Petistas mineiros se omitem na cassação de Natan Donadon

O PSDB de Minas Gerais lamenta o resultado da votação, na Câmara dos Deputados, que impediu a cassação do deputado Natan Donadon.

Veja fala do presidente do PSDB, senador Aécio Neves

É lamentável que os parlamentares do PT de Minas, Odair Cunha, Wellington Prado e Miguel Corrêa, não tenham comparecido à votação, apesar de presentes no Congresso.

A ausência em votações desta importância só é justificada em casos especiais como do deputado federais Sérgio Guerra, que se encontrava em tratamento de saúde, e do deputado federal Marcus Pestana, que estava ao lado de seus familiares no sepultamento do seu cunhado em Juiz de Fora.

O PSDB estuda entrar com ação judicial contra o procedimento adotado pela Mesa Diretora da Câmara para a votação da cassação do mandato do deputado Natan Donadon. Leia matéria do PSDB

Encontro reúne Aécio Neves e bancada tucana em São Paulo

Foto George Gianni
Foto George Gianni

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves, participou como convidado, nesta quinta-feira (29/08), de encontro com a bancada estadual do PSDB-SP. O almoço reuniu o presidente do diretório estadual, deputado federal Duarte Nogueira, e 18 dos 22 deputados estaduais tucanos.

Aécio Neves falou sobre a importância da unidade do PSDB, lembrou a fundação e a história do partido e homenageou líderes tucanos, como o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, os ex-governadores Mário Covas e Franco Montoro, o governador Geraldo Alckmin e o ex-presidente nacional do partido e ex-governador José Serra. Continuar lendo

Aécio Neves: “Lamento profundamente a decisão da Câmara”

Aecio Neves

O presidente nacional do PSDB, senador Aécio Neves (MG), lamentou a não cassação do mandato do deputado federal Natan Donadon (Sem partido-RO).

O deputado, condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por desvio de recursos públicos, cumpre pena no presídio da Papuda, em Brasília.

“O voto do eleitor, este sim, deve ser secreto. Para preservar a liberdade do eleitor de fazer opções, sem qualquer tipo de coação. Mas ontem [quarta-feira, 28], vimos a demonstração cabal e definitiva de que o voto para este tipo de decisão tinha de ter sido aberto”, disse o tucano, em entrevista coletiva, nesta quinta-feira (29).

O pedido de cassação de Donadon foi a plenário na noite desta quarta-feira. Não alcançou o mínimo de 257 votos: recebeu aprovação de apenas 233 parlamentares.

Na entrevista, Aécio Neves também abordou outros temas, como a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e orçamento, orçamento impositivo e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Confira os principais pontos da entrevista coletiva do senador Aécio Neves:

Objeto desconhecido

Continuar lendo

PSDB irá ao STF contra rito que manteve mandato de deputado condenado e preso

Carlos Sampaio

O líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), irá protocolar, na tarde desta quinta-feira (29), mandado de segurança junto ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra o procedimento adotado pela Mesa Diretora da Câmara para a votação da cassação do mandato do deputado Natan Donadon (sem partido-RO).

Na ação, Sampaio argumentará que a perda de mandato de parlamentares condenados é automática e nem deveria ter sido apreciada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) e pelo plenário da Câmara.

“O STF já definiu que cabe à Câmara a última palavra no caso da perda de mandato de parlamentares condenados. E tendo ela essa prerrogativa, cabe-lhe apenas declarar a cassação e não colocar em votação. O rito adotado foi equivocado e abre um precedente perigoso, já que a Câmara está na iminência da discussão da perda do mandato dos mensaleiros”, disse.
Continuar lendo

Chesf só investiu 33% dos recursos previstos para 2013

Publicado no site Contas Abertas

A Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), que atua no setor de energia em todo o Nordeste, com exceção do estado do Maranhão, só investiu até o mês de julho R$ 651,1 milhões dos R$ 2 bilhões autorizados para o ano, o que equivale a 33% do total.

Das 15 iniciativas sob responsabilidade da companhia, apenas a ação de “Manutenção e Adequação de Bens Imóveis” recebeu mais de 50% dos investimentos previstos para 2013.  Ações de ampliação, reforços e melhorias no sistema de transmissão de energia elétrica da região atendida, por exemplo, receberam aplicações inferiores a 30% do total previsto.

Continuar lendo

Tucanos classificam de vergonhosa decisão sobre Donadon e cobram urgência no voto aberto

camara

A Câmara dos Deputados manteve o mandato do deputado Natan Donadon (PMDB-RO), preso há dois meses na penitenciária da Papuda, em Brasília, por peculato e formação de quadrilha. Apesar dos apelos de deputados do PSDB, o pedido de cassação foi a plenário e não alcançou o mínimo de 257 votos: recebeu aprovação de apenas 233 parlamentares. Foram 131 votos contrários e 41 abstenções.Tucanos classificaram o resultado como uma vergonha para o Parlamento e exigiram urgência no fim do voto secreto.

“Não tenho palavras para expressar minha indignação com a postura da Câmara que, inexplicavelmente, deixou de cassar um deputado condenado pelo STF a 13 anos de prisão! O PSDB votou pela cassação, mas, mais uma vez, muitos parlamentares se esconderam sob o manto do voto secreto e curvaram-se diante de um criminoso! Que vergonha!”, apontou o líder tucano na Casa, Carlos Sampaio (SP).

O presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), esperou até as 23 horas para concluir a votação. Por diversas vezes, ele pediu que os parlamentares presentes na Casa registrassem o voto. O deputado Domingos Sávio (PSDB-MG) também fez um apelo pedindo a participação dos deputados. “Corremos o risco da desmoralização dessa Casa pela ausência. O PSDB já manifestou seu entendimento de que ele já devia estar considerado cassado”, sugeriu.

Donadon foi preso em junho após ser condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF) por peculato e formação de quadrilha. O Ministério Público Federal acusou o deputado de liderar uma quadrilha que desviava recursos da Assembleia Legislativa de Rondônia. Feitos entre 1995 e 1998, os desvios somariam R$ 8,4 milhões. O presidente da Câmara decidiu afastar o parlamentar devido à impossibilidade de ele exercer suas atribuições e convocou o suplente enquanto Donadon estiver na prisão.

Leia matéria completa no Diário Tucano

Para deputados, novo apagão no Nordeste é fruto da má gestão do governo petista no setor elétrico

Dep. Rodrigo de Castro: “Herança do PT é o desmantelamento do setor energético"
Dep. Rodrigo de Castro: “Herança do PT é o desmantelamento do setor energético”

Um novo apagão deixou capitais do Nordeste às escuras por mais de três horas nesta quarta-feira (28). Apesar de o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, ter atribuído o blecaute que atingiu os nove estados da região a uma queimada em fazenda no interior do Piauí, parlamentares do PSDB destacaram a má gestão do setor elétrico e a fragilidade do sistema, além de relembrarem as lambanças do governo Dilma em relação a área.

O deputado Rodrigo de Castro (PSDB-MG) culpou a presidente Dilma pelos inúmeros “incidentes” na área. “A presidente, que já foi ministra de Minas e Energia e chefe da Casa Civil, conseguiu durante todo esse período destruir a Petrobras – hoje um caso de polícia, antes orgulho para todos nós. O setor sucroalcooleiro se encontra em crise completa, e o setor energético foi todo desmontado e as empresas atravessam grandes prejuízos, inclusive a Eletrobrás”, pontuou.

Para o tucano, independentemente dos reais motivos do apagão desta quarta-feira, o governo do PT tem deixado um legado negativo para o país. “Herança do desmantelamento do setor energético, que já passou por uma fase de grande crescimento e hoje se encontra sem saída graças a gestão petista”, lamentou.

Leia matéria completa no Diário Tucano