Pesquisa DataTempo: Aécio vence Dilma em Minas com frente de 16 pontos

teste

O jornal O Tempo publicou, nesta terça-feira (03/06), resultados de pesquisa eleitoral feita em Minas Gerais para o cargo de presidente da República. “Aécio vence Dilma em Minas Gerais com frente de 16 pontos” é a manchete do veículo, que resume o quadro das intenções de voto no segundo maior colégio eleitoral do país.

Destaca-se na pesquisa a rejeição da presidente Dilma Rousseff (PT), que é de 34,6% em Minas.

Foram realizadas 2.062 entrevistas em 110 cidades do Estado, de 23 a 27 de maio. A margem de erro da pesquisa DataTempo é de 1,98 ponto percentual. A pesquisa foi contratada pela Sempre Editora e realizada pela CP2 – Consultoria, Pesquisa e Planejamento Ltda, com registro na Justiça eleitoral.

Confira a seguir, alguns trechos da descrição que o jornal O Tempo fez sobre a pesquisa. Continuar lendo

Governo do PIBinho é incompetente para deixar um verdadeiro legado da Copa do Mundo

cronologia

Fatos ocorridos em maio explicam a insatisfação de parcela muito expressiva da população com os rumos do governo Dilma. Às vésperas do início da Copa do Mundo, o legado em termos de obras desejadas pela população é muito aquém do prometido por Lula em 2007, quando o Brasil foi escolhido para sediar o torneio. No campo econômico, dados divulgados pelo IBGE mostram um país estagnado, enquanto a maior empresa estatal do país – a Petrobras – continua frequentando o noticiário político-policial com seus escândalos.

Confira esses e outros destaques que marcaram o mês

Marcus Pestana: aeroportos “prontos para a Copa” de Dilma têm tapumes, andaimes e sujeira

Aeroporto em Confins a poucos dias do início da Copa do Mundo
Aeroporto em Confins a poucos dias do início da Copa do Mundo

O deputado Marcus Pestana (PSDB-MG) reagiu nesta terça-feira (03/06) à afirmação da presidente Dilma de que “os aeroportos estão preparados para atender a demanda adicional de passageiros” durante a Copa. O tucano criticou a petista por fazer declarações que não condizem com a realidade e lamentou o fato de os terminais não terem ficado prontos a tempo, devido à incompetência do governo da petista.

“É exatamente o contrário do que ela fala. Vamos pagar o preço pela falta de capacidade, de planejamento, de competência, de agilidade e de eficiência do governo”, rebateu. Das 12 cidades-sede, 11 têm aeroportos com falhas, obras inacabadas, muita sujeira e, sobretudo, desorganização, como ressalta hoje o Instituto Teotônio Vilela (ITV).

De acordo com a “Folha de S.Paulo”, os casos mais emblemáticos estão em Confins (MG) e Manaus. A Infraero reconhece que obras desses dois aeroportos, além do Recife, só ficarão prontas depois do mundial. Durante a Copa, os trabalhos serão interrompidos para atenuar o desconforto aos passageiros.

Deputado Marcus Pestana (PSDB-MG)
Deputado Marcus Pestana (PSDB-MG)

Pestana é testemunha do caos em Confins. “Acabei de passar por lá. Aquilo é um monumento da falta de planejamento, da imprevidência e ineficiência desse governo. O que vemos são tapumes, andaimes, poeira, obras inconclusas, isso a nove dias do início da Copa”, relata. Por lá, nem a praça de alimentação foi concluída. Se chover, o passageiro tem que enfrentar um lamaçal no trajeto entre o estacionamento e o terminal.

“O governo teve sete anos para se preparar e não tenho dúvida de que o aeroporto de Confins não está preparado para receber o fluxo desse evento, digo isso porque sou testemunha ocular”, garante o tucano. “Por total incompetência do governo federal, o cartão de visita de Minas Gerais será negativo. Isso é ruim para o país e para Minas”, lamenta.

A situação em Minas é parecida com a de Manaus, onde o aeroporto segue em reformas de última hora. No saguão há operários trabalhando, andaimes e máquinas. A nova área destinada ao check-in funciona no improviso, cercada por tapumes. Passageiros formam fila em meio a operários, poeira e barulho. Do lado de fora, o cenário é pior. O aeroporto é cercado por canteiros das obras dos novos estacionamentos.

Segundo a Folha, em Porto Alegre a obra do anexo ao terminal principal está em estágio inicial e só deve ser concluída em 2016. Em Fortaleza, há vigas e estruturas de concreto à mostra, e tapumes não conseguem esconder a reforma inacabada do terminal de passageiros. Um “puxadinho” foi erguido para compensar o atraso. Continuar lendo

“Padrão Dilma”: temos que abandoná-lo, antes que afundemos irremediavelmente, alerta ITV

itv-logo534

Não é apenas nas obras relacionadas à Copa que a forma lambona de fazer as coisas transparece. Ela está presente também na gestão cotidiana do governo, no comando das empresas públicas, no descompromisso com a boa aplicação do dinheiro dos contribuintes, na forma errática de conduzir a economia, enumera a Carta de Formulação e Mobilização Política do Instituto Teotônio Vilela (ITV). Dá para sintetizar numa expressão: é o padrão Dilma de governar. Temos que abandoná-lo rápido, antes que afundemos irremediavelmente. Leia análise desta terça-feira (03/06). Continuar lendo