Fernando Pimentel foge do debate direto com Pimenta da Veiga e volta a abusar das inverdades

Em debate na TV Globo, petista evitou enfrentamento direto com Pimenta,  além de insistir em mentiras e omitir ações do PT que prejudicam Minas
Em debate na TV Globo, petista evitou enfrentamento direto com Pimenta,
além de insistir em mentiras e omitir ações do PT que prejudicam Minas

Em debate entre os candidatos ao Governo de Minas, promovido na noite desta terça-feira (30/09) pela TV Globo, o candidato do PT, Fernando Pimentel, evitou de todas as formas o enfrentamento direto com Pimenta da Veiga. Em todas as oportunidades em que podia fazer questionamentos a outro candidato, o petista esquivou-se de debater com Pimenta, em uma clara estratégia de fugir do diálogo. Já o candidato da Coligação Todos por Minas, ao contrário, enfrentou Pimentel e fez questionamentos sobre temas que o petista tenta evitar. Além disso, Pimenta da Veiga apontou o descaso do governo federal do PT com relação a Minas Gerais.

Quando o tema foi o resultado pífio da economia nacional, Pimentel titubeou e demonstrou insegurança em seus argumentos, já que é apontado por economistas como responsável direto pelo quadro de recessão técnica que atingiu o país exatamente no período em que o petista foi ministro do Desenvolvimento. A gestão de Fernando Pimentel no ministério e a ineficiência administrativa do governo do PT fizeram com que o Brasil aferisse inflação alta, baixo crescimento e falta de credibilidade perante o mercado, o que afeta investimentos e a geração de empregos.
No debate direto com Pimentel, Pimenta da Veiga lembrou que o petista enfrentou “fragorosa derrota” nas eleições de 2010, quando tentou uma vaga no Senado Federal, mas acabou perdendo a disputa. Pimenta citou, ainda, que o petista, enquanto ministro do Desenvolvimento do governo do PT, não trouxe investimentos significativos para Minas Gerais e, ainda, cooperou para que importantes ações fossem realizadas em outros estados. Pimenta da Veiga também voltou a lembrar que o petista é um dos grandes responsáveis pelo desempenho negativo da economia brasileira.

Pimenta da Veiga apontou, ainda, danos que o governo federal do PT causou ao Estado, como, por exemplo, a transferência de uma unidade da Fiat de Minas para Pernambuco, a partir de incentivos fiscais oferecidos pelo então presidente Lula. Pimenta lembrou também da transferência, para a Bahia, do polo acrílico da Petrobras, que seria construído na Região Metropolitana de Belo Horizonte. “Esses importantes investimentos, que o Governo de Minas lutava para trazer para o Estado, foram retirados daqui pelo PT. O PT virou as costas para Minas”, destacou Pimenta da Veiga.

Ao falar sobre infraestrutura, Fernando Pimentel optou por mentir descaradamente. Ele afirmou que as obras do Anel Rodoviário de Belo Horizonte são de responsabilidade do Estado. O petista preferiu omitir que o anel é uma estrada federal. Desde 2003, quando assumiu o poder, o governo do PT desprezou Minas Gerais e nada fez para resolver os problemas da rodovia que gera congestionamentos, acidentes e mortes. Só em 2012, quase 10 anos depois, o governo federal decidiu transferir a responsabilidade para o Governo de Minas, com objetivo político de afirmar que o problema é dos mineiros, ignorando este longo período de descaso do PT.

Ao tratar da educação pública, Pimentel buscou colocar em dúvida o nível da qualidade do ensino em Minas. O petista voltou a tergiversar sobre o assunto e entrou em choque com metodologias de avaliação criadas pelo próprio governo do PT, já que foi o Ideb, do Ministério da Educação, que atestou a qualidade do ensino em Minas. O Estado tem o primeiro lugar geral nos primeiros anos do ensino fundamental e, também, nos anos finais. O Ideb, índice criado pelo próprio governo federal, já havia sido chamado de “simulacro” por Fernando Pimentel em debate realizado pela TV Bandeirantes em 8 de agosto.

Desgoverno do PT

Como já havia feito no debate da TV Record, Pimenta da Veiga citou outro grande dano causado a Minas pelo governo do PT, que é o modelo de cobrança da dívida com a União. “A dívida dos estados com o governo federal saltou a valores exorbitantes, por causa de juros altos e por causa da agiotagem do governo federal do PT. Minas tinham dívida de R$ 12 bilhões em 1998, pagou quase R$ 30 bilhões e hoje deve ao governo federal mais de R$ 70 bilhões”, diante da falta de clareza nas argumentações do petista, Pimenta foi enfático: “Fernando Pimentel mente descaradamente”.

Quando o tema foi cultura, Pimentel usou e abusou das inverdades, contrariado pelo apoio unânime de representantes dos segmentos culturais de Minas a Pimenta, manifestado no dia 28 de agosto. Desde 2012, o Governo de Minas criou cinco museus e, neste ano, mais dois serão inaugurados. Outra grande iniciativa foi a implantação do maior complexo cultural do Brasil: o Circuito Cultural Praça da Liberdade. Além disso, o Estado criou mecanismos de incentivo – o ICMS Patrimônio Cultural e o Minas Patrimônio Vivo – e ferramentas de fomento à produção cultural, que são a Lei Estadual de Incentivo à Cultura e o Fundo Estadual de Cultura.

Pimenta da Veiga chegou ao local do debate pouco depois das 21 horas. O evento foi realizado na sede da TV Globo Minas, no bairro Caiçara, na Capital. Na chegada, Pimenta foi recebido por apoiadores e militantes. Acompanhado por milhares de telespectadores, o debate foi dividido em três blocos, com perguntas entre os candidatos. Realizado a apenas cinco dias da data de votação, o evento teve mediação da jornalista Isabela Scalabrini. O debate entre os candidatos foi transmitido ao vivo pela TV e pela internet, por meio do portal G1.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s