Trabalhadores pagam pela irresponsabilidade do PT, afirma Aécio Neves no 1º de Maio

Fotos George Gianni/PSDB
Fotos George Gianni/PSDB

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves, afirmou, nesta sexta-feira (1º/05), que os trabalhadores brasileiros estão sendo penalizados pela irresponsabilidade do governo Dilma Rousseff na condução do País. Em evento em homenagem ao Dia do Trabalhador, organizado pela Força Sindical em São Paulo, Aécio Neves disse que a petista entrega aos brasileiros um quadro de recessão na economia, com desemprego e inflação crescentes.

“Este primeiro de maio vai ficar lembrado como o dia da vergonha. O dia em que a presidente da República se acovardou e não teve a coragem de dizer aos trabalhadores brasileiros porque eles que vão pagar o preço mais duro deste ajuste. Mas se ela não diz, eu digo: pela irresponsabilidade do governo do PT que tem a entregar como legado aos trabalhadores brasileiros inflação alta, desemprego crescendo e a economia lá em baixo”, afirmou Aécio Neves em entrevista à imprensa.

O presidente do PSDB também criticou a presidente Dilma Rousseff por não discursar em rede nacional de rádio e TV neste 1º de Maio. Para Aécio, Dilma não teve coragem de olhar para os trabalhadores brasileiros e explicar os motivos que colocaram o Brasil na pior crise em mais de 20 anos, conforme apontou relatório recente do Fundo Monetário Internacional (FMI).

“Infelizmente, este é o legado que o Partido dos Trabalhadores tem a entregar aos trabalhadores brasileiros. Por isso, é que a presidente da República se esconde hoje daqueles que vêm sustentando este Brasil. Repito: a irresponsabilidade do governo do PT faz com que neste 1° de maio os trabalhadores não tenham absolutamente nada a celebrar”, afirmou o presidente do PSDB.

Terceirização

Aécio Neves adiantou aos jornalistas que o partido deve propor mudanças no projeto sobre a terceirização das atividades trabalhistas. O projeto, aprovado na Câmara, será discutido agora no Senado.

“Vamos, no Senado Federal, discutir a terceirização com enorme responsabilidade. De um lado, vamos garantir a regulamentação para aqueles que são terceirizados. Mas vamos propor também um limite para que as empresas possam terceirizar alguma das suas atividades. Portanto, acho que o Senado Federal vai aprimorar o projeto votado na Câmara dos Deputados”, anunciou.

Assista

 

Convocação de Bendine

Durante a entrevista, o senador Aécio Neves também considerou gravíssima a revelação de que a Petrobras destruiu gravações de reuniões do Conselho de Administração que aprovou a compra da refinaria de Pasadena. Na época, Dilma Rousseff era presidente do conselho e aprovou a compra, que causou um prejuízo bilionário aos cofres da empresa.

O presidente do PSDB disse que o partido vai solicitar, na semana que vem, na CPI da Petrobras, a convocação do presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, para que ele explique os motivos e quem foram os responsáveis pela destruição das gravações.

“Isso é algo extremamente grave. A CPI solicitou à Petrobras os áudios, as gravações das reuniões do Conselho de Administração para que os brasileiros possam entender quem foram realmente os responsáveis por aquele crime cometido com a companhia em uma operação que lesou a Petrobras em mais de US$ 1 bilhão (compra da refinaria de Pasadena). Se isso se confirma, realmente teremos que proceder do ponto de vista judicial para punir aqueles que cometeram esse delito”, anunciou o presidente do PSDB.

Leia entrevista

Veja mais fotos

Aecio-sp
Aecio-sp1

 

Aecio-sp3

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s