Pimenta e Anastasia firmam compromissos com setores sucroalcooleiro e de frigoríficos do Estado

Durante evento em BH, representantes de importantes segmentos produtivos do estado reafirmam confiança nos candidatos da Coligação Todos por Minas
Durante evento em BH, representantes de importantes segmentos produtivos do estado reafirmam confiança nos candidatos da Coligação Todos por Minas

Os candidatos da Coligação Todos por Minas ao Governo do Estado, Pimenta da Veiga, e ao Senado Federal, Antonio Anastasia, se reuniram na manhã desta segunda-feira (15/09), em Belo Horizonte, com representantes dos frigoríficos e de fabricantes de açúcar e etanol de Minas Gerais. No encontro, Pimenta se comprometeu a criar medidas, em parceria com setor produtivo, para estimular estes importantes setores econômicos. “Vamos impulsionar e dinamizar a economia do Estado, estimulando o setor produtivo e, sobretudo, agregando valor ao que é produzido em solo mineiro”, afirmou.

O presidente da Associação das Indústrias Sucroenergéticas de Minas Gerais (Siamig), Mário Campos, ressaltou sua preocupação com a queda na produção de açúcar e etanol nos últimos anos. Pimenta já estabeleceu como meta reverter esse quadro – profundamente afetado pela má administração da Petrobras, que atingiu negativamente o setor energético em todo o país. Graças ao empenho do Governo do Estado, Minas é o segundo maior produtor de açúcar do país e o terceiro na produção de cana de açúcar e etanol. No período de 2003 a 2009, 23 novas usinas se instalaram em Minas Gerais.

“O setor de açúcar e etanol de Minas Gerais, assim como em todo o Brasil, vive uma das suas maiores crises da história, principalmente em virtude de uma política do governo federal que manteve os preços da gasolina estáveis nos últimos anos, o que prejudicou muito o segmento. Geramos 80 mil empregos diretos no estado, então, viemos trazer uma mensagem para o candidato Pimenta da nossa dificuldade e esperamos que dentro do processo eleitoral, que as questões relacionadas ao setor possam ser discutidas e, assim, a gente consiga tirar o setor da situação que ele está”, disse Mário Campos.

A principal demanda da categoria é a redução do ICMS. Segundo o presidente da Siamig, o então governador Anastasia reduziu, por duas vezes, a alíquota, entretanto, a política federal adotada não colabora para impulsionar o setor. “A nossa principal reivindicação é a redução do ICMS do etanol hidratado. Hoje, a alíquota é 19%. O ex-governador Antonio Anastasia fez duas reduções em seu governo, de 25% para 22%. Depois de 22% para 19% e também deu grande contribuição ao setor. Mas em virtude da política federal isso não foi o suficiente para tirar o setor da situação que está. Se houver redução do imposto, a gente poderá ver em Minas o mesmo processo de crescimento que a gente teve aqui entre 2005 e 2010, momento em que Minas quadriplicou sua produção durante, principalmente, o Governo Aécio Neves”, explicou.

Mário Campos destacou, ainda, a confiança do segmento no próximo governador. “Pimenta da Veiga tem uma visão muito importante do setor, da necessidade de reação do emprego no campo e isso nos conforta bastante para que, se eleito, ele possa realmente fazer uma política voltada para o desenvolvimento regional e voltado para o desenvolvimento do etanol no interior do estado de Minas Gerais”, disse o presidente da Siamig.

Apoio ao setor produtivo

Já o presidente da Associação dos Suinocultores de Minas Gerais (Asemg), Antônio Ferraz, que também falou em nome dos representantes da Associação dos Frigoríficos e dos Avicultores do Estado, explicitou a confiança e o apoio da categoria em Aécio Neves, Pimenta da Veiga e Antonio Anastasia. Para Ferraz, a união dos setores público e privado é fundamental para o crescimento de cada esfera econômica.

“Nós expusemos para o professor Anastasia e o governador Pimenta da Veiga os problemas e as nossas expectativas. Minas Gerais é um Estado muito importante no agronegócio e o Brasil, hoje, é a vitrine do mundo em termos de agronegócio, por isso não podemos ficar pra trás. Temos que estar unidos, tanto o setor privado, quanto político. Pimenta da Veiga afirmou que terá uma visão muito ampla para esse setor e vai nos apoiar. É isso que esperamos. Nós estamos apoiando Aécio, Anastasia e Pimenta da Veiga e esperamos ser atendidos em um futuro próximo”, disse Ferraz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s