Governo recebeu provas de propina na Petrobras, mas esperou eleição de Dilma para investigar

11156284_843074209105123_7966527525570809594_n

O jornal Folha de S.Paulo trouxe nesta terça-feira (14/04) reportagem com o ex-diretor da empresa holandesa SBM Offshore, Jonathan David Taylor, que denunciou que o principal órgão de controle do governo federal, a Procuradoria-Geral da União, recebeu durante a campanha eleitoral do ano passado provas de que a empresa pagou propina para fazer negócios com a Petrobras, mas só abriu processo em novembro, após a reeleição da presidente Dilma Rousseff.

Leia matéria completa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s