Homicídios em Minas Gerais caem 20,1% em seis anos

O Estado de Minas Gerais apresentou uma redução de 20,1% nas taxas de homicídio entre os anos 2004 e 2010, segundo dados publicados no Mapa da Violência 2012, divulgado nesta quarta-feira (14/12) pelo Instituto Sangari. A queda representa uma porcentagem mais de seis vezes maior que a nacional, que teve uma redução de 3,1% no mesmo período.

Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, a redução dos índices é ainda maior. De acordo com o relatório, a violência na capital e cidades do entorno teve uma queda de 39% no período de 2004 a 2010. O Mapa da Violência 2012 é fruto de um trabalho do sociólogo Júlio Jacobo Waiselfisz, diretor de Pesquisa do Instituto Sangari, e oferece um balanço da violência homicida no Brasil relativo às últimas três décadas. A fonte de dados utilizada para se chegar aos números é o DataSus, do Ministério da Saúde.

Para o secretário de Estado de Defesa Social, Lafayette Andrada, os números refletem o bom trabalho que vem sendo desenvolvido pelo Governo de Minas no que diz respeito ao combate à criminalidade. “Minas Gerais é hoje o Estado que mais investe em segurança pública. É gratificante poder verificar que nossos esforços têm se refletido em quedas significativas dos índices de violência, superando até mesmo os números do país”, destaca.

Paulo Abi-Ackel presta homenagem à Júlio Redecker na Liderança da Minoria

Foto Agência Edison Castêncio

O líder da Minoria, deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB/MG), prestou homenagem ao ex-deputado Júlio Redecker na manhã desta quarta-feira (14). A cerimônia de aposição do painel fotográfico aconteceu na Sala de Reuniões da Liderança da Minoria com a presença da senhora Salete Redecker, das filhas Vitória e Mariana e do filho e deputado estadual, Lucas Redecker (PSDB/RS), além de amigos, prefeitos e parlamentares de diversos partidos.

Paulo Abi-Ackel recordou os tempos de juventude onde teve o privilégio de conviver com Redecker. “O seu estilo aguerrido de fazer política inspirou e inspira todos nós. Esta modesta homenagem expressa o nosso sentimento ao amigo que não está mais entre nós, mas continua nos motivando a lutar pelas grandes causas”, destacou.

Continuar lendo

Antonio Anastasia anuncia avanços na Educação em Minas Gerais medidos pelo Proalfa

Desde a criação do programa, índice de estudantes com desempenho recomendado cresceu mais de 80% . Foto Lúcia Sebe/Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia e a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola, anunciaram, nesta quarta-feira (14), os resultados do Programa de Avaliação da Alfabetização (Proalfa) 2011. Nesta edição, 88,9% dos alunos avaliados da rede estadual atingiram o nível adequado de letramento (capacidade de ler e interpretar textos), um aumento de 2,7 pontos percentuais em relação a 2010, quando o índice foi de 86,2%. A avaliação contempla todas as crianças do 3º ano do ensino fundamental das escolas estaduais de Minas Gerais e cobre também as redes municipais.

Ao parabenizar a secretária Ana Lúcia Gazzola e a equipe da Secretaria de Educação, Anastasia classificou os dados positivos como resultado da política educacional implementada em Minas Gerais nos últimos anos. “Esses resultados refletem muito uma decisão tomada ainda em 2003, 2004, quando o Governo de Minas foi o primeiro Estado da Federação a incluir as crianças de seis anos de idade na escola, o que melhorou muito o nível de alfabetização. Na verdade, mais do que da alfabetização, da capacidade de compreensão das crianças, que significa um letramento melhor e um futuro jovem mais apto”, disse o governador.

Continuar lendo

Jovem da oposição venezuelana abordará democracia em encontro do PSDB

O secretário para a juventude da Fundação Justiça e Democracia – entidade venezuelana de oposição ao presidente Hugo Chávez -, Juan Carlos Martínez, será um dos palestrantes do Congresso da Juventude da Social Democracia. Ele falará da situação política em seu país e mostrará como está a busca pelo fortalecimento da democracia na Venezuela.

“A situação na Venezuela faz com que famílias se dividam, parentes deixem de se falar. Não podemos permitir isso. Temos sempre que lembrar o fato de todos sermos latino-americanos, de termos objetivos em comum”, declarou. Martínez, que participará do evento que se realizará em Goiânia , entre sexta-feira (16) e sábado (17).

Ele acrescentou que em sua exposição buscará ressaltar aos futuros líderes políticos e militantes jovens que eles devem se empenhar por alcançar a unidade.

O representante para a Fundação Justiça e Democracia falará ao público no primeiro dia de debates, quando terá a companhia do consultor dos Estados Unidos Collin Jergens e do deputado de Portugal Duarte Marques.

Fluxo de informações

Se por um lado Martínez passará suas experiências para os jovens brasileiros, por outro ele quer conhecer mais detalhes da transformação que a política daqui viveu a partir da década de 1990. “O Brasil, com o governo de Fernando Henrique Cardoso, conseguiu sair de uma situação de crise e se transformar numa referência. É isso que esperamos para a Venezuela”, declarou.

Para ele, seu país não vive uma condição democrática. A supressão se dá com a repressão nos centros urbanos e até a propagação de mentiras em regiões rurais. “Criou-se um temor no país. Trabalhadores rurais são informados de que, se fizerem oposição ao governo, deixarão de receber insumos vitais para o seu dia-a-dia. Não é algo aceitável”, disse.

E é apenas com a união dos venezuelanos – e dos latinos como um todo – que tal quadro pode ser modificado. Martínez espera ver a juventude à frente da busca pela democracia. Para ele, os jovens têm função vital no processo.

Programação

O Congresso Nacional da Juventude Social Democrata será realizado nesta sexta-feira (16) e sábado (17), em Goiânia, no Parque de Exposições da cidade (Rua 250, s/n, Setor Vila Nova).

Leia também Líder português pede juventude na vanguarda do combate à corrupção

Fonte: Agência Tucana

Frente lança manifesto por mais investimentos no setor de infraestrutura

A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Infraestrutura Nacional lançou, na última semana, em Brasília, o manifesto por mais investimentos públicos e privados no setor. Na ocasião, o Projeto de Lei que dispõe sobre aprimoramento das regras que regem as Parcerias Público-Privadas (PPPs) e as concessões foi apresentado ao público.

De acordo com o líder da Minoria na Câmara dos Deputados, deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB/MG), que também é vice-presidente da Frente Parlamentar, o manifesto sinaliza a estratégia para o enfrentamento da crise econômica internacional. “Os trabalhos da Frente em 2012 certamente darão prioridade à necessidade de restaurar e modernizar toda a malha rodoviária, aeroportuária e os nossos portos, no sentido de dar apoio indispensável ao crescimento econômico do país”, disse Abi-Ackel.

Participaram do evento o presidente da Câmara dos Deputados, o parlamentar Marco Maia; membros da Frente; deputados; senadores e representantes da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), do Instituto Acende Brasil, do Instituto Trata Brasil, do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram) e da Associação Brasileira da Infraestrutura e da Indústria de Base e do Instituto Aço Brasil (Abidb). Leia o manifesto pelo site: www.pauloabiackel.com.br/2011/12/07/frente-lanca-manifesto-por-mais-investimentos-no-setor-de-infraestrutura/

Valor Bruto da Produção agrícola de Minas deve alcançar R$ 21,8 bilhões em 2011

O Valor Bruto da Produção (VBP) da agricultura mineira, em 2011, deve alcançar R$ 21,8 bilhões, o que representa uma progressão de 18,2% na comparação com o ano passado.  De acordo com os dados apurados em novembro, a previsão  para o Brasil é de um valor da ordem de R$ 205,8 bilhões, cifra 11,7% superior à alcançada no período anterior.

Divulgado mensalmente pelo Ministério da Agricultura, o VBP corresponde aos preços praticados no mercado das 20 maiores lavouras do país. Para realizar o estudo, são utilizados dados do Instituto Brasileiro de Estatística (IBGE), da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), explica Baldonedo Arthur Napoleão, subsecretário do Agronegócio da Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa MG).

Leia matéria completa na Agência Minas