PSDB Sindical: seminário Agenda Mundo do Trabalho, em outubro

O presidente nacional do PSDB Sindical, Ramalho da Construção, ao lado de Rogério Fernandes e Juvenal Araújo (PSDB SIndical MG), durante encontro com o deputado Mendes Thame, em São Paulo.
O presidente nacional do PSDB Sindical, Ramalho da Construção, ao lado de Rogério Fernandes e Juvenal Araújo (PSDB SIndical MG), durante encontro com o deputado Mendes Thame, em São Paulo.
O PSDB Sindical promoverá, no dia 24 de outubro, o seminário Agenda Mundo do Trabalho. O encontro será realizado em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, para discutir as políticas públicas de emprego e renda.

Os sindicalistas debaterão temas como as relações de trabalho, carga tributária, sindicalismo no Brasil e no Mundo, empregabilidade, relações de trabalho, entre outros.

Os debates terão a participação de sindicalistas de todas as regiões de Minas e contará com a presença do presidente do Núcleo Sindical nacional, Ramalho da Construção e do sociólogo Wilson Fava.

Nessa segunda-feira (12/08), o presidente nacional do PSDB Sindical, Ramalho da Construção, o presidente estadual do Núcleo em Minas Gerais, Rogério Fernandes e o coordenador estadual do PSDB Sindical Mineiro, Juvenal Araújo, reuniram-se com o deputado federal e secretário-geral do PSDB, Mendes Thame, em São Paulo. Eles convidaram os membros do diretório paulista do partido para participar do seminário.

Datafolha: Aécio é o preferido de 32% entre eleitores que conhecem os pré-candidatos

aecio neves

Quem conhece Aécio Neves, escolhe Aécio Neves. Esta é a conclusão dos números da última pesquisa Datafolha divulgados nesta terça-feira (13) pela Folha de S.Paulo.

O resultado do Datafolha indica que o senador mineiro e presidente nacional do PSDB mais do que dobra o percentual de intenções de votos considerando os eleitores que dizem conhecer muito bem os pré-candidatos: as intenções de voto em Aécio pulam de 12% para 32%.

O crescimento de Aécio entre esses eleitores é maior do que o da presidente Dilma Rousseff e o de Marina Silva.

O resultado do levantamento sinaliza que o partido está no rumo certo da construção do projeto presidencial de 2014, avalia o deputado federal Marcus Pestana, presidente do diretório do PSDB-MG.

“Mesmo sem ter um elevado grau de conhecimento no Brasil, o presidente nacional do PSDB registrou um crescimento expressivo de intenções de votos de um ano para cá”, observa Pestana. Continuar lendo

Erro em edital das hidrelétricas do Madeira vai custar R$ 100 milhões

Sistema de transmissão é incompatível. Conta será paga pelo consumidor

Publicado no jornal O Globo – 13/08/13

Um erro na conexão entre a linha de transmissão e as duas usinas hidrelétricas do Rio Madeira (RO) — Jirau e Santo Antônio — vai pesar no bolso dos consumidores brasileiros. Eles terão que pagar cerca de R$ 100 milhões, mesmo recebendo somente uma parte da energia gerada pelas usinas.

Segundo cálculo feito por um especialista do governo, se as obras da usina de Jirau não tivessem atrasado, o prejuízo poderia ser ainda maior, de mais R$ 500 milhões, porque, mesmo que a energia não chegue às casas dos consumidores, ela teria que ser paga. O problema de incompatibilidade entre os sistemas foi revelado em reportagem publicada nesta segunda-feira pelo jornal “Valor Econômico”.

Leia também

TCU investiga prejuízos causados à Eletrobras por MP do setor elétrico

Coluna Míriam Leitão – Novo Curto Circuito Continuar lendo

Seria melhor que o projeto do trem-bala fosse jogado no lixo da história, defende ITV

itv-logo534

O governo conseguiu, enfim, produzir uma boa notícia: arquivou o projeto para a construção do trem-bala. “A decisão vale por tempo indeterminado, mas o melhor seria que a obra fosse jogada no lixo da história”, defende a Carta de Formulação e Mobilização Política desta terça-feira (13). Na avaliação do órgão de estudos políticos do PSDB, seria uma sandice a menos num governo que se notabiliza em produzir lambanças ao invés de obras de infraestrutura. “Quem sabe agora a gestão petista passe a se dedicar mais a resolver problemas mais reais e mais prementes do país”, aponta o documento do Instituto Teotônio Vilela. Confira a íntegra: Continuar lendo

Eduardo Barbosa quer derrubar mudança no PNE que põe fim às escolas especiais

Dep.Eduardo Barbosa (PSDB-MG)
Dep.Eduardo Barbosa (PSDB-MG)

A Federação Nacional das Apaes (Fenapaes) promove nesta quarta-feira (14) uma grande marcha em Brasília para defender a educação especial no Plano Nacional de Educação (PNE). A mobilização visa derrubar a mudança feita pelo senador José Pimentel (PT-CE) e resgatar o texto da Meta 4 do PNE,  aprovado na Câmara. Pimentel propõe o fim do atendimento educacional especializado a pessoas com deficiência, transtornos globais do desenvolvimento e altas habilidades ou superdotação nas escolas especiais a partir de 2016.

O deputado Eduardo Barbosa (PSDB-MG), um dos parlamentares que estão à frente do ato, destacou a importância da marcha. “Os movimentos em defesa da escola especial se mobilizaram para mostrar o descontentamento com a iniciativa do senador José Pimentel. Ele mudou aquilo que foi amplamente debatido e acordado na Câmara, inclusive contrariando o decreto da presidente da República que prevê a escola especial aliada à educação inclusiva”, afirmou. Continuar lendo

Destaque na imprensa: MPF aponta indícios de cartel em licitação federal

Matéria publicada no jornal “O Tempo” – 13/08/13

MPF aponta indícios de cartel em licitação federal

O Ministério Público Federal (MPF) vê indícios de que o suposto cartel dos trens de São Paulo atuou em licitações federais envolvendo a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU). Algumas das principais empresas investigadas no caso mantém e mantiveram contratos com a estatal, vinculada ao Ministério das Cidades, desde 1998 até agora.

A afirmação foi feita ontem pelo procuradora da República Karen Louise Jeanette Kahn, responsável pela investigação do caso na área federal. “Há vários contratos (federais) também. Há possíveis outros cartéis em âmbito federal. Aqui estamos falando, via de regra, em cartéis estaduais com efeito na esfera federal, crime de evasão. Envolve recursos da União”, disse Karen. Continuar lendo