Rodrigo de Castro vai atuar para agilizar normatização das licenças ambientais

rodrigo-de-castro

O deputado federal Rodrigo de Castro (PSDB-MG) presidiu na manhã desta quarta-feira (13/05) audiência pública na Comissão de Minas e Energia, na Câmara dos Deputados, que avaliou as dificuldades dos órgãos ambientais na emissão de licenças e seus impactos nos empreendimentos do setor elétrico e mineral do país. O parlamentar avaliou que a reunião foi muito importante porque foram debatidos os problemas, mas também soluções para a demora nas concessões das licenças.

“É preciso propor soluções para a remoção desses entraves no curto e médio prazos. A partir do que foi dito aqui, a Comissão de Minas e Energia, juntamente com a Comissão de Meio Ambiente, poderá trabalhar para votar normas importantes e, mais do que isso, melhorar o diálogo com os governos executivos”, destacou.
Rodrigo de Castro, presidente da Comissão de Minas e Energia, explicou que propôs a audiência pública porque a demora nas licenças ambientais tem representado enorme prejuízo para o Brasil. Continuar lendo

Fernando Pimentel e PT de Minas se rendem às PPPs

caminhaoApós 12 anos demonizando e dificultando a implantação das Parcerias Público-Privadas (PPPs) em Minas Gerais, o governo do PT apresenta agora o projeto como solução para o estado. Foi durante encontro com empresários, em São Paulo, que o governador Fernando Pimentel anunciou que até o fim de maio vai lançar editais para as PPPs nas estradas estaduais. E foi mais além, adiantou de que dará continuidade às parcerias com a iniciativa privada também nos presídios mineiros. E, surpreendentemente, reconheceu que esse sistema ajuda a melhorar o ambiente de negócios do estado.

Minas Gerais nas gestões dos tucanos Aécio Neves e Antonio Anastasia fez de forma pioneira no país a primeira PPP Rodoviária e a primeira PPP Penitenciária. Em 2012, o Governo de Minas foi agraciado pela revista britânica World Finance com o Prêmio de Melhor Programa de Parcerias Público Privadas do Mundo, lembrou o presidente do PSDB-MG, deputado Marcus Pestana, em nota distribuída à imprensa na noite desta terça-feira (13/05), após o governador Pimentel divulgar a decisão de dar continuidade aos projetos dos governos do PSDB. (Leia nota no final)

O deputado estadual João Leite (PSDB), acostumado nos últimos 12 anos a responder às críticas dos petistas aos projetos de PPPs implantados em Minas, disse que agora o PT está diante da realidade de que não se governa criticando o que foi feito anteriormente “pois vai adotar o mesmo método de gestão.”

O governador Fernando Pimentel está seguindo à risca a cartilha do PT. O discurso é um e a prática outra. Agora, como administrador, chegou a hora da retórica populista e partidária dar lugar à prática governamental.

Nota PSDB-MG

A realidade da indústria e da economia brasileira mostram a exata medida da eficiência do modelo de gestão do ex-ministro de Desenvolvimento Econômico Fernando Pimentel. O que ele fez hoje em São Paulo foi exatamente o que fez como ministro da presidente Dilma. Usou de subterfúgios para esconder sua fragilidade como gestor. Como ministro, Pimentel foi autor de diversas promessas, entre elas o fantasioso Programa de Desenvolvimento da Produção, metas imaginárias para as exportações brasileiras, investimentos inexistentes em inovação e competitividade ou o aumento da exportação de manufaturados. Nada aconteceu de fato. O novo governador poderia ter contribuído muito para a realidade atual de Minas Gerais se ao menos tivesse se dedicado como ministro a aprovar o novo Código da Mineração. Mas nem isso fez por seu estado.

Infelizmente, completados quase seis meses do seu quase governo, Pimentel mostra que o tripé do novo modelo de gestão no Estado será o mesmo que ele adotou como ministro: Raciocínios genéricos + promessas vazias + ver o tempo passar. Equação que resulta em ausência de resultados, quando não em falência.

Convidado para falar a empresários em São Paulo, e não tendo projetos a apresentar, voltou a atacar as administrações anteriores. E não teve a menor cerimônia em apresentar ao empresariado as Parcerias Público-Privadas (PPPs), que seu partido demonizou em Minas e dificultou a implantação durante os últimos 12 anos. A novidade hoje foi única: O governo Pimentel e seu partido se renderam às PPPs. Minas Gerais nas gestões Aécio Neves e Antonio Anastasia fez de forma pioneira no país a primeira PPP Rodoviária e a primeira PPP Penitenciária. Em 2012, o Governo de Minas foi agraciado pela revista britânica World Finance com o Prêmio de Melhor Programa de Parcerias Público Privadas do Mundo. Esses são os fatos da realidade que Fernando Pimentel agora quer copiar. É lamentável para os mineiros que o governador e ex-ministro não tenha sequer uma nova ideia para chamar de sua.

Marcus Pestana
Presidente do PSDB-MG

Aécio: “A luta pela igualdade racial no Brasil ainda é um desafio coletivo”

aecio-neves-13.05Neste dia 13 de maio, quero deixar a minha mensagem a todos os brasileiros: A luta pela igualdade racial no Brasil ainda é um desafio coletivo, pois temos que construir de fato direitos e oportunidades para todos.

Não existe liberdade individual se não houver liberdades para todos.

E a palavra Liberdade deve expressar um caminho inegociável: Todos somos iguais.

Já se vão 127 anos, mas os negros continuam enfrentando preconceitos, discriminações e tendo que todos os dias reafirmar a liberdade que ainda está para ser totalmente conquistada.
Isso se refere quando vemos os negros tendo piores salários, menos oportunidades profissionais e ínfima presença na política e em cargos de alto escalão.

Os negros ainda são as maiores vítimas da violência, sendo que o índice de assassinato de negros aumentou 39% entre 2002 e 2014, segundo o Mapa da Violência.

No PSDB, temos o Tucanafro Brasil, secretariado com representantes em 24 estados do Brasil, disposto a abrir diálogo com a população sobre o problema do racismo e também promover uma maior participação do negro na política.

O PSDB debate a questão racial no Brasil com seriedade e urgência e formula estratégias para que as mudanças que queremos possam de fato serem alcançadas.
Que nos próximos anos possamos realmente celebrar esta data, com avanços sociais e políticas de igualdade racial que sejam realmente eficazes.

Senador Aécio Neves
Presidente do PSDB

Cargos, grana e chantagens

itv-logo534

O modelo tóxico de gestão e comando que começou com o mensalão e foi ao auge com o petrolão continua ativo e operante. É assim que os governos do PT têm se mantido de pé. Nenhuma novidade em se tratando do grupo político que, desde o primeiro dia em que assumiu o poder adotou a chantagem e a partilha do butim do Estado como prática de governo, lembra o Instituto Teotônio Vilela (ITV). Confira análise: 
Continuar lendo

Dia da Abolição da Escravatura: reflexão para a mudança

Artigo do presidente do Secretariado da Militância Negra do PSDB (Tucanafro), Juvenal Araújo

juvenal-tucanafro-Neste dia 13 de maio, Dia da Abolição da Escravatura, ainda não podemos comemorar, mas usamos o valor simbólico da data para refletirmos sobre a situação atual do negro no País. A situação de desigualdade permanece e, por mais que sejamos esperançosos, nada de realmente concreto é feito para que esta situação mude de verdade.

Conhecendo a história, é mais fácil entender o contexto que nos encontramos. No momento em que colonizavam o Brasil e não conseguiram escravizar os índios, os portugueses foram à África para explorarem os negros, que eram transportados dentro dos porões dos navios negreiros. Devido às péssimas condições deste meio de transporte, muitos deles morriam antes da viagem. Quando chegavam, eram tratados de forma cruel pelos senhores de engenho. Continuar lendo