Eduardo Barbosa defende manutenção das escolas especiais para alunos com deficiência

Dep.Eduardo Barbosa (PSDB-MG)
Dep.Eduardo Barbosa (PSDB-MG)

Representante do movimento das Apaes, o deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG) defendeu em discurso a manutenção das escolas especiais dentro do sistema de ensino. O Ministério da Educação preconiza que o aluno com deficiência devem ser matriculados com colégios comuns, independentemente de sua condição. “No entanto, nós temos que focar nas várias manifestações da deficiência”, explicou o parlamentar.

Segundo Eduardo Barbosa, algumas crianças não têm suas necessidades educacionais atendidas em escolas convencionais. “Muitas vezes, não é a vida acadêmica que traz qualidade de vida para o aluno. Ele precisa de uma ambientação diferenciada que promova uma vida ativa e autonomia”, disse. Assim como todos os jovens, os estudantes com deficiência têm o direito constitucional de concluir o ensino fundamental, esclarece o tucano.

Nesse sentido, as Apaes defendem a permanência da escola especial no sistema para que o aluno possa ter opções e transite nesse sistema. O conceito foi trabalhado na comissão especial da Câmara dos Deputados que analisou o Plano Nacional de Educação, aprovado em plenário respeitando essa concepção. Quando chegou ao Senado, no entanto, sofreu uma mudança radical no texto para que houvesse congelamento das matrículas em 2014. Continuar lendo

Prefeitura de Belo Horizonte amplia diálogo com sindicalistas

marcio

Sindicalistas da Força Sindical, UGT, Nova Central e CTB se encontraram, na manhã desta quarta-feira (25/09), com o prefeito de Belo Horizonte, Marcio Lacerda, o secretário de Trabalho e Emprego e presidente do PSDB Sindical, Rogério Fernandes. Durante o encontro, foram apresentadas as estruturas de cada secretaria aos sindicalistas para que desenvolvam parcerias entre as entidades e os órgãos municipais. Também participaram os secretários da Saúde, Desenvolvimento, Políticas Públicas, Esportes, Mobilidade Urbana, Educação, além do presidente da Companhia de Urbanização e de Habitação de Belo Horizonte (Urbel).

Rogério Fernandes, afirmou que o encontro contribuiu para aproximar o poder público municipal das entidades sindicais. “Esse encontro foi importante para que os sindicalistas conheçam a estrutura que a Prefeitura pode oferecer aos trabalhadores. Questões como saúde, mobilidade urbana e trabalho e renda são temas que atingem diretamente na vida do trabalhador, então essa aproximação é um grande avanço nesse ponto de vista”, explicou.
Continuar lendo

Marcus Pestana destaca “Caminhos de Minas”

O programa Caminhos de Minas foi destaque no pronunciamento do deputado federal Marcus Pestana (PSDB-MG), no plenário da Câmara, nesta quarta-feira (25/9). O parlamentar elogiou a iniciativa do Governo de Minas, que destina recursos para a pavimentação de rodovias microrregionais, o que contribui para o desenvolvimento regional, como a geração de emprego e renda e melhorias em infraestrutura.

“Minas tinha uma situação peculiar antes do Governo Aécio Neves: 223 Municípios dos 853 não tinham acesso asfáltico. O Governo Aécio Neves, desde 2003, concluiu o asfaltamento de todos esses trechos, exceto das BRs, daquelas que estão na órbita federal – e continuam na estaca zero,” ressaltou.

Por fim, o deputado comentou sobre o programa Mais Médicos, do Governo Federal, recomendando “calma e tranquilidade” para recompor o diálogo. “A condução foi atabalhoada. É hora de todos reconhecerem seu erros e, novamente, o Congresso, que é a Casa da sociedade, por os pingos nos is e recuperar a racionalidade na questão do Mais Médicos.”

Fonte: Assessoria de Imprensa do deputado Marcus Pestana

 

Governo mantém no cargo petista indiciado pela PF por desvios no Fome Zero

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) manteve no cargo o petista Sílvio Porto, indiciado pela Polícia Federal por estelionato, peculato e formação de quadrilha na Operação Agro-Fantasma, que investiga desvios no programa Fome Zero.

Sílvio Porto é filiado ao PT desde 1995 e ocupa o cargo de diretor de Política Agrícola e Informação da Conab.

A operação da PF mobilizou 200 policiais e cumpriu 92 mandados no Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul. Ao todo, 11 pessoas foram presas.

De acordo com informação divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo nesta quarta-feira (25), o delegado responsável pela operação, Maurício Todeschini, diz que há documentos assinados pelo petista autorizando pagamentos para um dos 15 municípios investigados nas fraudes. Continuar lendo

Estradas federais estão cada vez mais precárias e Dnit ainda reduz seus investimentos em 20%

A ineficiência do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) em aplicar recursos nas obras de ampliação e recuperação das principais rodovias federais do país é cada vez mais preocupante. Só de janeiro a agosto deste ano, os investimentos do órgão caíram 20%. De acordo com o portal Contas Abertas, essa redução equivale a R$ 1,1 bilhão.

Esta falta de investimentos se reflete cada vez mais na precariedade da malha viária que corta o país, além de demonstrar o descaso do governo federal do PT com os grandes gargalos de infraestrutura e transportes nacionais. O resultado é o mesmo Brasil afora: BRs perigosas, sinuosas, com pistas simples e asfalto deteriorado, isso quando se tem asfalto, porque muitas BRs ainda são estrada de terra.

O líder do governo na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), deputado Bonifácio Mourão (PSDB), enfatizou que, enquanto isso a BR-381, o Anel Rodoviário, a BR-040 e outras importantes obras em Minas Gerais estão por fazer.

O deputado lembrou que esta falta de investimentos do governo federal acontece também e outras áreas. “A saúde, por exemplo, está numa situação lamentavelmente precária, assim com tantas outras áreas. É preciso que a presidente Dilma Rousseff se lembre dessas coisas, se lembre de Minas Gerais e do Brasil”.

IFrame

Concessões

Para amenizar o caos que assola as estradas do Brasil, o portal Contas Abertas aponta as concessões de rodoviais como o melhor caminho a ser seguido. Mas mesmo assim, o governo federal ainda enfrenta sérias dificuldades em liberar editais, cumprir cronogramas e promover as licitações.

Lideranças do governo que sempre criticaram as privatizações estão tendo que reconhecer que, por este processo, é possível acelerar a economia e destravar os investimentos. Mas para que as privatizações, ou concessões como preferem os petistas chamar, avancem é preciso planejamento e eficiência de gestão.

Fonte: Minas Transparente

Inserções mostram programas implantados pelos tucanos em Minas e que são destaques no país

Hoje é o último dia de veiculação das inserções do PSDB de Minas Gerais em 2013. A propaganda, com duração de 30 segundos, vai ao ar das 19h30 às 22 horas, durante os intervalos da programação de todas as emissoras de rádio e TVs do estado. O horário de exibição fica a critério das emissoras.

As inserções começaram a ser veiculadas no dia 13 de setembro e mostram os programas sociais implantados pelos governos do PSDB em Minas Gerais e que são destaques no país, como o “Mães de Minas”, o maior programa estadual brasileiro de atenção à saúde da mulher.

O senador Aécio Neves fala sobre o reconhecimento que os setores da saúde e educação de Minas têm hoje e as lideranças tucanas lembram outras conquistas da população mineira na última década. Confira três das inserções que estão sendo veiculadas.

 

PSDB na Câmara quer explicações sobre vínculos entre presidente do Cade e PT

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), irá protocolar na tarde desta quarta-feira (25) uma série de requerimentos e representações para que sejam esclarecidas e investigadas a conduta e a motivação do presidente do Cade, Vinícius Marques de Carvalho, em omitir do seu currículo o fato de ter trabalhado para o deputado estadual Simão Pedro (PT).

O deputado petista, antes mesmo de seu ex-assessor assumir a presidência do Cade, já havia apresentado pedidos de investigação sobre obras do metrô paulista, nas gestões do PSDB. Neste ano, Carvalho fechou com a Siemens um acordo de leniência para a investigação de um cartel que supostamente teria atuado em obras do metrô e da companhia de trens metropolitanos nas gestões do PSDB em São Paulo.

“É inaceitável a falta de transparência e de responsabilidade na indicação de titulares de cargos no governo do PT. E é igualmente inadmissível que esses indicados se utilizem de seus cargos e posições para perseguir adversários políticos. Essa é a prática costumeira do PT: colocar o Estado a serviço do seu partido. Para eles, o fim justifica os meios. Queremos que haja ampla investigação. É o mínimo que se espera”, afirmou o líder.

Leia matéria completa no Diário Tucano