralidade, a publicidade e a eficiência.

“Os avanços na carreira pública devem ser derivados do mérito de cada um, das suas realizações e capacidade individuais. Daí a ideia de estabelecer a meritocracia como princípio a ser observado pela administração pública quando da seleção e promoção daqueles que compõe seus quadros”, justificou o senador. Continuar lendo

PSDB não apoiará volta da CPMF, afirma Aécio Neves, ao lado dos governadores tucanos

“A posição do PSDB é a mesma que externei durante a campanha eleitoral até aqui. Somos contra o aumento dos impostos. O ajuste rudimentar que esse governo vem propondo se ancora, se sustenta em dois pilares. Primeiro deles, supressão de direitos dos trabalhadores, e o segundo, aumento de carga tributária. Ele deveria estar sustentado em dois outros pilares, que seria a redução de despesas, com a requalificação do Estado, e a retomada do crescimento, pois aí se arrecadará mais. E o governo me parecer não ter condições de fazer nem uma, nem outra coisa. Nem diminuir as suas despesas, nem tampouco estimular o país, os investidores e o mercado a participar da retomada do crescimento. Nós, do PSDB, não apoiaremos nenhuma proposta que puna ainda mais os já tão punidos cidadãos, consumidores e contribuintes brasileiros”, disse o presidente do PSDB durante entrevista neste sábado, em Cuiabá, ao comentar a proposta do governo Dilma Rousseff de recriar a cobrança da CPMF.

Assista

“Hoje o Brasil comemora a aliança da boa política”, diz Aécio sobre filiação de Pedro Taques ao PSDB

Aecio Neves - MT

Ao lado de todos os governadores tucanos e de várias lideranças nacionais e regionais, o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, ressaltou neste sábado (29/08), em Cuiabá, que a filiação do governador de Mato Grosso, Pedro Taques, ao partido representa um momento histórico para a vida pública nacional, marcada por sucessivos escândalos de corrupção no governo federal e por uma grave crise econômica.

“Pedro Taques é uma pessoa com ideias, com história, uma vida irretocável, com demonstração permanente de amor a sua gente e a sua terra. Ele não é apenas mais um governador do PSDB, é a esperança de mais honestidade na vida pública. Hoje o Brasil comemora a aliança da boa política”, ressaltou Aécio Neves durante evento de filiação que reuniu cerca de 5 mil pessoas no centro de convenções do Hotel Fazenda Cuiabá.
Continuar lendo

Procuradoria Geral da República reconhece inocência de Anastasia e pede ao STF arquivamento de inquérito

Senador Antonio Anastasia (PSDB-MG)
Senador Antonio Anastasia (PSDB-MG)

Ex-policial que mentiu em depoimento para tentar incriminar o senador foi condenado a 11 anos e 10 meses de prisão pelo juiz Sérgio Moro

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) nesta sexta-feira (28/08) o arquivamento do inquérito aberto contra o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG) no âmbito da operação Lava Jato. Na prática a ação é um reconhecimento da inocência do ex-governador mineiro que foi investigado nos últimos 6 meses pela Polícia Federal e pela Procuradoria Geral, segundo a qual não foram encontrados “elementos mínimos” que justificasse a continuidade do inquérito.

Durante todo esse período nenhum fato ou indício foi encontrado de forma a confirmar a versão apresentada pelo ex-policial Jayme Alves de Oliveira Filho, conhecido como Careca. Segundo as investigações ele trabalhava distribuindo recursos ilícitos para o doleiro Alberto Youssef, acusado de ser operador de esquemas entre empreiteiras, políticos e a Petrobras. Continuar lendo

Aécio Neves: Lula expõe fragilidade do governo Dilma ao antecipar candidatura

aecio-neves-corrupcao

“Lula colocar seu nome, menos de um ano do segundo mandato da presidente Dilma, só escancara a fragilidade desse governo. Acho que os brasileiros prefeririam ouvir do ex-presidente, ou dos dirigentes do PT, as razões pelas quais estamos perdendo 1,5 milhão de postos de trabalho este ano”, disse o senador Aécio Neves (PSDB-MG) à Rádio Itatiaia, nesta sexta-feira (28/08). Confira abaixo íntegra da entrevista:

“É preciso que fique claro que para as oposições qualquer desfecho para essa crise se dará estritamente dentro daquilo que prevê a Constituição. As investigações que ocorrem em relação à conduta da presidente da República, seja no TCU, seja em relação à eventual utilização de dinheiro da propina da Petrobras na campanha da reeleição, investigação essa já em condição de ser aberta no TSE, se dá única e exclusivamente por ações desse governo e não das oposições.

Caberá a nós das oposições garantir qualquer desfecho se dê, respeitando as regras do jogo. E se a presidente conseguir fazer a roda da economia voltar a girar e se defender adequadamente dessas acusações, o calendário será 2018 e as oposições estarão prontas disputar lá as eleições.

O fato de o presidente Lula colocar seu nome como alternativa, vejo como algo absolutamente natural. Mas, ao fazer isso agora, menos de um ano do segundo mandato da presidente Dilma, só escancara a fragilidade desse governo.

Acho que os brasileiros prefeririam ouvir do ex-presidente, ou dos dirigentes do PT, as razões pelas quais estamos perdendo 1,5 milhão de postos de trabalho este ano. Por que estamos, por exemplo, tendo a inflação já em torno de 10% tirando comida da mesa do trabalhador brasileiro. Faria melhor o PT, e o ex-presidente, se explicassem porque as taxas de juros na estratosfera estão fazendo com que mais de 55 milhões de brasileiros estejam com suas contas atrasadas.

Lamentavelmente, o governo do PT colocou o Brasil na maior e mais grave crise da sua história, com recessão, inflação, e o que é mais grave, a perda de esperança e de expectativas em relação ao futuro. O PSDB e as oposições continuarão firmes defendendo a população brasileira dos desmandos do PT.”

Rádio Gaúcha

Durante entrevista concedida também nesta sexta-feira à Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, Aécio Neves comentou sobre a queda do PIB do país no segundo trimestre, sobre as últimas declarações do ex-presidente Lula e sobre impeachment da presidente Dilma.

“O que contribui para todo esse pessimismo, essa perda de confiança que impacta nos investimentos, no resultado da economia, é o desgoverno, a mentira que prevaleceu na campanha eleitoral”, afirmou o senador. Clique AQUI e leia trechos da entrevista

 

Governo Pimentel mentiu em propaganda oficial anunciando corte de 20% de cargos comissionados

farsa

O corte de cargos comissionados de direção e assessoramento no governo Fernando Pimentel não chegou a 1%. Mesmo assim, o governo gasta recursos públicos em publicidade veiculada em horário nobre para divulgar dados sabidamente falsos. A mentira de que cortou 20% também está estampada no portal de notícias do governo, em discursos de seus representantes, nas redes sociais do próprio governador e em propaganda do PT. Questionado pela oposição, governo admitiu que cortou apenas 0,27%.

Em resposta a um pedido de dados enviado pelo deputado Gustavo Corrêa (DEM), líder do bloco de oposição Verdade e Coerência, o governo teve que admitir que está mentindo e que foram cortados somente 64,91 pontos dos cargos, o que corresponde a uma economia de apenas R$ 35,7 mil mensais. O pedido de informações foi feito pelo deputado por meio do Portal da Transparência, com base na Lei de Acesso à Informação. Continuar lendo