Catálogo de centros de treinamento da FIFA para a Copa inclui quatro cidades de Minas

Até o final de 2013 mais duas versões do catálogo deverão ser divulgadas

Quatro cidades mineiras fazem parte da primeira versão do catálogo com Centros de Treinamento de Seleções (CTS), local onde as equipes treinam duas semanas antes do início da Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014. Belo Horizonte, Ipatinga na região Leste, Matias Barbosa na Zona Mata e Uberlândia no Triângulo Mineiro constam nessa lista anunciada na manhã desta quarta-feira (1º).

Para o secretário de Estado Extraordinário da Copa, Sergio Barroso, Minas Gerais tem cidades com capacidade suficiente para atender às demandas da FIFA, que são hotel com, no mínimo, 55 quartos, aeroporto com pista para aeronave de cerca de 120 passageiros e excelente campo de treinamento. “Não significa que aquela que não entrou agora na lista não seja contemplada no futuro, provocando mudanças no catálogo até sua edição final. Para os municípios interessados é importante promover melhoras nesses requisitos fundamentais para atrair uma seleção durante a Copa”, disse.

O ex-técnico da seleção brasileira, Carlos Alberto Parreira, foi contratado pela Secopa como consultor para atrair as seleções ao estado.  “Minas Gerais tem centros de treinamento de nível internacional requerido pelas maiores seleções do mundo. Enquanto umas preferem o isolamento, outras gostam de estar perto do público. É preciso destacar que o Estado está muito bem posicionado geograficamente, o que também pode influir nas decisões”, afirma Parreira.

“O trabalho do Parreira é muito importante porque quem escolhe a cidade onde ficar são as seleções e muitas vezes sem interferência da FIFA.  Nossa expectativa é trazer grandes equipes para Minas”, acrescenta Barroso.

O contrato do Governo de Minas com Parreira tem duração até a Copa de 2014. O primeiro desafio do ex-técnico será realizar um diagnóstico das 19 cidades para identificar aspectos com necessidade de melhoria. O especialista vai elaborar um material técnico do grupo de cidades para mostrar às confederações o potencial de cada município. Outra ação serão as visitas às federações e confederações para mostrar o que está disponível em Minas.

A inclusão apenas da Toca da Raposa II no catálogo de CTS para a Copa do Mundo, em Belo Horizonte, deve-se ao fato de só o Cruzeiro ter assinado contrato com a FIFA. O Comitê Executivo Municipal da Copa do Mundo trabalha a inclusão e divulga os centros de treinamentos dos três times da capital mineira: América, atlético e cruzeiro, mas a decisão cabe aos clubes. “Vamos continuar a promoção dos três CTs para que as oportunidades aconteçam e para que, nas próximas duas versões do catálogo, o Lanna Drumond, do América, e a Cidade do Galo estejam incluídos”, afirma a coordenadora do Comitê, Flávia Rohlfs.

A primeira versão do Catálogo de Centro de Treinamento de Seleções contém 54 candidatos com contratos assinados. Ao todo, 76 foram aprovados tecnicamente. Mais duas versões do catálogo, que será online, deverão ser divulgadas, no primeiro e no segundo semestre de 2013. Até o momento, o Comitê Organizador Local (COL) recebeu 279 inscrições e inspecionou 244.

Entre os aprovados na primeira versão do catálogo, 30 estão localizados na região Sudeste, 14 na região Sul, quatro na Norte e três nas regiões Centro-Oeste e Nordeste. O governo federal lançará uma linha de crédito para financiar a reestruturação de espaços públicos que planejem se candidatar a CTS.

Em Minas permanecem como candidatas a CTS as seguintes cidades: Araxá, Patos de Minas e Sacramento no Alto do Paranaíba; Caxambu, Extrema, Poços de Caldas e Varginha no Sul de Minas; Caeté e Lagoa Santa na região Metropolitana, Divinópolis e Formiga na região Centro-Oeste; Governador Valadares na região Leste; Juiz de Fora na Zona da Mata; Montes Claros no Norte de Minas; Sete Lagoas na região Central e Uberaba no Triangulo Mineiro.

Critérios

O centro de treinamento de seleção deve ter, pelo menos, um campo com excelentes condições e medidas oficiais, além de SPA, piscina e área fitness. O tempo de deslocamento hotel-CT deve ser de, no máximo 20 minutos, via ônibus. Com relação à hospedagem, o hotel deve ter disponibilidade de mínimo de 55 quartos com ar-condicionado ou aquecedor, considerando o clima na região nos meses de junho e julho. Algumas seleções podem precisar de 100 quartos ou mais. A sala para conferência deve ter capacidade mínima para 100 pessoas. Já o aeroporto deve ter capacidade para receber aeronaves de aproximadamente 120 passageiros e que permita voos noturnos. A FIFA exige uma distância que represente um tempo de deslocamento de, no máximo, 60 minutos entre hotel e aeroporto, via ônibus.

Confira a íntegra do documento divulgado pelo COL (arquivo em formato PDF e em inglês)

Fonte: Agência Minas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s