Dilma atropela o próprio governo e anuncia, pelo Twitter, benefício que não existia em lei

dilma-abr1-300x206

A volta da presidente Dilma Rousseff ao Twitter está dando dor de cabeça para o governo. Depois de cometer erro de português em post sobre álcool e direção, agora ela usou a rede social para anunciar a ampliação dos benefícios do Minha Casa Melhor, programa que financia a compra de móveis e eletrodomésticos, sem que a medida estivesse prevista em lei.

Dilma publicou no Twitter que os beneficiários do programa poderiam comprar tablets e micro-ondas, com juros subsidiados de 5% ao ano e com prazo de até 4 anos para pagar.

O problema é que a inclusão desses produtos dependia do aval do Conselho Monetário Nacional (CMN), que precisou convocar uma reunião extraordinária para chancelar o anúncio feito pela presidente.

Para o deputado federal Nilson Leitão (PSDB-MT), líder da Minoria da Câmara, o fato é gravíssimo, pois mostra que a presidente passou por cima da legislação para anunciar um benefício pago com dinheiro público.

“O governo perdeu a vergonha na cara. Está tão focado na eleição que esqueceu de governar. É mais uma medida populista. Quem usa o dinheiro público tem que respeitar a legislação”, critica Nilson Leitão.

O tucano afirma esse comportamento impede que os órgãos controladores comportem-se como deveriam se comportar. “A Dilma e seu núcleo de poder se acham acima do bem e do mal. O desespero para ficar no poder é tamanho que não medem as consequências dos seus atos e usam o poder como se fosse ato pessoal. É uma ilegalidade e imoralidade”, conclui o deputado.

Fonte: Portal do PSDB

Proposta de Marcus Pestana é aprovada no grupo de trabalho da reforma política

Dep.Marcus Pestana (PSDB-MG)
Dep.Marcus Pestana (PSDB-MG)

O grupo de trabalho da reforma política aprovou nesta quinta-feira (17/10) proposta apresentada pelo deputado federal Marcus Pestana (PSDB-MG) que altera a forma de eleição dos deputados estaduais e federais. O texto do deputado tucano foi aprovado por nove votos a favor e dois contra. De acordo com a proposta, o sistema de apuração dos votos continua sendo proporcional, mas os candidatos deverão concorrer em regiões dentro dos estados, predefinidas pelo TSE.

Segundo Pestana, os eleitores continuam a votar como hoje, mas escolheriam entre os candidatos que disputam na região onde votam. Minas Gerais, por exemplo, teria sete regiões. Rio de Janeiro, seis. Em cada uma dessas regiões haveria uma eleição diferente, com apuração proporcional dos votos, de acordo com o modelo atual.

“Assim, ao invés de disputar 14 milhões de votos em um território igual ao da Espanha, eu vou disputar dois milhões em uma região reduzida”, exemplificou Pestana.

A medida deve baixar o custo das campanhas, além de aproximar os eleitores dos deputados eleitos. “Quanto mais reduzido o território, maior o controle social, até porque os adversários são agentes desse controle, a partir do momento em que cobram pessoalmente o bom desempenho do eleito”, explicou.

Confira proposta de Marcus Pestana na íntegra

Fonte: Assessoria de Imprensa do deputado Marcus Pestana

Mudanças no edital do leilão de aeroportos revela fracasso do governo no setor, afirma Domingos Sávio

Dep.Domingos Sávio (PSDB-MG)
Dep.Domingos Sávio (PSDB-MG)

Os ajustes no edital do leilão dos aeroportos de Ga­leão, no Rio de Janeiro, e Con­fins, em Belo Horizonte, para ampliar a concorrência entre os consórcios revela a incompetência da gestão petista na administração do setor de infraestrutura. Essa é a avaliação do deputado Domingos Sávio (PSDB-MG). O objetivo do governo é evitar a concentração de interesse por Galeão e um fracasso na licitação de Confins. No entanto, para o tucano, a mudança das regras mostra que o governo fracassou na concessão dos aeroportos para a iniciativa privada.

“O PT tem feito o Brasil pagar um preço muito caro por sua incompetência e por teimar em não aprender com a história aquilo que é bom para o país. O PT foi radicalmente contra a privatização, acusando o PSDB de estar vendendo o país, demorou 10 anos para aprender a lição de que a privatização é necessária em algumas áreas, mas mostrou que é um péssimo aluno e não consegue fazer aquilo que deveria ser feito”, afirmou nesta quinta-feira (17).

Segundo reportagem do jornal “O Estado de Paulo”, as regras do leilão não permi­tem que um mesmo consórcio arremate os dois aeroportos. Por isso, alguns grupos haviam sinalizado ao governo que iriam priorizar Galeão e não fa­riam nenhuma oferta por Con­fins.  Como o aeroporto mineiro é menos atrativo, o receio dos consórcios é o de que sejam os únicos a fazer um lance por Con­fins e o arrematem, o que auto­maticamente os retiraria da dis­puta pelo Galeão. Continuar lendo

PSDB estuda acionar a justiça por propagandas do Governo Federal em Minas

informacao

O presidente do PSDB-MG, deputado federal Marcus Pestana, concede entrevista, nesta sexta-feira (18/10), às 10 horas, sobre possível ação judicial do PSDB contra o governo federal que tem veiculado campanhas publicitárias dotadas de inverdades em relação à realidade de Minas Gerais. O PSDB estuda as medidas legais cabíveis para combater a propaganda enganosa do governo federal em Minas e restituir ao erário os milionários recursos gastos nesta campanha.

Entrevista coletiva Marcus Pestana

Data: sexta-feira, 18/10
Horário: 10 horas
Local: Escritório do deputado federal Marcus Pestana – Rua Matias Cardoso, 11 sala 202 – BH

Evento inédito em Minas oferece oficinas gratuitas sobre games e dados abertos

hackday_banner-1

Com a participação de inventores e especialistas do Massachusetts Institute of Technoloy (MIT) Center for Civic Media, o Movimento Minas realiza, neste final de semana (19 e 20 de outubro), o Hackday – programação de palestras e oficinas gratuitas que fazem parte do 1º Hackathon do Governo de Minas Gerais. As ações acontecem no Plug Minas, em Belo Horizonte. Também são parceiros da iniciativa o Ônibus Hacker, o Coletivo Capital dos Jogos, a consultoria Sodet e a Glutão e Degustador na Meatballs Digital Brunch.

O tema das atividades do primeiro dia é “Games e Jogos: faça você mesmo”. No segundo dia, “Visualização de Dados” é o assunto a ser trabalhado. Durante as tardes de sábado e domingo, acontecem oficinas promovidas pelo Ônibus Hacker. Clique e confira a programação completa.

Todos os interessados são convidados a conhecer mais sobre cultura digital, design thinking, big data, ciberativismo, jogos, mundo geek e civic media.  Basta chegar  uma hora mais cedo e garantir sua vaga com os organizadores. Não é preciso fazer inscrições previamente. Continuar lendo

Senador Aécio Neves se reúne com bancada tucana

O PSDB deve ampliar o debate com a sociedade sobre uma nova agenda para o Brasil. Este foi o recado do presidente do partido, senador Aécio Neves, aos deputados que formam a bancada federal tucana na reunião dessa quarta-feira, em Brasília. Aécio Neves disse que os brasileiros estão cansados da gestão ineficiente, do baixo crescimento da economia e do cemitério de obras inacabadas em todo país.

 

Dilma, em campanha antecipada, entrega casas sem água e luz

Sem grandes obras a entregar à população, a presidente Dilma passou a inaugurar fábrica que não construiu e entregar obras incompletas para atrair holofotes e enganar os brasileiros. Na Bahia, esta semana, a presidente entregou mais de 1.740 casas faltando ligação de luz e água, como mostra o jornal O Tempo desta quinta-feira (17/10).

Dilma deixou de ser presidente e agora só é candidata. Este ano, Dilma já passou 51 dias em deslocamento, 19% acima do mesmo período de 2011 e 42% maior que em 2012, como mostra reportagem do jornal Folha de S.Paulo.

O PSDB protesta contra mais esta atitude desrespeitosa da presidente Dilma e do governo do PT com a população brasileira. Leia abaixo os comentários do presidente do PSDB, senador Aécio Neves, e do deputado federal baiano Antonio Imbassahy sobre a entrega de casas ainda inabitáveis na Bahia.

Aécio Neves: “Casas sem água e luz mostram que Dilma age como candidata

Antonio Imbassahy: “Dilma é irresponsável por entregar casas sem luz e água na Bahia

Dilma Minha casa