Destaque na Imprensa: Balança mineira movimentou US$ 9,7 bi

A receita gerada com as exportações do agronegócio mineiro encerrou 2011 com novo recorde. De acordo com os dados divulgados ontem pela Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), entre janeiro e dezembro foram faturados US$ 9,7 bilhões com as exportações, alta de 27,65% sobre o montante gerado em igual período anterior.

As expectativas iniciais em relação a 2012 são positivas e os preços dos principais produtos do agronegócio deverão manter-se em patamares rentáveis. Os principais destinos das vendas dos produtos de Minas para o exterior foram Estados Unidos, Alemanha, Japão, Itália e China.

De acordo com a Seapa, a balança comercial do agronegócio de Minas Gerais em 2011 registrou superávit. Enquanto o Estado exportou US$ 9,7 bilhões, as importações de produtos do agronegócio foram apenas de US$ 382 milhões. O saldo positivo foi de US$ 9,3 bilhões. O agronegócio responde por 23,5% do saldo da balança comercial de todo o Estado.

Segundo o superintendente de Política e Economia Agrícola da Secretaria, João Ricardo Albanez, o ano passado foi marcado pela valorização das commodities agrícolas nos mercados externo e interno. Os estoques baixos e a demanda aquecida sustentaram os preços. Ao todo Minas Gerais exportou 6,46 milhões de toneladas de produtos agropecuários, volume 8,84% inferior ao embarcado anteriormente.

“Mesmo exportando volume menor, o faturamento com os embarques aumentou em 27,65%. Em alguns produtos, como o milho, os embarques foram menores devido aos preços mais competitivos no mercado interno, o que atraiu o interesse dos produtores em comercializar a produção dentro do país”, disse.

Café – O principal produto do agronegócio no ano passado foi o café. De acordo com os dados da balança comercial, somente as exportações do grão atingiram faturamento de US$ 5,8 bilhões, alta de 41.6% sobre os US$ 4,103 bilhões em 2010. Em relação ao volume, foram destinadas ao exterior 1,21 milhão de toneladas do grão, o que representou queda de 12,11% na comparação com as 1,38 milhão de toneladas negociadas em 2010.

Apesar do volume menor destinado ao comércio internacional, o preço pago pela tonelada de café acumulou alta de 61,11% em 2011. O valor de negociação foi de US$ 2,595 mil por tonelada.

No ano passado, Minas Gerais exportou café para 74 países. Os principais clientes foram Alemanha, Estados Unidos, Itália, Japão e Bélgica. Albanez comenta que a perspectiva é de que neste ano os estoques continuem em baixa, mantendo o mercado favorável para o setor.

“No ano passado tivemos uma safra menor do grão, devido à bianualidade negativa, o que ocorreu em um período de aumento do consumo e estoque mundiais menores. Para este ano esperamos uma safra maior, porém a demanda deverá continuar aquecida e sustentando os preços em valores suficientes para garantir lucro aos produtores”.

Outro produto que teve desempenho positivo foi o açúcar. As exportações geraram receita de US$ 1,3 bilhão, alta de 31,1% sobre os US$ 997 milhões observados entre janeiro e dezembro de 2010. O volume embarcado chegou a 2,366 milhões de toneladas contra 2,231 milhões de toneladas exportadas em igual período anterior, o que representou incremento de 6,05%. O preço pago pelo produto acumulou valorização de 23,62%. A tonelada de açúcar foi negociada a US$ 552. A China lidera a lista dos principais compradores do produto, seguida do Irã, Egito, Rússia, e Argélia.

“A China é o quarto maior produtor mundial de açúcar. Mas a produção não é suficiente para atender a demanda interna, por isso o país também é um grande importador do produto”, disse Albanez.

Soja – As exportações do complexo soja (grão, farelo e óleo) também foram alavancadas em 2011. As negociações cresceram 44,9% e atingiram faturamento de US$ 605,3 milhões, contra US$ 417,8 milhões em 2010.á No mesmo período, o preço da tonelada embarcada teve alta de 32,14% chegando a US$ 588.

A comercialização da soja em grão foi a que apresentou o maior valor no ano, com uma movimentação de US$ 326,6 milhões. A China foi responsável por quase a metade das vendas dos produtos do complexo soja exportados por Minas Gerais. Outros mercados de destaque no ano passado foram Holanda, Tailândia, Índia e Espanha. No total, 79 países importaram a soja em grão e seus derivados produzidos por Minas Gerais.

Já os embarques de carne no ano passado somaram US$ 832 milhões, com um crescimento de 10,6% em relação a 2010. O destaque do grupo foi a carne de frango, que registrou um crescimento de 36,5%.

Fonte: Diário do Comércio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s