Parecer da Procuradoria Geral da República desmascara farsa montada por adversários de Aécio

A Procuradoria Geral da República arquivou representação feita por adversários do senador Aécio Neves em Minas Gerais junto àquela instituição.

O parecer demonstra que as acusações não são acompanhadas de indícios mínimos que apontassem a veracidade das acusações.

Trata-se na verdade de uma tentativa de desgastar a imagem do senador pelas mesmas pessoas que vêm, por repetidas vezes, tentando emplacar acusações falsas contra o senador em diversas instituições.

O jogo deles é muito claro:

Fazem repetidas e falsas denúncias contra o senador em diversas intituições e alardeiam na internet e na imprensa.

Quando as acusações falsas, depois de investigadas, são arquivadas, essas mesmas pessoas tentam desacreditar o trabalho das instituições ou dos responsáveis pelas investigação.

É sempre a mesma coisa:

Quando alguma decisão contraria os interesses, do PT é taxada de ilegítima e os responsáveis por elas são perseguidos e constrangidos.

Quando a decisão de qualquer instituição é favorável aos interesses do PT, ela é saudada como corajosa e independente.

Nesse caso, prevaleceu a verdade e ficou, mais uma vez provada, a má fé de alguns dos adversários do PSDB em Minas Gerais.

ITV: Lembra do ‘pibão’ da Dilma? Esqueça…

itv-logo534

A economia brasileira ensaia mergulhar de novo na pasmaceira, envolta num disseminado clima de pessimismo. Se somarmos tudo, veremos que estamos vivendo uma espécie de “risco Dilma”. Há uma mistura de desconfiança, perda de credibilidade, incerteza quanto ao futuro, repulsa a um histórico de improvisos e um temor crescente quanto à possibilidade de estagnação mais assombrosa. A receita da presidente não deu certo. O ‘pibão’ deu em pibinho. Confira, abaixo, análise do ITV sobre as perspectivas nada otimistas da economia brasileira.

Continuar lendo

Aécio Neves cobra do governo federal ressarcimento a municípios e estados

O senador Aécio Neves (PSDB-MG) cobrou da bancada do PT o atraso na votação da PEC 31 que estabelece o ressarcimento de estados e municípios por perdas fiscais. Proposta pelo senador, a PEC obriga o governo federal a compensar as perdas financeiras causadas no FPM e FPE por incentivos fiscais federais. Essa semana, pedido de vistas do senador Aníbal Diniz (PT) adiou mais uma vez a votação.

Leia, abaixo, pronunciamento de Aécio Neves no Senado.

Continuar lendo