Aécio Neves: Brasil quer mudança

"Estive em muitos estados nos últimos meses e afirmo: o sentimento hoje é de mudança”, diz Aécio. Foto George Gianni
“Estive em muitos estados nos últimos meses e afirmo: o sentimento hoje é de mudança”, diz Aécio. Foto George Gianni

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, afirmou, nesta segunda-feira (09/12), em Florianópolis (SC), que os brasileiros querem mudanças e que o partido é quem melhor representará esse sentimento no próximo ano. Pela manhã, Aécio participou de encontro com empresários na Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC). À tarde, esteve com prefeitos, deputados, vereadores e militantes catarinenses.

Durante o ato político com cerca de 200 lideranças, Aécio Neves destacou que o PSDB representará, no próximo ano, o projeto da mudança com segurança.

“Dizem que a força do governo é muito grande e que a máquina pública estará a seu serviço. Mas teremos algo que eles não terão. A consciência para com o Brasil. Temos os melhores quadros e teremos as melhores propostas. Estive em muitos estados nos últimos meses e afirmo: o sentimento hoje é de mudança. Há a percepção crescente de que precisamos encerrar esse ciclo para iniciarmos outro, de desenvolvimento sustentável. Nós podemos representar a mudança segura”, disse o senador.

Aécio Neves foi recebido pelo presidente do PSDB-SC, senador Paulo Bauer; do presidente do ITV-SC, do ex-governador Leonel Pavan; do prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes; e do deputado federal e ex-governador Esperidião Amin (PP), entre outros prefeitos, deputados, vereadores e lideranças. Durante o encontro, foram empossadas as novas comissões locais do PSDB Mulher, PSDB Jovem e do Tucanafro.
Planejamento para o futuro

Mais cedo, durante encontro com cerca de 25 empresários na Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), Aécio Neves criticou a ausência de planejamento por parte do governo do PT. O presidente tucano afirmou que o país retomou uma agenda do passado no campo econômico.

“Devíamos falar hoje de inovação, de produtividade, de inclusão das empresas brasileiras nas cadeias globais, mas retrocedemos 50 anos atrás. Voltamos a uma agenda do passado de baixo crescimento econômico e da perda de credibilidade do Brasil. O aprendizado do PT no governo está nos custando muito caro. Antes demonizaram o setor privado. Agora, se rendem com atraso. Planejamento é a palavra-chave do que queremos para o futuro”, disse Aécio Neves.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s