Diap: Aécio é o parlamentar com maior prestigio pessoal no Congresso

A pesquisa do DIAP divulgada nesta segunda-feira (05/12), feita anualmente entre os 100 “Cabeças” do Congresso para a eleição dos parlamentares mais influentes, revela que o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) é o parlamentar sem cargo institucional no Congresso Nacional mais influente no parlamento brasileiro.

A consulta aos parlamentares aconteceu entre os dias 26 de outubro e 1º de dezembro, tendo votado 65 congressistas, sendo 43 deputados e 22 senadores.

Os parlamentares posicionados à frente do senador mineiro têm somados à sua atuação pessoal o peso dos cargos que ocupam. Aécio é o parlamentar sem cargo institucional ou de representação partidária mais bem posicionado na pesquisa.


Dívidas dos estados com o Governo Federal serão discutidas na ALMG

Minas Gerais e outros 23 estados brasileiros têm uma dívida impagável com a União por causa dos altos juros cobrados pelo Governo Federal do PT. Em razão do pagamento dessa dívida, baseada num índice de correção exorbitante, a capacidade de investimento dos estados fica prejudicada. Para unir forças em busca de uma solução que atenda a todas as unidades da federação, a Comissão Especial da Dívida Pública da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) aprovou requerimento para realizar encontros regionais com Assembleias de outros estados para discutir a renegociação dos contratos da dívida pública realizados com a União.

O requerimento de autoria do deputado Bonifácio Mourão (PSDB), líder do Bloco Transparência e Resultado, foi aprovado em reunião realizada na última semana. Segundo o deputado, estender a discussão para outros estados vai permitir que o debate sobre a dívida seja nacionalizado e ganhe força. “Só o estado de Minas Gerais não vai conseguir convencer o Governo Federal a fazer a renegociação da nossa dívida. O problema é de 23 estados brasileiros. Então é mais do que natural que nós façamos reuniões com outros estados aqui em Minas Gerais e nas outras regiões do Brasil para que tenhamos uma linguagem única e transparente para convencer o Governo Federal de que esta renegocição é indispensável”, afirmou.

Fonte: Blog Minas Transparente

Anastasia participa do lançamento de nova fábrica da Coca-Cola em Minas

Foto Wellington Pedro / Imprensa MG

O governador Antonio Anastasia participou, nesta segunda-feira, dia 5, em Itabirito, do lançamento da pedra fundamental da nova fábrica de refrigerantes da Coca-Cola FEMSA. Com investimentos de R$ 250 milhões, a planta industrial será instalada em um terreno de 300 mil metros quadrados, nas margens da BR-040, sentido Rio de Janeiro. Durante a construção, cerca de 800 empregos diretos serão gerados. A unidade terá capacidade anual instalada para a produção de 2,1 bilhões de litros de refrigerante.

Anastasia afirmou, durante a solenidade, que a instalação de uma fábrica de Coca-Cola em Itabirito, um dos mais importantes municípios mineradores do Estado, demonstra o esforço do Governo de Minas de estimular a criação de empregos de qualidade e, ao mesmo tempo, diversificar cada vez mais a economia mineira.

“Este projeto é um símbolo belíssimo de nosso esforço para diversificar o perfil econômico de Minas Gerais. Além de setores já tradicionais, como o da mineração, café e leite, é fundamental atrairmos outras indústrias para o Estado. A inserção da Coca-Cola FEMSA, uma das três marcas mais reconhecidas no mundo, é um orgulho para nós mineiros”, disse Anastasia.

Continuar lendo

FHC será entrevistado hoje pelo Roda Viva

O presidente de honra e ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, será o entrevistado do programa Roda Viva, da TV Cultura, nesta segunda-feira, dia 5. A entrevista vai ao ar a partir das 22 horas. O Roda Viva também pode ser assistido ao vivo, no portal www.cmais.com.br/aovivo.

Ontem, durante entrevista ao Canal Livre, da Band, o presidente do PSDB, deputado federal Sérgio Guerra (PE), ressaltou o legado da gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso para o Brasil.

Sérgio Guerra lembrou que os governos do PSDB sempre são bem avaliados e que o partido está, sim, resgatando todas as experiências bem-sucedidas utilizada por FHC, que é presidente de honra do PSDB.

“Nossas eleições presidenciais não valorizaram nosso passado e nosso legado. E o PT desgastou muito a noção de ética do país. O programa do Lula de transferência de renda está esgotado e precisa ser aperfeiçoado, há crise na Segurança, na Saúde, na Educação, e nunca o trafico de influência foi tão grande. Por isso, temos de valorizar a importância de tudo o que Fernando Henrique fez pelo país na Presidência da República”, concluiu.

Confira também Sérgio Guerra ressalta reestruturação e postura combativa do PSDB

Fonte: Agência Tucana

Dura realidade vai transformando em miragem a fama de administradora eficaz de Dilma Rousseff

Carlos Lupi tornou-se ontem o sétimo ministro da gestão Dilma Rousseff a sair do cargo e o sexto a cair por envolvimento em corrupção. Ao todo, nove ministérios tiveram seus titulares trocados em menos de 12 meses de governo; é praticamente um quarto da imensa lista de 38 pastas que se espalham pela Esplanada. Diante deste quadro, o Instituto Teotonio Vilela afirma que a dura realidade vai reduzindo a miragem a fama de administradora eficaz da presidente da República. Confira abaixo a íntegra da Carta de Mobilização Política do ITV desta segunda-feira, dia 5:

Continuar lendo

Turismo internacional no Brasil aguarda a sua vez – artigo de Eduardo Azeredo

Publicado no jornal Hoje em Dia – 03.12.11

Chegar a nove milhões de visitantes estrangeiros ao ano. Essa foi a meta estabelecida pelo governo Lula em 2003. Mas a realidade que o setor turístico vivenciou no período foi bem mais modesta: no ano passado, o número de turistas que desembarcaram no Brasil ficou na casa dos cinco milhões, o mesmo número de 2002.

A queda do dólar e a valorização do Real influenciaram a atração dos visitantes de fora. Afinal, ficou mais caro para o estrangeiro vir para o Brasil. Mas, certamente, a infraestrutura de baixa qualidade é um dos fatores que conta negativamente para o país. A começar pelos aeroportos que mal suportam o afluxo de passageiros.

Continuar lendo