Nem Levy acredita

itv-logo534

Para a verdadeira moléstia que aflige o ministro da Fazenda, não há coristina que dê jeito. Joaquim Levy virou o saco de pancadas preferido dos petistas, com Lula à frente. O ajuste revela-se, cada vez mais, de péssima qualidade. É melhor segurar a carteira, porque o governo vai avançar com força sobre ela. O arrocho está só começando, alerta o Instituto Teotônio Vilela (ITV). Leia análise abaixo:  Continuar lendo

Destaque na imprensa: Governo de Minas oferece R$ 40 mil por palestra de ministros

folha

O petista Fernando Pimentel tem resposta pronta para qualquer cobrança sobre a paralisia do governo de Minas desde que tomou posse há quase seis meses: o estado está sem dinheiro. Por isto causou tanto espanto a notícia publicada nesta segunda-feira (25/05), no jornal Folha de S.Paulo, de que o governo mineiro pagaria R$ 40 mil por cada palestra de dois ministros: Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, e Luís Felipe Salomão, do Superior Tribunal de Justiça. As palestras, com duração de uma hora, foram sobre o novo Código de Processo Civil e ministradas no dia 8 de maio, no Minascentro, em Belo Horizonte.

O ato de “contratação” foi publicado no Minas Gerais, órgão oficial do governo, e assinado pelo presidente da Codemig, Marco Antônio Castello Branco.

O secretário da Casa Civil, Marco Antônio Rezende, diz que foi feita “uma apuração do que se paga normalmente para palestrantes ou conferencistas nesse nível”. “Achamos que o valor de R$ 40 mil está dentro do que o mercado paga”.

Já Eliana Calmon, ex-corregedora nacional de Justiça, vê “superfaturamento”. “Não se paga isso nem no Estado nem na iniciativa privada”, afirmou à reportagem.

Três dias depois de questionados pelo jornal sobre valor e os pagamentos, os dois ministros informaram ter decidido abrir mão dos honorários. Leia matéria completa publicada na Folha de S.Paulo

Banco Central desmente mais uma falácia do PT de Minas

O governo de Fernando Pimentel insiste em procurar um culpado por sua letargia e falta de ação após quase meio ano de governo. O petista e seus colaboradores insistem em afirmar que herdaram das administrações anteriores um descontrole das contas públicas, mesmo sendo constantemente desmentidos por órgãos federais. Desta vez foi o Banco Central que derrubou mais essa falácia do PT. Documento divulgado pelo BC mostra que Minas teve o maior superávit do país em 2014. E mais, que o estado teve o melhor balanço das contas públicas de todo o Brasil. Minas apurou superávit de R$ 3,1 bilhões no ano passado, melhor desempenho indicado pelo Boletim Regional do BC concluído em abril, entre os oito estados selecionados pela instituição de Norte a Sul do país. O assunto foi destaque no jornal Estado de Minas de sábado (23/05). Confira matéria na web

EM

Reforma política: a hora da verdade (III), por Marcus Pestana

pestanaArtigo do deputado federal Marcus Pestana, presidente do PSDB de Minas Gerais, publicado no jornal O Tempo desta segunda-feira (25/05). Leia: 

Chegamos ao momento decisivo. Hoje votaremos o relatório na Comissão Especial da Reforma Política. Na terça, quarta e quinta-feira, o assunto irá para deliberação no plenário da Câmara dos Deputados. Por se tratar de emenda à Constituição, serão necessários 308 votos para aprovar qualquer mudança. O futuro da democracia no Brasil estará em jogo. Temos uma chance de ouro, talvez a última, de melhorar nosso desenho institucional e o processo decisório. Aproximando a sociedade de sua representação política, diminuindo o peso do poder econômico nas eleições, fortalecendo os partidos políticos e melhorando o ambiente para a governabilidade e a boa governança. Continuar lendo