Pesquisa DataTempo confirma queda de Pimentel

Pesquisa do Instituto DataTempo, divulgada nesta segunda-feira (02/06), confirma a queda do candidato petista Fernando Pimentel nas intenções de voto para o Governo de Minas. Ele, agora, tem 30,6% da preferência do eleitorado, sendo que aparecia com 41,4% em um dos cenários do levantamento feito pelo instituto MDA e a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), em agosto do ano passado. Pimentel caiu, portanto, 10,8 pontos percentuais. A tendência de queda também já havia sido apontada pelo Instituto Vox Populi, no final de maio.

Em agosto, o adversário Pimenta da Veiga somava apenas 8,7%, das preferências e deu um salto para 19,4%, na atual pesquisa do DataTempo. Isso representa um crescimento de 10,7 pontos percentuais.

O levantamento do DataTempo traz um ótimo resultado para o pré-candidato Pimenta da Veiga, do Movimento Todos por Minas, que, tendo entrado há pouco na disputa, já surge com 19,4% na pesquisa. Há também um grande potencial de crescimento, uma vez que a pesquisa aponta nada menos que 21,8% de indecisos.

Os números do DataTempo e da Vox Populi mostram realidade bem diferente do que os petistas espalham nas redes sociais, afirmando que Pimentel vencerá no primeiro turno. Na verdade, Pimentel está fazendo campanha há vários anos e agora começou a andar para trás. Em todo evento da presidente Dilma Rousseff em Minas, ele aparece ao lado dela.

Até o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva já veio a Minas duas vezes a fim de ajudá-lo – para lançar a candidatura e para relançar, já que a primeira tentativa não impediu a continuidade na queda das pesquisas. Mesmo com toda a exposição na mídia e valendo-se do cargo de ministro, que ocupava até fevereiro, seu desempenho só piorou de agosto de 2013 para cá.

final - grafico

“Liberdade de imprensa é o principal valor em qualquer sociedade democrática”, diz Aécio Neves

Foto Igo Estrela/PSDB
Foto Igo Estrela/PSDB

O presidente do PSDB e pré-candidato à presidência da República, senador Aécio Neves (MG), defendeu, nesta segunda-feira (02/06), a liberdade de imprensa como fundamento da democracia. Em debate organizado com empresários organizado pelo portal Estadão em parceria com o grupo Corpora em São Paulo, Aécio afirmou que a luta da sociedade brasileira pelo pleno direito à informação não pode ser colocada em risco.

“Eu sou de uma geração dos filhos da democracia. Eu vi o quanto custou a tantos brasileiros permitir vivermos no país que vivemos hoje. Esse é um patrimônio que não temos o direito de permitir que sequer seja ameaçado. Liberdade de imprensa é o principal valor em qualquer sociedade democrática”, afirmou Aécio Neves.

Durante o debate, Aécio também demonstrou preocupação com a proposta de controle da imprensa defendida pelo PT. Nos últimos meses, o partido da presidente Dilma intensificou os ataques aos veículos de mídia e até mesmo aos profissionais da área por discordar da cobertura sobre as ações do governo federal e casos de corrupção envolvendo dirigentes petistas.

“A agenda que está por vir é extremamente preocupante. Controle social da mídia quer dizer censura, controle dos meios de comunicação. Eles não têm mais constrangimento de colocar publicamente essa agenda. Estamos vendo a forma como o governo tem tratado o Estado para se sustentar nele. O controle social da mídia, que era discutido intramuros, de forma indireta, hoje é externado por algumas das principais figuras do partido”, alertou Aécio Neves.

Entrevista com presidenciáveis

O evento organizado pelo Estadão reuniu cerca de 300 empresários em um hotel da capital paulista. O encontro foi acompanhado pelo diretor do Grupo Estado, Francisco Mesquita Neto, pelo presidente da CNI, Robson Braga de Andrade, entre outros líderes empresariais. A entrevista com Aécio faz parte de um ciclo de debates sobre o Brasil com os principais pré-candidatos a presidente. Convidada pelo Estadão, a presidente Dilma Rousseff não compareceu.

Leia também Dilma tenta enganar brasileiros ao inaugurar obras inacabadas, diz Aécio Neves

Confira ainda Aécio Neves participa de debate com 300 empresários em São Paulo

 

ITV: A farsa de democracia direta

itv-logo534

Sociedades maduras devem muito de sua prosperidade a suas instituições, dentre as quais a democracia e sua forma representativa. Há, porém, os que não comungam destes valores. Com a nova Política Nacional de Participação Social, o PT busca implantar mecanismos de democracia direta no país, ao arrepio dos canais institucionais da nossa democracia representativa. A melhor maneira de pressionar os governantes continua sendo o voto na urna, ressalta o Instituto Teotônio Vilela, órgão de estudos e formação política ligado ao PSDB. Confira análise:

Continuar lendo

Leia artigo de Aécio Neves: Tragédia nacional

aecio-neves

Artigo do senador Aécio Neves, presidente do PSDB, publicado no jornal Folha de S.Paulo – 02/06/14

A grave crise de segurança em curso é um fantasma que assombra o povo brasileiro, atingindo especialmente os mais pobres. São cidadãos de baixa renda e moradores das periferias urbanas as maiores vítimas, embora o medo atinja todas as classes sociais.

O recorde histórico dos homicídios, revelado pelo último Mapa da Violência, mostra com toda a crueza a omissão e o descompromisso do atual governo com esta tragédia. São 56 mil vidas perdidas por assassinatos no Brasil por ano –cerca de 10% de todos os homicídios registrados no planeta. Continuar lendo