Tucano condena queda em investimentos do MEC e diz que governo ignora realidades regionais

Dep. Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)
Dep. Bonifácio de Andrada (PSDB-MG)

Semana de más notícias para a educação brasileira: um dia após a divulgação de dados preocupantes por parte da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), o jornal “Valor Econômico” destacou nesta quinta-feira (30) que os investimentos federais em educação caíram 12% na comparação com 2012. De janeiro a novembro do ano passado, o montante foi de R$ 7,75 bilhões, ante R$ 8,90 bilhões aplicados no mesmo período de 2012, sem descontar a inflação do período. Integrante da Comissão de Educação na Câmara, o deputado Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) reprovou o corte e disse que a política federal em educação contém aspectos “altamente negativos” que contribuem para resultados ruins como os divulgados pela Unesco.

No detalhamento dos números, o jornal destaca que o investimento na educação básica caiu de R$ 3,1 bilhões de janeiro a novembro de 2012 para R$ 2 bilhões no mesmo período de 2013. Na educação infantil, o aporte foi de R$ 608,1 milhões ante R$ 984,7 milhões em 2012. “Quando o governo federal corta neste setor está, na realidade, colaborando com o atraso do país. É na educação que se encontra o segredo para o crescimento e para o desenvolvimento do país”, ressaltou.

O parlamentar também criticou o Ministério da Educação por centralizar demandas e ser muito lento para agir. “A concentração burocrática do MEC em Brasília ignora as realidades regionais. E demora de uma maneira vergonhosa a resolver os problemas das diversas unidades escolares do país, sejam estatais, comunitárias ou mesmo particulares”, apontou Bonifácio de Andrada.

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2012 mostram que a taxa de analfabetismo da população com 15 anos ou mais parou de cair e teve alta. Em 2011, era de 8,6%. Chegou a 8,7% em 2012, longe de cumprir a meta firmada na ONU (6,7% até 2015). Com isso, o Brasil aparece em 8º lugar no mundo com maior número de adultos que não sabem ler e escrever numa lista com 150 nações. Há outros exemplos de descaso do governo com a educação. Na campanha, Dilma prometeu criar 6 mil creches. No entanto, até o fim do ano passado não tinham sido entregues nem 1,3 mil.

Fonte: Diário Tucano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s