Destaque na Imprensa: Previsão de crescimento da economia brasileira em 2012 cai para 3,30%

Projeções da pesquisa Focus, elaborada pelo Banco Central, também pioraram para o setor industrial

Publicado em 02-01-12

A previsão para o crescimento da economia brasileira em 2012 voltou a cair. Pesquisa semanal realizada pelo Banco Central junto aos analistas de mercado, a Focus, mostra que a expectativa de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) – índice que mede o tamanho e a evolução da economia – caiu de 3,40% para 3,30%. Há um mês, o mercado previa expansão mais forte da economia, de 3,48% neste ano.

Para o ano passado – dado que será conhecido apenas em algumas semanas, os números também caíram novamente. De acordo com o levantamento, a mediana das expectativas para a expansão do PIB em 2011 recuou de 2,90% para 2,87%, ante os 3,09% registrados quatro semanas antes.

Em linha com a economia mais fraca, as projeções para o desempenho do setor industrial também pioraram. Para 2011, a expectativa de expansão do segmento caiu de 0,82% para 0,78%. Há um mês, o mercado apostava em avanço industrial de 0,94% no ano passado. Para 2012, os números não foram alterados e analistas mantiveram a previsão de crescimento de 3,43%, ante 3,46% de um mês atrás.

Na pesquisa, a expectativa para o indicador que mede a relação entre a dívida líquida do setor público e o tamanho da economia em 2011 manteve-se em 38,50% do PIB pela quarta semana consecutiva. Mas para 2012 a previsão recuou de 37,50% para 37,35%, ante 38% de um mês atrás.

Câmbio

Analistas mantiveram as previsões para o patamar do dólar na pesquisa semanal Focus realizada pelo Banco Central (BC) junto aos analistas do mercado financeiro. No primeiro levantamento divulgado em 2012, a previsão para a taxa de câmbio no fim do ano seguiu em R$ 1,75 pela 12ª semana consecutiva.

Para o câmbio médio, a previsão em 2012 avançou de R$ 1,78 para R$ 1,79. Há um mês, as apostas para o dólar médio estavam em R$ 1,75

IGP-M

Economistas voltaram a elevar as previsões para a inflação medida pelo Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M) em 2012. De acordo com a primeira pesquisa Focus divulgada pelo Banco Central (BC) no ano, a mediana das estimativas para o índice que reajusta a maioria dos contratos de aluguel subiu para 5,07% para 5,08%. Já a previsão para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) não teve alteração e seguiu em 4,99%. Há um mês, analistas apostavam em altas de 5,29% para o IGP-M e de 5,24% para o IGP-DI.

A aposta para o IGP-DI em 2011 – que será conhecido na próxima semana – caiu de 5,28% para 5,22% na quarta redução consecutiva. Há quatro semanas, analistas esperavam alta de 5,75%.

A pesquisa também mostrou que a previsão para o IPC-Fipe em 2012 subiu de 5,20% para 5,22%. Há um mês, a expectativa dos analistas era de alta de 5,18% para o índice que mede a inflação ao consumidor na cidade de São Paulo.

Economistas mantiveram ainda a estimativa para o aumento em 2012 do conjunto dos preços administrados – as tarifas públicas – de 4,50% pela sétima semana seguida. Para 2011, a expectativa de alta seguiu em 6,10%, ante 6% de um mês atrás.

Fonte: O Estado de S. Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s